sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Artigo do Jornal Expresso Ilustrado - 20 Jan 11 - Costumes...tchê! (Parte III) - por Giovani Pasini


Costumes...tchê! (Parte III)

Inicio esse artigo, como terminei o anterior: o primeiro batuque dos humanos, dizia uma adoradora do “Olodum”, é o bater do coração: “tundum, tundum, tundum!” Ao assistir um homem negro, fazendo acrobacias com um tambor, no meio de um “Maracatu” (ritmo musical afro), na avenida da costa litorânea de Olinda, senti uma influência africana, correndo pelo meu sangue. A energia coletiva, num evento como esse, é algo indescritível. As pernas perdem um pouco de nossa influência e saem a saltitar ou, como dizem por aqui, a “brincar”. Os carnavais, fora de época ou não, carregam uma cultura esplêndida, principalmente quando incorporam a influência afro. A dança é uma arte que expressa os costumes de um povo, por intermédio da utilização consciente do próprio corpo. Por que não comparar o “Maracatu” com a “Chula” gauchesca? Batidas de tambores; botas em sapateados de coragem; origens distintas para uma mesma forma de expressão corporal. Riquezas que ampliam os horizontes de nosso povo. Do Oiapoque ao Chuí; de Olinda até Santiago. Como encerrar uma série de artigos que não pode ter fim? Sei lá. Talvez, quem sabe, deixar o coração acompanhar o “tundum”, no ritmo de todos os sons. Perambular pelos costumes, que buscam a felicidade na simplicidade de soltar o espírito para dançar - com força ou fé.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...