sexta-feira, 16 de março de 2012

Artigo do Jornal Expresso Ilustrado - 16 Mar 12 - Quadro negro, giz e vergonha - por Giovani Pasini


Quadro negro, giz e vergonha

A maior vergonha que já senti, como gaúcho, foi assistir uma reportagem do Jornal Nacional, dizendo que o pior salário de professores do Brasil é do estado do RS (R$ 791,00). Não acompanhamos a Lei Federal de 2008, que estabelece um piso salarial para os professores (atualmente de R$ 1.451). O RS é um dos apenas seis estados que ainda não cumpre a lei. Lembro da minha infância, quando a nossa terra era considerada o “celeiro do Brasil”, destacando-se em diversos índices. Lá, na escola Apolinário, as professoras diziam (com orgulho) que o nosso berço era esplêndido e que concorríamos com SP e RJ. Agora, como pai e cidadão, tenho pena das nossas docentes, que estão longe de ter os R$ 2.239,00 pagos por Roraima ou mesmo os R$ 1.187,00 de Santa Catarina. A questão não é finaceira, mas moral. Que pampa é esse que estamos construindo? Que futuro teremos? Quem deve cobrar um melhor tratamento para os professores não são os próprios docentes, mas a população: digo, os pais farroupilhas que possuem os filhos na escola. O amor pela educação não deve existir somente quando vamos buscar as notas das crianças ou, pior ainda, unicamente em períodos eleitorais. Se o estado e os munícipios não possuem dinheiro para cumprir uma lei, que cortem da própria carne: do salário do legislativo e do executivo. Já passou da hora de priorizarmos a educação gaúcha, para sairmos desse índice de vergonha nacional. O futuro é agora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...