segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

O "Fenômeno" - Artigo para o Jornal Expresso Ilustrado - 18 Fev 11

Quem diria: a aposentadoria de Ronaldo Luís Nazário de Lima - o "Fenômeno" - o dia realmente chegou. O futebol mundial viveu, nessa semana, alguns momentos de tristeza e nostalgia. O jogador, na coletiva de despedida, disse "encerro a carreira profissional afirmando que foi lindo, maravilhoso e emocionante. Tive muitas derrotas e infinitas vitórias, fiz muitos amigos e não me lembro de ter feito inimigos, entretanto, meu corpo pedia descanso. Eu já não suportava mais as dores..." Nesse instante, ele já não era mais o "implacável" jogador, que auxiliou na conquista das copas de 1994 e 2002. Confesso (como muitos leitores) que fiquei triste. Lembrei de dois aforismos: o primeiro, atribuído a Peter Sampras, que diz "É fácil chegar ao topo, difícil é manter-se lá...". O segundo, da Roma Antiga, que foi repetido pelo General Eisenhower, no final da 2ª Guerra "Toda glória é efêmera." Contudo, esses ditados parecem um tanto negativistas, levando em conta o que Ronaldo fez; principalmente os obstáculos que superou. Parafraseando Getúlio, na sua carta derradeira, digo que o atacante brasileiro sai do futebol, para entrar para a história: a lenda de uma "flecha pensante", que ziguezagueava obstinada, carregando uma nação nos ombros, até a explosão do gol - um barulho na rede, por trás dos ombros do goleiro; bilhões de gritos em glórias efêmeras; um Brasil eternizado por um homem. Afinal, o futebol sempre será o "Fenômeno"...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...