quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Imagens do Pernambuco - Diário 1 - Hotel de Trânsito de Oficiais





Viagem para Olinda, PE - Diário de bordo

Visita ao Beira Rio

Conhecendo os aviões
A karla e o Dudu com a Waleska Poposuda
A Karla bateu a foto da Waleska na fila (eu estou na frente dela)

Prêmio "Talentos Literários" do Colégio Fátima de Santa Maria - filhos, motivo de orgulho

Estamos muito orgulhosos com a premiação da filha AMANDA DORNELLES PASINI,  no "Talentos Literários" do Colégio Fátima, em Santa Maria.
A Amanda teve o seu trabalho escolhido por uma comissão julgadora e recebeu a premiação como destaque, tendo o trabalho artístico  publicado no livro da escola.
===
Outro orgulho foi a publicação de um conto do filho EDUARDO DORNELLES PASINI na antologia do Colégio Fátima, no 4º ano do Ensino Fundamental.




Despedida de amigos - novembro de 2011












Palavras de despedida - Colégio Militar de Santa Maria - 25 de outubro de 2011

As palavras abaixo foram lidas na minha despedida oficial do Colégio Militar de Santa Maria, que ocorreu no dia 25 de outubro de 2011. 

Atualmente, já estou trabalhando em Olinda, PE, no 7º Grupo de Artilharia de Campanha (7º GAC), compondo o Estado Maior da Unidade.

Estou colocando essa mensagem como homenagem às pessoas citadas, nas linhas e nas entrelinhas, principalmente aos alunos do 1º Ano do Ensino Médio do CMSM.
===


