segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Reabertura dos Cafezinhos Poéticos - Participe!

Foto de uma edição dos cafezinhos poéticos

A Casa do Poeta de Santiago e o "Projeto Santiago do Boqueirão: seus poetas quem são?" têm a honra de convidá-lo para o 29° Cafezinho Poético da Casa do Poeta de Santiago, a ser realizado:

LOCAL: sede da Casa do Poeta de Santiago, rua Silveira Martins, 1432, Santiago-RS (próximo ao Mercado Camelo)

DATA: 5 de fevereiro de 2011, sábado

HORÁRIO: 20 horas

Você está convidado.
Evento aberto ao público!
Participe e divulgue!
====
Os CAFEZINHOS POÉTICOS são quinzenais (sábado sim, sábado não).
Cronograma dos cafezinhos dos meses de fevereiro até abril:
Fevereiro: 5 Fev / 19 Fev
Março: 5 Mar / 19 Mar
Abril: 2 Abr / 16 Abr / 30 Abr

Careca mas feliz...

A foto abaixo passou a realidade de minha calvície.
===
Normalmente, não consigo enxergar a "careca", pois sou alto.
===
Casado, 2 filhos, ótima saúde....
Bom...
Tenho certeza que sou feliz!
===
"O corpo é a única coisa física que teremos do primeiro ao último dia de vida."
===
O que importa é a felicidade... (rs)

Agradecimento ao Oracy Dornelles!

Eu e o Sr. Oracy Dornelles - Na Feira do Livro (2010) - lendo os Epitáfios

Não teria como deixar passar em branco a última "Crônica absurda & Cega" do escritor Oracy Dornelles, que foi publicada no Expresso Ilustrado. Recebi essa crônica moderna (de presente), na confraternização de 2 (dois) anos da Casa do Poeta de Santiago, comemorada no dia 13 de janeiro de 2010, na Churrascaria Gaúcha. Nela contém o autógrafo do Sr. Oracy Dornelles.
===
Fico lisonjeado com todo o texto e, principalmente, a última estrofe.
====
Quando a gente perde as palavras, o melhor é não dizer nada. Somente agradecer: muito obrigado.
===
Esse é um documento que guardarei para a posteridade.
===

Heróis (por Oracy Dornelles)

Ahasverus -- foi o maior pé dófilo do mundo -- andava sempre a pé, mas resolveu mudar: tirou uma carteira de motorista de bicicleta na Escola de Putamparaciretran, e ia rodar o mundo em aro 18, cruzar por Boston, Chicago e entrar na Xexênia, para admirar os matagais e as amazonas virgens... Antes, porém, assistiu a posse da nova Presidenta-Gerenta do Grande Restaurante Internacional-Gremioso, a Doutora Vilma Rosbife. Esse restaurante fazia cúmes até para o Mac Donald´s & MNickey Mauser 45...

Mas com o tempo, morreu velho, esquecido e muito gorduroso, poi só tirava o 2° lugar em tudo, como um Rubião Barrigudello... Mas foi um herói por commpriiido tempo. E eu fiquei só, com meu cachorro Pretinho, que até hoje acôa contra a Record e Marcus Hímen...
Que farei, agora, velho e doente do batedor e da testa, numa casinha de arrabalde? Sigo o caminho de mestre fracassado em direção à Cruz Mestra... Definho... Preciso urgente de um mocotòzinho poético... Santiago do Boqueirão, seus poetas onde estão??? (Ainda estão?) Estão numa gaveta, cheia de leletras.

Poetas e astros da Vila: vamos pedir pousada ao General Paz ine sgotável fonte de gentlem-maninice local, afim de que sua verdeolividade-caracolínea-espiralada nos apoie e dê abrigo e paz em nossa vida nebulosa, pois ele construiu uma morada aristotélica sem IPTU: a Casa do Poeta Santiaguense!!! -- Cairei nessa casa: tu cais, ele cai, eu Caio...

