terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Convite para Defesa de Tese de Doutorado em Educação - UFSM

Convido os amigos que estiverem em Santa Maria para a minha DEFESA DE TESE, encerramento do Doutorado em Educação, do Programa de Pós-Graduação em Educação UFSM.

Detalhe... não será na UFSM:

*LOCAL: SUCV - Rua Venâncio Aires, 2035, centro - Santa Maria
*DATA: 9 de dezembro, sexta
*HORÁRIO: 14h



segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

País de dores anônimas - Parte 3 - Artigo do Jornal Expresso Ilustrado


Publicado no jornal Expresso Ilustrado: 2 de dezembro de 2016


País de dores anônimas
A intelectualidade gaúcha (Parte 3)



A intelectualidade gaúcha, de maneira geral, adquiriu uma personalidade provinciana e alienada, bem longe do protagonismo do início do séc. XX. Os não-alienados, usualmente se encontram politicamente contaminados, com infecções partidárias generalizadas. Pior do que isso, alguns pensadores, quando não ocupados na divulgação de seus livros, ainda alavancam o crescimento de posicionamentos fascistas e/ou comunistas, reflexos macabros de sistemas que violentam, cada um à sua maneira, a democracia. Nas redes sociais e nas manifestações públicas, o ódio une grupos; a raiva tem uma força atrativa bem maior do que a amizade. O conservadorismo sempre foi uma característica comum em pessoas, principalmente nas mais velhas; quero dizer, torna-se natural um jovem aspirar a mudança. O que tem que ficar bem claro, é que defender um comunismo ou um fascismo já se tornou uma atitude conservadora, pois ambos são utopias historicamente fracassadas. “Mas a cadela do fascismo está sempre no cio” - Bertolt Brecht. É possível que a internet seja potencializadora de pensamentos imbecilizados, em postagens radicalizadas, antidemocráticas. É possível que educadores defendam atos de vandalismo, quebra de ministérios, ataques contra instituições cristalizadas. Tudo é possível; nem sempre aceitável! Fica uma pergunta: será que o atual Congresso Nacional conseguirá unir, numa mesma manifestação, “coxinhas” e “petralhas”? A ideologia tem disso. A polarização termina, quando os opositores passam a crer em um inimigo maior. Assim aconteceu com americanos e russos na 2ª Guerra. Enfim, temos que evitar a ameaça de mais uma guerra civil brasileira, possibilidade que já não está muito longe. (Continua)


quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Artigo Jornal Expresso Ilustrado - País de dores Anônimas (Parte II)

Publicado no Jornal Expresso Ilustrado: 25 de novembro de 2016


País de dores anônimas
A intelectualidade gaúcha (Parte 2)


A diferença entre o Brasil e a Finlândia não se resume em educação, mas na nossa falta de ética. Contudo, a ética somente é construída pela educação. Desde antes da Independência do Brasil, na época de Colônia, edificamos um país de poucos privilegiados. Privilégios que criaram dois tipos de justiça Tupiniquim: a dos pobres e a dos ricos (poderosos). Aqui, um indivíduo pode passar anos na cadeia, por exemplo, somente pelo furto de alimentos para sobreviver; mas consegue escapar ileso, ao assassinar indiretamente milhares de pessoas, quando desvia milhões da saúde pública. Onde está o problema? O dinheiro abala a ética. O poder corrompe a moral. E a falta dessa ética, destruindo as regras morais, está estampada em toda a nossa sociedade, em desprovidos e milionários. A corrupção não está arraigada somente na classe política, simples representação da sociedade. Ela está na atitude de uma menina de 9 anos, rebolando seminua, para engravidar aos 11; na falta da percepção coletiva de que as forças de segurança, principalmente a polícia, são essenciais para a preservação do direito à cidadania. A falta de ética está em boa parte das famílias, onde os pais decidiram “não envelhecer mais”, sendo apenas amiguinhos dos filhos, esquivando-se da responsabilidade de desvelar os limites sociais, para humanizar os filhos, em diálogos educativos. Agir eticamente, engloba assumir princípios e valores morais, onde a interação não irá prejudicar o(s) outro(s), favorecendo uma justiça social. Ser ético impede o levar vantagem indevida; mas somos otários-ignorantes que propagamos o famoso “jeitinho brasileiro”. (Continua).

Artigo Jornal Expresso Ilustrado - País de dores anônimas - Parte 1


Publicado no Jornal Expresso Ilustrado: 18 de novembro de 2016

País de dores anônimas
A intelectualidade gaúcha (Parte I)


Pedi aos amigos do Expresso o espaço para essa série de 5 a 7 artigos. O texto pode ser lido no todo e/ou em partes, tendo por objetivo a (auto)reflexão. Será publicado como artigo único, posteriormente, no Letras Santiaguenses.