DESPEDIDA DO COLÉGIO MILITAR DE SANTA MARIA
25 DE OUTUBRO DE 2011

Senhor Coronel Piaggio, Senhor Coronel Camargo Pedroso, Senhor Tenente Coronel Rangel, Oficiais, Subtenentes, Sargentos, Professores e funcionários civis.
Tomarei a liberdade, neste momento, de ocupar o seu tempo para tecer algumas palavras de agradecimento, ainda que rápidas e imprecisas.
Primeiramente, agradeço a minha família: Karla, Eduardo e Amanda, pela paciência com a minha rabugice. Obrigado pela base e o amor, nos momentos felizes e tristes de minha vida.
Gostaria de reconhecer as orientações precisas dos meus superiores, em especial ao Comando da Escola, nas pessoas do Coronel Piaggio e do Coronel Camargo Pedroso. Agradeço, também, a atenção desprendida pelos Chefes da Divisão de Ensino, o Tenente Coronel Figueiredo e Tenente Coronel Rangel.
Aos pares, colegas de trabalho, o muito obrigado pela contribuição no cumprimento das missões e, também, pela sinceridade nas ocasiões importantes.
Agora, sou grato, especialmente, aos subordinados que trabalharam diretamente comigo, nestes dois anos, na Seção Técnica de Ensino, na 1ª Companhia de Alunos e na Seção de Ensino “A”.
No primeiro ano, 2010, na Seção Técnica de Ensino, as missões foram diversas: reestruturação da seção, organização dos processos, montagem das provas bimestrais, Concursos diversos, conselhos de classe e de ensino e tantas outras atividades que forjaram um pouco mais a flexibilidade do “se vira nos 30”.
Louvo o trabalho realizado pelo Cap Oberhoffer, Ten Schrann, Ten Dieini, Ten Thirzá, ST Felipin, Sgt Kochann, Cb Rogênio, Cb Chagas e Soldados auxiliares. Obrigado pela eficiência e eficácia, na condução do trabalho fundamental de apoio à educação.
Ainda em 2010, tive a oportunidade de agir como docente da Seção de Cursos, ministrando aula para a disciplina de Literatura do 3º Ano, sendo que não poderia esquecer a ajuda fundamental da Ten Claudete e de sua prestimosa amizade.
Após isso, no início de 2011, tive uma rápida passagem pelo Corpo de Alunos, o que já foi suficiente para verificar o grande empenho dos monitores do CA, sendo que destaco os que trabalhei diretamente: Maj Guinâncio, Maj Gomes Prata e monitores da 1ª Companhia de alunos.
No segundo ano, 2011, a Chefia da Seção de Ensino “A”, época de criação, diálogos e debates homéricos em torno da educação e da cultura. Época de intensa aprendizagem, evoluindo por intermédio da maestria dos professores. Com uma equipe coesa, reestruturamos a produção textual do ensino fundamental e médio; sob a orientação de nossos docentes, vários alunos foram destaque em diversos concursos literários da região; fizemos inúmeras exposições de arte e redação, aqui no Colégio e no shopping; realizamos o I Soletrando, com claros objetivos gramaticais; auxiliamos na organização da Rádio do Vagão e, em menores proporções, na TV O Vagão, aliados a brilhante dedicação do ST Chiarello; organizamos diversos encontros literários com alunos do Ensino Médio (os denominados cafezinhos poéticos); levamos discentes até a UFSM e, também, na casa assistencial denominada “Lar das Vovozinhas”; visitamos a cidade Santiago (Terra dos Poetas), com o intento de motivar novos escritores; além disso, e de tudo o que não foi citado, participamos com os nossos docentes, de diversos eventos de auto-aperfeiçoamento, nunca perdendo o verdadeiro foco: o aluno.
Agradeço e louvo, portanto, a lealdade e o empenho profissional dos seguintes docentes: Cap João, Cap Marileisa, Cap Leandro, Ten Fernanda, Ten Débora, Ten Daniele, Ten Fabrícia, Ten Michele, Profª Adriane, Profª Marta Inês,  Profª Adriana Bonumá, Profª Luciane Vieira, Profª Ana Lúcia, Profª Simone, Profª Sulema e Profª Vanessa.
Nas últimas linhas de minha fala agradeço, fundamentalmente, aos meus alunos de 2010 e 2011, na disciplina de Literatura Brasileira, que me fizeram o indivíduo mais real, mais produtivo, mais feliz da face da terra, dentro de nosso mundo de aprendizagem e do “faz de conta” – a sala de aula. Espero que eu possa ter ajudado esses jovens, ao menos uma décima parte do que eles me ajudaram.
Tenho a grata satisfação de afirmar, perante todos os senhores, que esses dois anos foram os melhores de toda a minha vida profissional, que já completa 20 anos.
Peço desculpas, se cometi algum erro, com alguém. Somos todos humanos e cometemos equívocos. Contudo, gostaria que soubessem que se as falhas ocorreram, foi por crença em propósitos e ideais. Não levo nenhuma mágoa e, até mesmo as pequenas discussões, tão comuns nesse ambiente “fervilhante”, serão carregadas na minha lembrança de uma forma totalmente amistosa.
Chegou a hora da despedida. Parece-me que esse fato ocorreu antes do que deveria. Contudo, o destino não deve ser questionado. Assim nos ensinava Fernando Pessoa:
"Vê de longe a vida.
Nunca a interrogues.
Dizer-te a resposta
está além dos deuses."

Ou ainda:
"Tudo vale a pena,
quando a alma
não é pequena."

Vou feliz para Olinda, PE, rumo ao 7º Grupo de Artilharia de Campanha, nessa nova missão do Exército; a vida vale a pena. Agradeço, sinceramente, a todos os integrantes do Colégio Militar de Santa Maria (CMSM), o Colégio do Vagão, aos citados e aos que cometi a falha de não mencionar, a todos os que cruzaram o meu caminho, por um segundo que seja - e que me auxiliaram na tarefa de ser um pouco mais feliz e humano.
Enfim, coloco a minha residência à disposição dos amigos que forem passar ou passear, no Nordeste Brasileiro. Que Deus acompanhe a todos nós! Muito Obrigado!

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Cidade Educadora - uma posição de futuro

Posicionamento de um cidadão que está fora do meio político:
A participação de Santiago como integrante da Associação Internacional de Cidades Educadoras (AICE) deve ser preservada e desenvolvida.

Por ter sido Presidente da Casa do Poeta de Santiago (Dez 2008 - Maio 2011) tive um contato estreito com os administradores públicos de Santiago (Prefeitura e Câmara dos Vereadores) e destaco o trabalho da Professora Denise e do Rodrigo Neres acerca do projeto "Cidade Educadora". Os esforços do poder público municipal, nesse sentido, independentemente de partido político, têm sido profícuos para a nossa região.

Abandonar tal programa seria um retrocesso de anos para a nossa cidade, visto que ele abarca a mudança de atitudes da população, por intermédios de intervenções e parcerias do poder público com instituições e/ou pessoas que tenham objetivos sérios em relação a educação, cultura, saúde etc.

