quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Projeto Escritores de Nossa Terra! Episódio: HAYDÉE HOSTIN - TV Santa Maria, canal 19 da NET



* TEMA: Projeto do programa ARGUMENTOS, da TV SANTA MARIA, canal 19 da NET, da cidade de Santa Maria, RS.
* Escritora convidada: HAYDÉE HOSTIN
* Mediador: Giovani Pasini
* Objetivo geral: perenizar depoimentos de escritores da região centro-oeste do estado do Rio Grande do Sul.

terça-feira, 28 de outubro de 2014

O motivo de não acreditar em URNAS ELETRÔNICAS


Perguntaram por qual motivo eu não confiava no sistema de urnas eletrônicas.
Respondo: pois assisti esse vídeo. Se você não é um alienado, assista essa entrevista com um professor da UNICAMP. Não sou eu que estou falando. É um grande estudioso do assunto.
Estou errado em duvidar? 
Ah, faça-me um favor...



FALTA DE TRANSPARÊNCIA!

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

22º Programa "Santa Maria Argumentos" - MAÇONARIA


TEMA: "A importância da MAÇONARIA para a sociedade contemporânea".
**Um programa INTERESSANTÍSSIMO para quem deseja conhecer um pouco mais da maçonaria.
MEDIADOR: GIOVANI PASINI 
DEBATEDORES: 
- Dr. EDES CAVALHEIRO - Cardiologista - Mestre Maçônico
- Prof. ELVIO DE CARVALHO - Doutorando Educação - Mestre Maçônico.

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Projeto Escritores de Nossa Terra! Episódio: VALDO BARCELOS - TV Santa Maria - canal 19 NET


* TEMA: Projeto da TV SANTA MARIA, canal 19 da NET, da cidade de Santa Maria, RS.
* Escritor convidado: VALDO BARCELOS
* Mediador: Giovani Pasini
* Objetivo geral: perenizar depoimentos de escritores da região centro-oeste do estado do Rio Grande do Sul.

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Agradecimento à CAPOSM - VII FEIRA INFANTIL LIVRO NA MÃO





AGRADECIMENTO PÚBLICO - HOMENAGEM RECEBIDA – CRÔNICA SIMPLES

VII Feira Infantil do Livro Na Mão - Casa do Poeta de Santa Maria - 06 a 08 de outubro de 2014

A CAPOSM é uma entidade que já ocupa um lugar especial no meu coração. Desde o meu ingresso como associado, em 2010, incontáveis foram as emoções que ficaram marcadas na minha memória. Seja pelo espírito construtivo da entidade, formada por pessoas experientes, vividas, que possuem um amor palpável pela literatura; seja pelas relações afetivas que nos constroem a cada dia – fraternidade que se edifica em letras – sempre tive belas surpresas da Casa que possui como patrono o brilhante Prado Veppo.

No dia 6 de outubro de 2014, segunda passada, tive outra grata surpresa: ganhei uma placa homenagem, recebendo a deferência de “Amigo da Casa – VII Feira do Livro na Mão”. A  condecoração veio com extrato de um poeminha de minha autoria “Poesia é pairar na maresia / num universo de ninguém”. Fui surpreendido, pois a entidade escondeu o fato até o último momento.

Essa crônica tem a finalidade de agradecimento público; mas como agradecer o que não se consegue? Como falar quando se perde as palavras?
A saída que tenho é deixar o coração ocupar as pontas dos dedos.
Energia. Alegria. Paz. Amizade. Reconhecimento. Orgulho. Confraternização.

A carne e os ossos que habitamos – a estrutura – tudo é preenchido de sentimentos. O corpo é apenas a gaiola das emoções. Neste momento meus olhos, meu coração, minha alma e meus pensamentos se transformam em andorinhas: escapam das grades mundanas e voam na direção da CAPOSM, da Presidente Denise Reis, da Vice-presidente Haydée Hostin Lima e de todos os confrades. Muito obrigado pela distinção, superior aos meus atributos.

O fato é que a felicidade literária que recebi, naquele 6 de outubro de 2014, reforça a convicção de que: “Poesia é pairar na maresia / num universo de ninguém”.

A CAPOSM é um enorme oceano de letras.
Muito obrigado.

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Comentário de uma leitora do Jornal Expresso Ilustrado

Boa tarde Giovani, venho através desse e-mail lhe parabenizar pelo artigo "Piruetas" publicado em sua coluna no jornal Expresso. Acredito que nos dias de hoje palavras como as que escreveu são essenciais, nos ajudam a enxergar com mais leveza a vida. Parabéns.

Att,
Fernanda C do Nascimento.

-------------------------------------------------------------
Agradeço a gentileza das palavras da leitora.
São retornos como esse que nos dão impulsão para continuar a escrever, em prol da literatura e do auxílio aos outros, por intermédio de crônicas que construímos com a alma. 
Fiquei imensamente feliz com a mensagem.
Fraterno abraço.

VEJA O ARTIGO ABAIXO:
-----------------------------------------------------
Piruetas

Muitas vezes, caro leitor, não adianta gritar para o mundo. O mundo, geralmente, não te prestará a atenção (Oswaldo Montenegro). Mas gritamos e pedimos socorro. Lamentamos, esquecendo que cumprir o caminho não é a mesma coisa que sofrê-lo. O pior de tudo é que nós sofremos demais, choramos demais. As ‘pedras do caminho’ doem mais do que deveriam, pois supervalorizamos os obstáculos e esquecemos as soluções. Uma das saídas para as piruetas da existência é reestruturarmos a própria conduta. A alteração da postura, diante das dificuldades, irá modificar as consequências. Deu algo errado? Esqueça. Nada será como antes. Mas, sinceramente, o antes foi realmente ‘esse’ antes? Descer até uma solidão profunda, no meio de felicidades rasas, nos faz pensar na existência do céu e do inferno. Decida sempre pelo inferno real – com fogueiras que poderão ser apagadas – do que escolher um paraíso imaginário, distante. Levante a cabeça e, no próximo verão, tome um banho de chuva. A liberdade deveria ser contada, sim, pela quantidade de banhos de chuva que tomamos. Eu trocaria dez anos de vida por dez chuvas sem raios, naquela época de criança. A infância já foi e vivemos tempos de frio. A água, contudo, bate nas telhas e escorre pelas canaletas da janela. As vidraças ficam marcadas, com milhares de gotículas que relembram as piruetas de menino, diferentes dessas de adulto: a gangorra abaixa, mas não se importe, um dia ela te levantará. Viva cada segundo, no sobe e desce dessas antropofagias.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...