Na minha concepção, a intelectualidade de um ser humano pode ser desenvolvida (ou não). Ela é fruto de esforço, exercitando-se o “músculo” mais importante: o cérebro. Só que intelectualidade não é sinônimo de sabedoria e nem de educação. No RS e no Brasil, a intelectualidade está um tanto perdida em “gabinetes-clausuras”, dentro e fora das universidades, distanciando a teoria da prática. Oswald de Andrade, escritor modernista, no seu Manifesto Antropófago (1928), escreveu que ‘somos um país de dores anônimas e de doutores anônimos’. A crítica foi direcionada para a “elite intelectual” do país, que era alienada e não se posicionava – com sabedoria – diante das elites financeiras e políticas da nação. Muitos anos depois, isso ainda permanece. A intelectualidade gaúcha, de maneira geral, se mantém submissa aos interesses político-financeiros dos diversos governos (federal, estadual e municipal). Também somos dominados pelo estrangeiro, principalmente pelo sudeste do país, por europeus e norte-americanos, a quem endeusamos e fazemos reverência.


Santiago e o RS possuem intelectuais independentes? Diga-me você, leitor que acompanha esta coluna. (Continua)

sábado, 12 de novembro de 2016

Comenda Personalidade Literária 2016 - Porto Alegre, RS

Amanhã, 20h, estarei recebendo a Comenda Personalidade Literária 2016, no City Hotel - Rua José Montaury, nº 20 - Porto Alegre, RS.
Agradeço a Academia Internacional de Artes, Letras e Ciências pela honrosa premiação!
Haverá um jantar por adesão, R$ 40,00... quem quiser, reservar inbox comigo.
Todos os amigos estão convidados!


quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Hoje - palestra de despedida de Santa Maria - convido a todos!

Hoje, 09 de novembro, 18h30min, na SUCV, em Santa Maria.

A belíssima CAPOSM proporcionando a oportunidade de uma fala de despedida. Será muito bom!
Entrada - um quilo de alimento não perecível!
Aguardo os amigos...


terça-feira, 18 de outubro de 2016

Colégio Militar de Belém (CMBel)... Novos rumos!

Estou feliz de poder, a partir de janeiro, fazer parte do 13º Colégio Militar do Sistema - o Colégio Militar de Belém. Veja a reportagem do Exército sobre o CMBel.

Inauguração do CMBel:

Fonte: Exército Brasileiro

Entrega da Boina 2016:


Fonte: Youtube

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Comenda Personalidade Literária do Brasil


Tenho a grata satisfação de comunicar que fui laureado com a Comenda Personalidade Literária do Brasil, recebido da Academia Internacional de Artes Letras e Ciências!

Agradeço à entidade pela deferência!



Leia a mensagem da Presidente da Academia Internacional de Artes, Letras e Ciências:



Divulgamos os nomes aprovados para as comendas ALPAS 21 a serem entregues em 12 de novembro de 2016 no City Hotel em Porto Alegre / RS
Comenda Personalidade Literária / Brasil
Escritores que se destacaram pela produção literária no universo sem fronteiras pela cidadania planetária.
Iran de Lima

Comenda Personalidade Cultural / Brasil
Escritores e gestores culturais que se dedicaram com dinamismo e atuação em prol da cultura
Flávio dos Santos
José Carlos Laitano

Comenda Personalidade Literária Internacional
Nomes que ultrapassaram fronteiras por sua escrita literária
Afonso Rocha - Portugal / Brasil
Luciana Couto - Portugal / Brasil

A Entrega da Comenda está condicionada à presença do homenageado.

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Palestra na Feira do Livro de Cruz Alta - 15 de outubro


Programação da 20ª Feira do Livro de Cruz Alta

Tenho a honra de proferir uma palestra na Feira do Livro de Cruz Alta, no próximo dia 15 de outubro de 2016, 15h, sobre "A importância da Literatura Gaúcha no contexto nacional contemporâneo".

Na mesma feira, estarei participando do lançamento de um livro solo e três coletâneas (duas das quais sou organizador).

Aproveito para convidar o leitor para participar dessa bela feira, a 20ª Feira de Cruz Alta.

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Artigo do Jornal A Razão - Ânsia de Vômito


Para ler o artigo no site de A RAZÃO: CLIQUE


Há algum tempo – cerca de cinco anos atrás – confesso que cheguei a nutrir o sonho de ser um político brasileiro. Naquela época, adorava criar projetos e estava na presidência da Casa do Poeta de Santiago, liderando um grupo de escritores da “Terra dos Poetas”.