Respeito muito o vereador (e amigo) Miguel Bianchini. Admiro o seu trabalho, principalmente o seu incentivo para a cultura. Estranhei o seu posicionamento quanto ao Cidade Educadora, mas respeito a sua opinião.

Contudo, existe como lançar projetos de incentivo de produção sem mandar às favas outras atividades que estão dando certo e que nos tornam referência regional (ou mais que isso).

Julgo - essa é a minha opinião apartidária - que o trabalho do Rodrigo Neres no Cidade Educadora (e toda a equipe da SMEC) anda por caminhos da área técnica, com objetivos sérios. 
Essa é uma posição de futuro, de Cidade Educadora.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Artigo para o Jornal Expresso Ilustrado - Aos escritores e leitores - 25 de novembro de 2011, por Giovani Pasini



Aos escritores e leitores

Inicia a 13ª Feira do Livro de Santiago. Como não escrever sobre isso? Caro leitor, a literatura tem algumas vantagens para quem se atreve pelos seus caminhos: mundos imaginários, asas invisíveis, debates cerebrais homéricos, desenvolvimento da própria lógica, ampliação da oratória e da emotividade etc. As letras representam uma bela forma de arte; um prazer no silêncio. No Brasil, o hábito de ler ainda é pouco difundido, mas podemos mudar isso. Dedico este artigo aos escritores e leitores que divulgam tal costume. Os primeiros, na sua luta diária para desenvolver a própria capacidade cultural e melhorar a arte literária; os segundos, também. Qual a diferença, então? Não existe resposta, em virtude da principal questão freireana: a individualidade – somos todos iguais na nossa diferença. Além disso, o dom literário não escolhe grau de estudo; ele não elege idade; também não importa o sexo. O que realmente vale é o amor pelas letras e pelo universo paralelo que elas constroem. Para ler ou escrever é necessário dedicação e entrega. Contudo, nessa interação fantástica, quem mais ganha é o cidadão que lê, pois absorve uma bela exposição criativa, por intermédio de aprendizagens (re)construídas e (re)contadas. Portanto, faça o seu papel de responsável pela família: leve os seus entes queridos até a nossa Feira. Ler ou escrever – a essência da libertação mental. Afinal, o que é bom sempre deve ser doado aos nossos filhos.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Convite para o lançamento do livro Poesia de Carona ULBRA - Feira do Livro de Santiago

Boa Tarde Carlos Giovani!

Estamos passando para fazer o convite de Lançamento da Coletânea "Poesia de Carona" no qual sua poesia faz parte.
Data: 24 de Novembro
Horario: 21h:15min
Dentro da programação da feira do livro na Praça Moises Viana.

Agradecemos sua participação.


Daniel Weiss

Convite para o lançamento do livro de Camila Jornada - Feira do Livro de Santiago

Amigos,

Convido para o lançamento do meu segundo livro: POEMAS EM RETALHOS.& outros panos

DATA: 26/11/11
HORA: 19h.
LOCAL: Feira do Livro de Santiago


Conto com a presença de vocês!

Um grande abraço,

Convite para o lançamento do livro de Lígia Rosso - Feira do Livro de Santiago

Olá queridos amigos(as)!

Convido vocês para o lançamento do meu 1º livro "Nas Entrelinhas":

Local: 13ª Feira do Livro de Santiago - Praça Moysés Vianna

Data: 26 de novembro de 2011, sábado

Horário: 17h

Conto com vocês e peço que, dentro do possível, vocês divulguem este convite em seus blogs e redes sociais. Desde já, agradeço de coração!
Os convites em word e jpg estão em anexo.

sábado, 19 de novembro de 2011

Artigo Expresso Ilustrado 18 de novembro de 2011 - Terra Brasilis - por Giovani Pasini



“Terra Brasilis”

