terça-feira, 21 de maio de 2013

I Salão de Debates Culturais de Santiago - Participe! - Veja algumas ideias de um dos debatedores: Júlio Prates


A Casa do Poeta fez as seguintes perguntas (genéricas) para os participantes do debate de 14 de junho, para quem quisesse responder antes do evento.

Como efervescer a literatura santiaguense? 
Como promover a mobilidade pensativa? 

Como um "debate cultural conciso" poderá contribuir para a educação intercultural?

Leia a resposta do jornalista Júlio Prates:

Júlio Prates

"A literatura santiaguense existe dispersa e sem unidade, o que é ótimo. Acho que incentivos devem partir de agências ideológicas, mas jamais e nunca por influência do poder público municipal. O poder público pode e deve participar no incentivo à publicação de livros, textos, inclusive criando uma LIC municipal.

Mobilidade pensativa? Sei lá, deve ser uma mobilização de incentivo a reflexão. Imagino uma coisa semelhante a semana da arte literária, mas, repito, jamais capitaneada pelo poder público municipal. O que ocorre em Santiago é a subjugação dos movimentos (que deveriam ser autônomos) aos interesses do poder dominante municipal. Não temos um movimento essencialmente (na acepçao hegeliana da expressão) popular e autônomo. Temos um forte viés oficialista em tudo, especialmente atrelado ao Estado. 

É um problema conceitual de encarar a cultura. Educação cultural é submissão do que existe de mais genuíno e popular aos ditames de dominação dos que manipulam a educação formal. Educação é ajuste, manipulação e bases da dominação de classe. Existe educação e cultura na anti-cultura e na contracultura. O enfoque de um movimento cultural autônomo passa por delinearmos as bases ontológicas do que queremos: um cultura atrelada e submissa ou uma cultura sem regras e livre? Caio Abreu era a expressão mais genuína da não submissão e da desobediência ao establishment. Gosto do Reiffer, que me parece autônomo e não submisso, embora lastime que ele seja professor, pois todos os professores são como os padres." Júlio Prates

Quer saber mais sobre o evento? Clique em "Mais informações".


A "VI SEMANA LITERÁRIA DE SANTIAGO" ocorrerá nos dias 14 e 15 de junho de 2013 (sexta e sábado), na Câmara dos Vereadores de Santiago. 

A atividade fornecerá um certificado de 25 (vinte e cinco) horas e terá o tema geral: "A Cidade Educadora e a Educação Intercultural"


CLIQUE NA FIGURA QUE ELA AUMENTA
PROGRAMAÇÃO




2 comentários:

  1. Olá... venho retribui adorei sua visita em meu blog eu também quero escrever um livro ainda não encontrei jeito, se quiser pode deixa anúncio do seu livro em meu blog, ajudo fazer divulgação, faço por conta somente em nome da amizade, um ajuda o outro, desejo sucesso abraço.

    ResponderExcluir
  2. Grato pela referência à minha pessoa, Júlio, mas tua visão me parece muito preconceituosa. Seria como dizer que todos os advogados são cafajestes. Grande parte é, nem todos. O professor pode servir ao sistema ou contra ele. Tornar um aluno reprodutor do conhecimento da sociedade ou um questionador do que é certo ou errado segundo o seu próprio julgamento. Cada um escolhe o seu papel. Eu escolhi o meu. Agora, não sei exatamente o que queres dizer com "padre". Se é ser "certinho" ou "andar nos trilhos", o fato de eu ser professor de forma alguma me obriga a isso, e eu jamais permitiria que isso acontecesse comigo, ou estaria indo contra meu próprio ser.

    Aliás, aproveitando, fui convidado para o debate, e havia aceito, mas como a data foi modificada, não poderei mais participar porque não estarei em Santiago nos dias do evento. Então não enviei as respostas às perguntas do Pasini. Mas resumirei tudo da seguinte forma: a literatura,assim como toda arte, principalmente nos dias de hoje, deve servir para questionar tudo o que está estabelecido. Eu disse TUDO. Quem disse que algo deve ser assim ou assado? Quem pode definir o que é correto ou errado? Quem pode nos dizer o que é melhor para nós? Quem disse que o que está estabelecido está estabelecido porque é bom?

    Pasini, como direito de resposta, já que fui citado, peço que este comentário seja publicado em seu blog como uma postagem. Obrigado.

    ResponderExcluir

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...