quarta-feira, 4 de julho de 2012

E-mail recebido: crônica do Oracy Dornelles - Espécimens (1ª Parte)

ESPÉCIMENS (1a.Parte)
Era comum a um tempo atrás usar-se dentes de ouro  para exibir estatus no sorriso e na vida.   Quem ostentava um dente de ouro era tido como possuidor de um certo status de gente rica ou de posição. Tive uma prima pobre  que tinha um dente desses. E eu dizia,"quando eu for grande vou  colocar um!" 
Tinha um cigano aqui em Santiago, apelidado de "bôca de ouro", que tinha toda a dentadura em ouro de 21 quilates! . Quando ia dormir, à noite, em vez de colocar a "chapa" num copo de água, como era praxe,   colocava-a dentro de um cofre essa fortuna.   Outos diziam que esse cigano não regualava bem, pois havia sido vítima de uma doença muito conhecida pelas parteiras antigas, (e que hoje ainda noto esse mal em alguna amigos meus), que se chamava "síndrome do bebê sacudido"... 
(2a.Parte)
Outro assunto que sempre me prendeu e respeitei foi o da criação de Orquídeas. Tive sobrinhos e um irmão que as cultivava com muito carinho. Tanto carinho e cuidado como tem atualmente o Dr Disc 11 e a Friedriziewsky. Esta, em sua bela residência,  ostenta, , além de um Orquidário raro, um Félix Gatário, com dezenas e dezenas de "mimís" que ronronam por tôda a Vila-Nova noite  adentro, invadindo sonoramente até a Ponte Sêca.,          De tôdas as espécies conhecidas por mim, as que mais me chamaram a atenção   foram estas: (conservo seu nome científico); a Izabela Virginalis, a Gonococus Pusila e a  famosíssima  Madresilva Florisbunda.   O Dr. Disc 11, além das mimosas orqídeas, também coleciona  e cultúa  as  não menos belas Bromélias, e dentre estas, saliento o raríssimo espécimen de bromélia-macho, a  Anaciolis Fedorenka.  Vale visitá-los...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...