A viagem para longe de Santiago possuiu vários momentos. A despedida surpresa organizada pelos amigos causou uma mescla de alegria e tristeza. A partida sempre provoca uma sensação de drama. O lado bom foi o carinho que minha família recebeu, na noite anterior da empreitada. No domingo passado, a parada em Porto Alegre, onde pude rever os irmãos e a capital do estado, local que morei por um tempo. Relembrei o rio Guaíba, a usina do Gasômetro, o parque da Redenção, o Colégio Militar, o calçadão, o Beira Rio e tantos outros locais. Na segunda, a péssima notícia, do grande Chicão. Consternação e descrença, misturados com a angústia. O retorno da pergunta fundamental: qual o motivo de nossa existência? O conforto que a família deve ter é que ele é uma nobre pessoa; uma grande vida; uma enorme perda. Quando pisei em Olinda, PE, meus pensamentos transitavam por esse trágico acontecimento. A primeira impressão que tive da cidade foi muito boa. Uma energia de mais de 470 anos de história. Os prédios históricos reforçaram a reflexão sobre a transitoriedade da vida. Não fui amigo íntimo do Chicão, mas posso dizer (como tantos) que o conhecia. Na tarde da terça, no pátio do hotel, rodeado de pés de caju, repensei a nossa Santiago e todos os acontecimentos. O cérebro é fantástico: quase 4 mil quilômetros de “Terra Brasilis”; mas, entre um caju e outro, sob o sol escaldante, eu ainda estava na “Terra dos Poetas” – a casa do Chicão. 

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Convite para o lançamento do livro @TEMPORAL

É com muita alegria que divulgo o lançamento do livro @temporal  - organizado pela professora Rosane Vontobel Rodrigues, com o auxílio do Márcio Brasil e alguma ajuda minha, apenas no início dos trabalhos.

O título da obra surgiu de uma parceria de sugestão minha com a professora Rosane - temos muito orgulho disso. O título retrata a conexão do passado com o futuro - dos escritores renomados e os novos.

Tenho um pequeno texto na obra, um dos artigos que publiquei no "Rotação Literária" do jornal Expresso Ilustrado.

A Casa do Poeta de Santiago entrou com a parte dos novos escritores, que publicaram no Jornal Expresso Ilustrado, no espaço Rotação Literária, sendo organizado pelo Márcio Brasil.

Os escritores renomados - alguns dos que estão presentes na Rua dos Poetas - tiveram seus textos selecionados por uma equipe fantástica de docentes e acadêmicos do Projeto Santiago do Boqueirão: seus poetas quem são?, da URI Santiago, coordenados pela Professora Rosane.

Convidamos a todos os leitores a estarem presentes neste lançamento.

Contamos com vocês!

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Artigo Expresso Ilustrado 11 de novembro de 2011 - Ausência - por Giovani Pasini

Ausência

“Saudade é amar um passado que ainda não passou, é recusar um presente que nos machuca, é não ver o futuro que nos convida...” – Pablo Neruda. Neste final de semana embarco, com minha família, para o nordeste do Brasil. O Exército, instituição a quem devo tudo o que tenho, transferiu-me para Olinda, PE. Levo, na bagagem, ocupando um grande espaço, a saudade que já ameaça aparecer. Sentirei falta de Santiago – o verdadeiro lar. Escrever um artigo de ausência é extremamente difícil. Um filme, com tantas recordações, passa por nossa memória, confundindo os nossos olhos. Em cada canto desta cidade, uma lembrança. Por um lado, uma confusão mental é instalada, com a oportunidade de conhecer novas culturas. Na outra face da moeda, o amor pelo nosso “cantinho”: a cuia e o chimarrão; o pampa da coxilha; a grama da frente de casa; o pé de ameixa; os paralelepípedos azuis; o asfalto em construção; a ponte seca do imortal Oracy; a praça do Moysés e da Santa; a rua do Caio (deste e daquele); os quartéis de tantos jovens verde-oliva; os “cafés” de literatura; as batalhas da cultura; os andares pela educação; os vários livros que surgiram, como filhos de tantos sonhos; os diálogos da boemia filosófica; os familiares e amigos; também os inimigos, nos embates de nossas burrices. Santiago, cidade de tudo o que ainda não foi dito, é uma velha e indivisível “Avohai”. Manter essa singela coluna, mesmo distante, será a forma de amenizar a dor da ausência. A partida sempre será o início de um novo retorno.

