sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Artigo do Jornal Expresso Ilustrado - 19 de outubro de 2012 - Apenados - por Giovani Pasini


Apenados

Apenado. Adjetivo. Possui diversos significados, sendo o mais usual: condenado. José Dirceu e José Genoíno, dois apenados. A revista Veja (ed. 2291, 17/10), na Carta ao Leitor, escreveu que “Os políticos, de modo geral, habitam um mundo onde as versões predominam sobre os fatos, as imagens virtuais sobre a realidade e a linguagem é usada mais para esconder do que para mostrar.” O trabalho do STF ficará na memória coletiva, por muito tempo, independentemente de terminar em cadeia. Culpados, sentenciados e fichados. Esse 2012 se aproxima do fim. Um ano que foi profícuo para a formação moral e intelectual brasileira. Sou otimista: penso que nos próximos 50 anos iremos inventar a roda. O Brasil descobrirá o heliocentrismo; o geocentrismo será descartado. Iremos nos aventurar, com caravelas, ao outro lado do mundo. Haverá, talvez, a eclosão de um movimento em prol da liberdade, da igualdade e da fraternidade. Alguns lunáticos escreverão sobre a divisão igualitária de todos os bens, esquecendo-se que o humano é egocentrista por natureza. Os brasileiros descobrirão o único ditador que tivemos - Getúlio Vargas. A evolução, apesar do atraso, será iluminada. Deixaremos de ser um país de programas televisivos fúteis, carnais. Teremos inúmeros leitores e os (e)leitores se interessarão pela política. O brasileiro começará a andar sobre duas pernas. A criticidade do povo impedirá a construção de projetos de perpetuação no poder, de continuismo, de versões falsas; ferramentas utilizadas, usualmente, por guerrilheiros sem escrúpulo. Descobriremos, enfim, que o nosso “watergate” se denonimou “mensalão”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...