É claro que era um sonho natimorto. Eu não tinha, nem nunca tive, o menor pendor para a coisa. Só que demorei um pouco para perceber isso, pois estava contaminado pelas letras e pela chama fervorosa da paixão ideológica. 
Não percebia que eu amava o discurso e não a política partidária. Amava a macro política, aquela descrita por filósofos, educadores, sociólogos e cientistas políticos verdadeiros, que nada tem de parecido com a politicagem de parte da casta eleitoral brasileira. No decorrer dos anos, percebi algumas coisas... Entendi as diferenças entre o político e o intelectual.

Um intelectual (ou quem procura ser) não deveria ser filiado a qualquer partido político, direta ou indiretamente. Quando você sai da liberdade intelectiva, para ser conduzido por uma coletividade cercada de dogmas, deixa de ser totalmente livre. Nesse sentido, deve submeter-se ao que o grupo determina.

Um político não pode ser introspectivo e antipático, mesmo que seja. Ele tem que ser extrovertido, apertar todas as mãos e ter cuidado para não se perder no silêncio. Um candidato tem que ouvir os eleitores, gostar de conversas que não tenham finalidade e – mesmo que por um tempo determinado – dizer que está preocupado com o outro, mesmo que não esteja.

Um intelectual pode até falar ou escrever besteiras. Quem joga futebol, mesmo sendo Messi, erra passes e pisa na bola. Quem escreve, mesmo sendo Machado de Assis, comete erros de português e de entendimento (das letras e da vida). Mas o intelectual que se preze, na concepção mais bela, tem o amor pela palavra e a paixão pela ideia. 

Algumas vezes, um político tem que sorrir, mesmo estando triste. Tem que abanar, mesmo não conhecendo. Tem que olhar nos olhos, mesmo não enxergando. Tem que apoiar, mesmo não concordando. Tem que mentir, mesmo sabendo a verdade. Tem que massacrar, mesmo tendo pena. Tem que dormir, mesmo com insônia.

É claro que nem todos os políticos são assim! Possuo, verdadeiramente, uma admiração pelos políticos idealistas. No Brasil, eles são uma exceção para a regra; a que define que você seja ou idealista, ou político. A politicagem – essa me causa ânsia de vômito!


domingo, 2 de outubro de 2016

Colégio Militar de Belém! Novos rumos...

Grato a Deus por mais essa oportunidade de conhecer outra região do Brasil.
Irei ser professor no Colégio Militar de Belém, o mais novo colégio militar do país!
Rumo ao açaí! Em breve, Belém do Pará!


quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Divulgação da Academia Santa-Mariense de Letras (Convite) - ADELMO SIMAS GENRO

5º SARAU LITERÁRIO ASL
Dia: 03 de outubro
  Hora: 17h30
   Local: Biblioteca Pública - Santa Maria   
Av. Presidente Vargas, 1300
 Tema: ADELMO GENRO
 Apresentação: Carlos Giovani D. Pasini  
Debatedores: João Marcos Adede y Castro e Valdo Barcelos


Nota: fico feliz - como cidadão de Santiago - em poder expor sobre Adelmo Simas Genro, ilustre conterrâneo, sobre quem já construí o panegírico para a minha posse na ASL.

Todos estão convidados!



terça-feira, 27 de setembro de 2016

Artigo do Jornal Expresso Ilustrado - 23 de setembro - Felicidade Líquida

Felicidade líquida

O sociólogo Zygmunt Bauman apresentou a teoria da “Modernidade Líquida”. Essa hipótese expõe que na atualidade os seres humanos estão vivendo, de modo geral, em um mundo sem forma, ausente de fronteiras. Para ele, vivemos numa época de “felicidade líquida”, onde parecer ser feliz é muito mais importante do que realmente ser. A nossa felicidade deve ser atestada pela quantidade de curtidas, comentários e compartilhamentos nas redes sociais. Nós temos que provar que somos felizes, não basta sermos! O filósofo Clóvis de Barros afirma que “a felicidade é muito mais conhecida pela sua ausência do que pela sua presença”. Não é à toa que vivemos em busca da felicidade, muitas vezes a colocando como objeto de disputa, de aquisição, consequência do campo econômico, social ou profissional. Não podemos romantizar a felicidade. Ela não deve ser colocada em um pedestal, no local inatingível. Também não é um objetivo único, que um dia iremos alcançar, ou algo que possamos comprar (carro, celular ou mansão).  Sempre haverá aquilo que não temos. A felicidade muda com o decorrer da própria vida. Aos 15 anos, quem sabe, dar um beijo seja o sinônimo de felicidade; aos 100 anos, ela poderá ser o não utilizar fraldas e conseguir ir ao banheiro sozinho. Portanto, alegrar-se com o que é seu, com o ínfimo, pequenas conquistas, sabendo que, como dizia Gandhi “(...) a felicidade não é um objetivo, mas o caminho até um objetivo”. A felicidade não é a felicidade: ela é uma catapora de nanicos momentos felizes, feito cicatrizes, no nosso enorme corpo melancólico. Enfim, a felicidade é estarmos vivos e saudáveis.