Luto - Francisco Gorski - Chicão

Chicão Gorski
Ontem, segunda-feira, em Porto Alegre, fiquei sabendo do falecimento de Francisco Gorski.
Em virtude do deslocamento para Olinda, não pude postar nada antes.
===
Tanto eu quanto a Karla e toda a minha família ficamos muito tristes com o falecimento de uma pessoa com inúmeras qualidades.
===
Em momentos como esse não existe muito o que falar.
===
A única coisa que gostaríamos de deixar claro é o grande pesar pelo falecimento desse líder local. Mais do que um político competente, o Chicão simbolizava a força de nossa região.
===
Uma nobre pessoa.
Uma bela vida.
Uma grande perda.

terça-feira, 8 de novembro de 2011

19º Grupo de Artilharia de Campanha (texto da Seção de Comunicação Social)
Santiago(RS) – Baile do Centenário. Foi realizado com grande sucesso no Circulo Militar de Santiago no dia 04 Nov 11, o baile do aniversário dos 100 anos, com os integrantes do “Grupo Barão de Batovy” patrocinadores, autoridades civis e militares e seus familiares presentes com animação de Edson Vargas e Grupo.



Formatura do Centenário do 19º GAC

19º Grupo de Artilharia de Campanha (Texto da Seção de Comunicação Social)

Santiago(RS) – Formatura do Centenário. Foi realizado no dia 04 Nov 11, a formatura alusiva ao aniversário dos 100 anos do “Grupo Barão de Batovy” na oportunidade foi realizada a entrega de diplomas dos “Amigos do Grupo” premiações dos concursos literário e gincana de pintura, entrega de medalhas comemorativas e uma homenagem ao Grupo de uma comitiva de centenas de reservistas, das classes 1957 anteriores, ex-integrantes da Unidade, da região seleiro do Estado.


Divulgação dos vencedores do Concurso Literário do 19º GAC (direto de uma Lan House)

19º Grupo de Artilharia de Campanha (texto da Seção de Comunicação Social)

Santiago(RS) – Vencedores do Concurso Literário. Dentro das comemorações do Centenário do “Grupo Barão de Batovy” sagrou-se vencedor do Concurso Literário em 1º lugar no Ensino Fundamental Luan Adrian Cavalheiro Vieira, da Escola Estadual de Ensino Fundamental Alceu Carvalho, no Ensino Médio Kiara Serafini Dapieve, do Colégio Medianeira, entre os Cabos e Soldados do 19º GAC, Cb Alex Dicheti Resta, em 2º lugar no Ensino Fundamental Felipe Silveira Moro, da Escola Lucas Araújo, no Ensino Médio Clarissa de Souza Guerra, do Colégio Medianeira, entre Cabos e Soldados do 19º GAC, Éderson Nunes Flores, o estabelecimento de ensino vencedor com o maior número de inscritos foi a Escola da URI, as redações foram corrigidas pela equipe da Coordenadora do Curso de letras da URI, Sra Cladis Maria da Costa de Almeida, a premiação dos Notebooks e bolsas de estudos da Wizard e Sinapse serão entregues na feira do livro de Santiago.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Leituras, análises, madrugadas e bate-papo com meu "eu"... (net emprestada)

Estou lendo alguns autores interessantíssimos.
===
As férias e a mudança estão proporcionando um tempo para colocar a leitura em dia.
===
Estou lendo uma obra do poeta e ensaísta uruguaio Eduardo Galeano: Espelhos.
Estou lendo o livro "O Local da Cultura" de Bhaba.
E, também, faço a leitura de "Tempo Nublado", de Octávio Paz.
===
É interessante como um livro completa o outro. Revezo-os, com o objetivo de misturar conhecimentos.
===
Agora...algumas análises e várias perguntas (que não estão diretamente relacionadas com os livros):

O mundo é dos vivos? 
A maioria de nós já nasce morto. 
Uma imbecilidade ocidental baseada na eternidade fictícia da competição. 
O mundo é dos mortos, principalmente, na política...

Existe alguma lei que seja superior a liberdade de pensamento?
Nenhuma. O que nunca é dito - nunca será julgado.

Existe algum remédio para aumentar a autoestima?
Existe. Talvez se afastar dos próprios conhecidos. 
Os parentes e amigos é que sabem quais são os seus defeitos. 
Contudo, algumas vezes não percebemos que os defeitos fazem parte de nossa humanidade.

Existe alguma solução para o ódio?
Augusto Cury diz que há o perdão e a anistia. 
O perdão esquece todos os erros - a anistia é uma indulgência dada aos delituosos (sem esquecer as suas falhas).
Eu penso que o ódio é esquecido quando voltamos a nossa mente para o presente.

