sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Artigo do Jornal Expresso Ilustrado - 25 de Janeiro de 2012 - SINAIS - PARTE FINAL - por Giovani Pasini


Sinais – parte final

A vida é um caso muito sério. Ela merece ser vivida, até o último segundo, independentemente dos problemas que tivermos, na sua transposição. No momento em que escrevo esse artigo (terça), estou num quarto de hotel, em Brasília-DF. Vim para a capital de nosso país, com o objetivo de participar de um congresso do sistema Uno-Internacional. Do meu lado, um saquinho de castanha de caju e uma latinha de cerveja. Bebo com moderação, somente para aliviar os músculos, cansados da viagem. Aguardo a atividade que será amanhã (quarta) e quinta. Estou feliz, em silêncio. Penso que só a cervejinha e a castanha, já são excelentes motivos para estarmos vivos. Anteontem, andando pela Av. Medianeira, em Santa Maria, encontrei o marido da professora Sofia. Nossa conversa cordial, amistosa, encerrou depois de alguns minutos. Esse bate-papo, com amigos, já é suficiente para ultrapassarmos o grande Oscar Niemeyer. Na despedida, olhei para um pequeno cascalho. Somente uma dessas pedras azuladas, já é pretexto para continuarmos na luta. A fé, para os crentes; o futebol, para os peladeiros; o brinquedo, para as crianças; a canção, para os seresteiros e tantos outros sinais que nos abraçam a cada dia. Quando o mundo parece feio, não é o mundo: somos nós. Como os passarinhos que cantam por hábito e se alegram por ofício, podemos exercitar o bom humor. No meu caso, a cerveja acabou, mas a felicidade permanece e relembra um grande amigo. A cada dia, quando eu lhe perguntava “Como está?” ele respondia “Cada vez melhor!”. Enfim, quando estiver triste, grite ou cante “Cada vez melhor!”. Observe alguns dos sinais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...