sexta-feira, 22 de junho de 2012

Vice-campeonato na competição da 10ª Brigada de Infantaria Motorizada

Nessa semana, de 18 a 22 de junho de 2012, ocorreram as competições desportivas da 10ª Brigada de Infantaria Motorizada (Recife, PE), as costumeiras Olimpíadas.

Nessas olimpíadas, eu fui o técnico da equipe de futebol 11 do 7º Grupo de Artilharia de Campanha (Olinda, PE) e tive a oportunidade de desenvolver vários atributos e valores (liderança, decisão etc.)

Um pequeno resumo do campeonato (curto e eliminatório):
No primeiro jogo vencemos de 5 x 0, contra o 72º Batalhão de Infantaria Motorizado. O segundo jogo, já nas semifinais, empatamos de 0 x 0 com o 14º Batalhão de Infantaria Motorizado (um time pegador e marcador) e, nos pênaltis, passamos para a final. 

Time de futebol do 7º GAC

As fotos dessa postagem são da final, que foi jogada com o 71º Batalhão de Infantaria Motorizado. O jogo foi pegado, mas o nosso time jogou bem mais. O campo estava encharcado, o que diminuiu a nossa qualidade técnica. Iniciamos fazendo um gol, mas menos de um minuto depois o 71º BIMtz empatou o jogo. Final da partida 1x1. A decisão foi nos pênaltis e perdemos o jogo.



Alongamento

Piscina de futebol 11

Oração antes do início da partida

Intervalo

Premiação de 2º lugar
Cada vez mais fico apaixonado pela técnica do futebol 11. Um esporte que desenvolve a união, a liderança, a decisão, a rusticidade e tantos outros atributos importantes para a personalidade do ser humano.

Outra coisa, chego a conclusão que o melhor esquema tático é o 4-5-1, com três meias e dois volantes, o que torna o time mais ofensivo que o costumeiro 4-4-2. No 4-5-1 deve existir um meia-central que saiba controlar, construir e distribuir a bola. Quando a jogada é pela direita, por exemplo, o meia-esquerda se desgarra e passa atuar como um segundo atacante. O atacante, sempre cairá para o lado da bola (primeiro pau). Isso faz com que a saga inimiga fique louca, com a movimentação dos jogadores.

A final foi 1x1, um empate. Mas se as bolas na trave (outra emoção do futebol) tivessem entrado e, quem sabe, tivéssemos um pouco mais de sorte, o melhor time em campo teria ganho (deixando de lado a modéstia). Não fiquei triste - isso é o bonito do futebol... Nem sempre quem jogou mais, vence. O que vale é a emoção e a rouquidão...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...