terça-feira, 20 de setembro de 2016

51º Programa Santa Maria Argumentos - Academia Santiaguense de Letras

Há um ano era fundada a Academia Santiaguense de Letras.

A seguir, colocamos a entrevista feita na época.






Tema: Fundação da Academia Santiaguense de Letras
Mediador: Giovani Pasini
Debatedores:
- Tadeu Martins - Presidente da Academia Santiaguense de Letras
- Prof. Júlio Rafael - Membro
- João Lemes - Membro

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Saraus da ASL - Academia Santa-Mariense de Letras - 2º Semestre

Convido os leitores, que forem de Santa Maria ou região, para prestigiar os saraus da ASL.

No dia 3 de outubro de 2016, segunda, tenho o orgulho de realizar a apresentação de ADELMO SIMAS GENRO, um ilustre filho de Santiago, professor, escritor, advogado e político.

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Troféu Expressão Regional 2016


Agradeço profusamente à direção do jornal Expresso Ilustrado e, especialmente, ao meu grande amigo e irmão João Lemes, pela surpresa de ter ganho o Troféu Expressão Regional 2016.
A surpresa foi substituída pela felicidade - ao receber de um periódico que sempre vesti a camiseta como colunista - o primeiro grande reconhecimento de minha terra natal, a amada Santiago do Boqueirão.
Tenham certeza a "memória" é muito mais importante do que a "história". A memória faz parte de nossas emoções, sendo a nossa verdade.
Reparto esse mérito e reconhecimento com a minha família, principalmente com a minha companheira Karla Pasini.
Obrigado Expresso Ilustrado!


sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Palestra para professores de Cacequi, RS - 24 de agosto de 2016.

Palestra para professores de Cacequi, RS, no Centro Comercial da cidade.

Tema: Educação e sociedade: por uma pedagogia em transformação.








segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Palestra sobre a Lenda (conto) Imembuy e lançamento do livro Beto Repleto no Colégio Fátima, em Santa Maria


Palestra sobre o Conto (Lenda) de Imembuy no Colégio Fátima, em Santa Maria, para o 4º Ano do Ensino Fundamental e posterior lançamento do livro Beto Repleto! 

Agradeço a professora Luciana Gontan Albiero, a coordenadora Míriam e a todos os docentes envolvidos! Foi inesquecível!










terça-feira, 5 de julho de 2016

Mensagem de Miguel José da Silva - 79 anos - sobre o artigo Deus é brasileiro?

PREZADO E BOM AMIGO PASINI. 

REPETIREI O REFRÃO ATÉ QUE ESMAEÇA E DESAPAREÇA PELO DESGASTE.
CUMPRIMENTOS SEM LIMITES  PELA MATÉRIA DE HOJE EM SEGUNDO A RAZÃO. 

AO TODO DO CONTEÚDO E TEOR DO ESCRITO, PAIRA TUA GRANDEZA HUMANA, CARACTERÍSTICA DE TUA PESSOA.

 COMO RESPOSTA À PERGUNTA: SE VOCÊ FOSSE DEUS...., ENTENDO POR FÁCIL A MINHA MANIFESTAÇÃO;

"TERIA, EM REGIME PARLAMENTARISTA COMO PRIMEIRO MINISTRO, CARLOS GIOVANI DELEVATI PASINI". MEU ABRAÇO FRATERNO. MIGUEL.

