quinta-feira, 26 de julho de 2012

Oito estados pedem apoio das Forças Armadas nas eleições


Oito estados pedem apoio das Forças Armadas nas eleições

26 Jul 2012

Governadores requisitaram reforços para segurança e suporte logístico.

TSE e Ministério da Defesa assinaram convênio para dias de votação.

Fabiano Costa

Do G1, em Brasília


Ao lado de comandantes das Forças Armadas, presidente do TSE, Cármen Lúcia, e ministro da Defesa, Celso Amorim, selam acordo para segurança nas eleições (Foto: Cármen Lúcia ; Celso Amorim) 

A menos de três meses das eleições, oito estados solicitaram ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) auxílio das Forças Armadas na votação municipal. Quatro governadores querem o reforço das tropas na segurança do evento (Amazonas, Maranhão, Rio de Janeiro e Tocantins). Já os governantes de Acre, Amapá, Mato Grosso do Sul e Roraima recorreram à Corte Eleitoral para assegurar suporte logístico, como apoio na distribuição das urnas eletrônicas.
Ao lado de comandantes das Forças Armadas, presidente do TSE, Cármen Lúcia, e ministro da Defesa, Celso Amorim, selam acordo para segurança nas eleições (Foto: Cármen Lúcia ; Celso Amorim)
As demandas dos estados por efetivos serão analisadas pelos ministros do TSE no retorno do recesso do Judiciário, em 1º de agosto. Segundo a assessoria do tribunal, antes de confirmar um eventual reforço militar, a Presidência da República e o Ministério da Defesa têm de autorizar a operação.
Nesta quarta-feira (25), a presidente do TSE, Cármen Lúcia, e o ministro da Defesa, Celso Amorim, assinaram um acordo para oficializar a atuação em conjunto entre a Corte e as Forças Armadas.
Na solenidade, a presidente do TSE observou que o apoio logístico do Exército, da Aeronáutica e da Marinha poderá ser disponibilizado para as regiões ou localidades nas quais sejam diagnosticados eventuais riscos à segurança pública ou deficiências de logística. O auxílio, informou a magistrada, poderá ser requisitado, inclusive, no dia da votação, em 7 de outubro.
Os comandantes do Exército, general Enzo Peri, da Aeronáutica, brigadeiro-do-ar Juniti Saito, o chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas, general De Nardi, e o almirante Fernando Eduardo Studart Wiemer, representante da Marinha no evento, deram respaldo à parceria.
"Queremos que o cidadão tenha a garantia de que ele terá o conforto, a segurança e a tranquilidade para exercer o que é um direito constitucional e um dever cívico com a sociedade e com a história", afirmou Cármen Lúcia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...