quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Soneto recebido - Nijair Araújo Pinto (Nordeste brasileiro) - Por um segundo

.:.
Por um segundo
.:.

Se o mundo deseja de mim o calor
Que dos teus braços nunca tive, apenas o frio.
Se dos meus olhos escorrega uma lágrima, pequeno rio.
Precisam d’outra prova de amor?

Nascemos unidos por um destino, talvez por sorte.
Por uma força intangível, um elo de morte.
Ah! Que sofrimento, quanto fenecer!
Precisamos do fim, d’outro renascer?

Vida! Não me deixes, não faça assim...
Sei que errei, fui deveras incauto.
Sou forte, mas estou fraco, em pranto.

Quanta tristeza, desilusão merecida dum infausto.
Morte... Que deste homem se apraz, por enquanto.
Precisarei renascer, principiando outro fim?


Nijair Araújo Pinto
Fortaleza, 17 de outubro de 2002.
21h30min

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...