Mensagem de Rodrigo Nogueira - sobre Deus é brasileiro? - do Jornal A Razão


Faz tempo que perdi a esperança no ser humano (tbm me incluo por nao fazer nada para mudar o contexto) devido aos acontecimentos dos últimos anos, terrorismo, corrupçao, violência, destruiçao das riquesas naturais, são algumas das coisas que me levaram a desistir de acreditar que o ser humano possa reverter a situaçao que chegaste o nosso planeta, claro que sei que existe muitas pessoas diferente de mim, onde nao conformadas com esses fatores, buscam melhorar de certa forma nosso mundo. Assim respondendo sua pergunta do artigo do jornal A Razao. Se eu fosse Deus, ja teria perdido a paciência com o ser humano e exterminado essa raça que desde os primordios, só sabe consumir o planeta. Mas ainda bem que Deus é Deus e eu sou eu..kkkkk

Parabéns Pasini por mais esse belo artigo. Abço

Rodrigo

Artigo Jornal A RAZÃO - Deus é brasileiro?

CLIQUE NO LINK

sábado, 2 de julho de 2016

Artigo do Jornal a razão: O Bezerro da Humildade - clique no link



Debate no 3º Sarau da Academia Santa-Mariense de Letras

Nessa Segunda-Feira, 04 de julho de 2016, 17h, ocorrerá o 3º SARAU LITERÁRIO ASL (aberto ao público), na Biblioteca Pública Municipal Henrique Bastide, Largo da Locomotiva, em Santa Maria.

Estarei participando como debatedor, acompanhado dos meus colegas Daniel Arruda Coronel e Haydée Hostin Lima.

TEMA: Livro MEMÓRIAS, de João Daudt Filho.

Convido aos leitores que quiserem prestigiar!



terça-feira, 21 de junho de 2016

Mensagem Jayme Piva - sobre o artigo "Santiago Poesia"

Meu caro professor Pasini:

       Receba meus cumprimentos pela excelente crônica publicada no Expresso, edição de 10 de junho fluente, intitulada Santiago Poesia.
       Texto erudito, como soem ser os da sua lavra, com preciosos e meritórios enfoques enaltecedores dos exponenciais valores poéticos do nosso pago.
       Grato,  de modo particular, pelo referencial alusivo a Tulio Piva, que tento decantou, em música e versos, as belezas da nossa Santiago.
         Grande abraço
                               Jayme

Comentário de Fernando Oliveira - artigo Santiago Poesia

Verdade meu amigo, como bom bairrista, tenho muito orgulho em ser de Santiago, terra do poesia, terra dos poetas!Grande abraço!

Fernando

terça-feira, 14 de junho de 2016

Artigo do jornal Expresso: SANTIAGO POESIA

http://expressoilustrado.com.br/opiniao/santiago-poesia

Santiago poesia


Procurem o rosto do mestre Oracy! Montem no dorso de Macunaíma, na sorte da morte, da esposa que é Ci. Procurem as letras do mestre Oracy! Nas blumas vazantes do Cobra Norato, na Itaara da serra, das pedras e mato. Encontrem o Caio, nos rios e lagos, nas casas e Casas, em fatos e Fatos. Fernandos e Abreus, deslizem nos pampas, nas plumas e prantos, nas viagens e cantos, na praça da Santa!  Que prosa o Aureliano, um texto tão forte, no lema do “gaucho”; gaúcho de manto, de mate e de bota, poesias cantais, cidade baixais, em nome daqui. Meu deus! Que fizemos! Nós, cegos leitores, patrícios da Tusi, da volta do Círculo, nas rodas de papo, em dança arlequim! Num golpe de sonho, voou da mão (dela), uma bela aquarela, Terezinha sem fim. Chamem o Adelmo, por Simas ou Genro... Em corpo das letras, sorriso criança, em lemas e ramos, docente sem danos. Desenhem em pedras, nos Arnos das léguas, bem perto de mim. Ah! Essa ‘Negra Fulô’! Na música Eurides, as linhas são limas, lenhadas de dor! Procurem o rosto, do mestre Oracy! Despertem na esquina, nos zelos da Lise, poemas de lince, Cecília essência, Drummond de marfim. Não somos caetanos, nem mesmo Bilacs... Temos destaques, na volta do for. Tomara a minha terra, invoque Maria e lembre de Exu, da velha oferenda, no rio Curussu! Num tapa do vento, lembro do tempo e dos sambas da Gente, das musas eternas – do Túlio e da Noite – esfera do Piva, parente do Jaime! O que fizemos nós, homens, de tantas infâncias e vários cavalos, escondidos na vida, vivendo na infâmia? Vejam bem: somos Santiago, temos a cena, somos os pagos e temos a pena. 

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Imagens muito especiais - criança, público mais sincero...

Imagens muito especiais...
Recebi essas fotos de uma leitora querida... a Janaína, filha da Aline Neves!
O belíssimo desenho feito pela Janaína me emocionou, como escritor.
Janaína... está lindo!!!!
Um grande abraço para essa leitora do Beto Repleto...







Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...