Qual é o pior erro que podemos cometer?
A pior falha é tentar ser o que não somos. 
Se somos introspectivos, não devemos cair na "pilha" e tentar buscar a empatia. 
Fiz isso num encontro de amigos e não caiu bem. 
Os meus genes pedem que eu cale a boca.

Qual a sua felicidade?
"A felicidade não é um objetivo, mas um caminho até o objetivo." Gandhi proferiu algo nesse sentido. 
A minha felicidade é a minha vida.
Não me arrependo do que fiz.
Só que devo evitar o que não sou.
Talvez, penso agora, talvez eu tenha que redefinir parte do caminho para o meu objetivo.

Termine com um pensamento. Qual seria?
O verdadeiro significado de amizade e de amor é a compreensão. 
Quem ama não fica tentando mudar a pessoa amada, mesmo que seja um amigo.
Devemos buscar a companhia de quem nos faz bem.
A fofoca deve deixar de ser um esporte praticado perto de nossos ouvidos.
Afinal, quem não dá conversa, não ouve besteiras.
Preciso espantar esse "negroesporte" dos meus ouvidos.
Não gosto disso. Ponto final.

PS: cuidado com o que pensa, pois os pensamentos são baseados em lógicas. O ser humano possui lógicas totalmente ilógicas. A matemática dos humanos é inconstante e irreal. Ela é baseada em afirmações e sonhos. 
Afirmações nem sempre são afirmativas.
Nem sempre são positivas.
O que veio antes:  a luz ou a escuridão?
Será mesmo que somos sofistas?

Qual a sua opinião?

Artigo Expresso Ilustrado 04 de novembro de 2011 - Premonição - por Giovani Pasini

Premonição

A decadência de grandes nações é um fator histórico. Várias foram as que tiveram a sua queda, após longos anos de dominação. A Roma de César, a Macedônia de Alexandre, a Mongólia de Gengis Khan, a Alemanha de Hitler e tantas outras. A derrocada pode ter ocorrido durante ou depois desses líderes. Na década de 80, na minha infância, a dívida externa do Brasil era considerada impagável e os norte-americanos já eram o maior poder “blindado” do universo. Os meninos só pensavam no Super-homem, Batman, Capitão América e em outros heróis imbatíveis, que reforçavam a ideologia ianque. A cultura dominadora apagava os protagonistas tupiniquins. A nossa autoestima era tão baixa, que os filmes americanos serviam para esquecermos um pouco a “vida bandida”. O tempo passou e, 30 anos depois, podemos lançar a premonição do início do declínio da potência mundial, que foi fundada sobre a filosofia iluminista (Séc. XVIII) e que já dá sinais de cansaço. O abuso do neoliberalismo econômico e a demasia de guerras surgem como as primeiras rachaduras no concreto. O gigante já não é tão assustador e os seus tentáculos diminuíram de tamanho. Boas notícias para as lideranças de nosso país; agora, o Brasil deverá servir de modelo a ser seguido (por nós). Devemos (re)construir uma filosofia nacional, que será útil nos próximos 100 anos. O primeiro tópico a ser estudado – fonte para a reflexão – é o poder do voto. Após isso, a conscientização política será um fato. O povo é mais importante do que qualquer interesse particular (ou de partido). Já basta de corrupção...

domingo, 6 de novembro de 2011

Sem internet - no tempo das cavernas

Nasci no século passado.
Contudo, confesso que sou usuário frequente da internet.
Já estou habituado a ela...
===
Peço desculpas aos amigos e leitores, mas nos próximos 10 a 20 dias irei diminuir a quantidade de postagens.
===
O fato é que estou de mudança para Olinda, PE e estou sem endereço fixo. (Escrevo essas linhas escutando o barulho das fitas adesivas, no encaixotamento da mudança...)
===
Não tendo o ponto base, a conexão ocorrerá somente por bondade de amigos ou em Lan Houses. Obviamente isso ocorrerá somente para verificar alguns e-mails.
===
A previsão de ter uma residência em Olinda é o início de dezembro.
Bom...
Até lá!

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Livro "Nas entrelinhas" de Lígia Rosso - Lançamento da Feira do Livro de Porto Alegre

CLIQUE NA FIGURA

O lançamento da Lígia Rosso será às 20h30min do dia 12 de novembro de 2011. Parabéns para a escritora e amiga.

Abração!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...