sábado, 10 de setembro de 2011

Hipérboles e paradoxos

Veja bem:
afastei-me um pouco do blog, em virtude de outros motivos.

Na verdade, estou estudando muito. 
Leio (relembro), na atualidade, assuntos do Quinhentismo, Barroco e Arcadismo - que ministro para o 1º ano do Ensino Médio.
Leio, também, para um estudo particular que estou executando - Educação Intercultural e Humanização. Paulo Freire, Humberto Maturana, Octávio Paz, Bhaba, Cancline etc.

Existe, ainda, a família. Esta é mais importante.

Como eu gostaria, nessa hipérbole que é a nossa vida, ter mais tempo para poder produzir algo adequado. Ainda estou em fase de crescimento...

Existem rodopios, redemoinhos e falsos furacões - que devem ser encarados como pequenos paradoxos de existência.

Entre o Cultismo (gongorismo) e o Conceptismo (quevedismo), confesso que gosto mais do segundo.

A minha vida aqui em Santa Maria está muito boa.
Amo a minha família e adoro os meus alunos...
(Cheguei no meu sucesso.)
Ponto final.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...