Opiniões e Pensorragias



Agradeço as palavras o amigo João Lemes, sobre minha última coluna (postada abaixo).
===
O Expresso Ilustrado é o melhor jornal de nossa região e de muitas outras. Falo isso, expressando a minha opinião de leitor crítico.
O referido periódico deve ser motivo de orgulho para Santiago.
===
Gosto, particularmente, de várias colunas de opinião.
===
Escrever para o Expresso Ilustrado, como colunista, também é um orgulho.
===
Lá dentro tenho bons amigos, como o Márcio Brasil, a Sandra Siqueira, o próprio João Lemes (e família) e tantos outros.
===
Uma qualidade do trabalho dos profissionais do Expresso é a concisão.
Ser objetivo, ao repassar uma notícia, é algo muito difícil.
Normalmente, ao repassarmos o pensamento para o papel, criamos as "Pensorragias" (ou verborragias - ou seja, eloquência abundante e estéril).
===
Simplificar é complexo demais.
===
O ensaísta americano Ralph Aldo Emerson escreveu: "Demonstração de alta cultura é dizer as coisas mais profundas, de um modo simples."
===
Dois escritores que seguiram esse pensamento: Carlos Drummond e Caio Abreu.
===
Sou um defensor da linguagem culta (norma culta da Língua Portuguesa). Penso que todos nós devemos buscar o aperfeiçoamento da expressão escrita.
===
Contudo, um periódico deve "informar" e não "confundir". Nisso o Expresso Ilustrado está no caminho correto.
===
Só posso desejar votos de sucesso no trabalho!
Continuem por esse caminho...

Camomila, Carqueja e Cevada - Artigo Expresso Ilustrado - 28 Jan 2011-

Algumas vezes, a única saída para apaziguar os ânimos é uma boa xícara de chá. Gosto de camomila e de carqueja. Acredito, como já escrevi anteriormente, que as árvores são antenas para a comunicação com Deus. Diariamente, no final de tarde, passeio com meu cachorro; coloco a mão numa árvore, retiro as havaianas, e por segundos esqueço o mundo urbano. Naqueles instantes, pés na grama (e mãos na árvore), há uma descarga de toda energia negativa acumulada. Besteira, ou não, até inventei uma frase de relaxamento: "Leva o meu estresse, leva-me até Deus". Fico repetindo-a, algumas vezes, sem o receio de ser taxado de louco. Caro leitor, posso atestar que é uma ótima forma de renovar a mente! Voltando aos chás, pequenos pedaços de plantas (e árvores), eles carregam uma espiritua-lidade que nos transformam em antenas artificiais para Deus. O momento perfeito está no ato de ouvir Música Popular Brasileira, tomando uma xícara de chá e realizar a leitura de um bom livro.
Quando faço isso, o silêncio interior é tão grande, que os pensamentos fluem com maior nitidez. Mas, nos dias como hoje, quando o calor está insuportável? O "bom vivant" irá responder que existe um composto, a base de cevada (fermentada), o qual não deixa de ser uma moderna forma de chá. Esse deve ser apreciado com bastante moderação. Saúde!

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Passageiro

Grandes árvores.

Grandes árvores que me observam!

Árvores imensas, enfileiradas,

que ultrapassam o tempo

perenes;

decomponha esse mundano

num escritor

que embole as letras pela alma;

não um autor que componha:

para os homens,

como homens

com os homens.


Árvores colossais?

Como rochas duradouras

- uma a uma -

(em silêncio) (ssshhh)

essas árvores analisam o movimento:

carros vão

carros vem;

faróis que cruzam n(um) limiar de vida,

indiferentes ao passageiro;

passageiros...

Bah! Passageiros!


Eu?

O cachorro me acompanha,

ouve a falta de sonoridade de uma canção.

No meu ouvido o Legião sussurra:

“Me diz, por que que o céu é azul?

Explica a grande fúria do mundo?”

A escuridão transforma o azul em negro.

Nego. Nego. Nego.

Pedro pedra para povo.


Um indigente de mochila (nas costas)

passa ao meu lado - na verdade, ultrapassa -

Encara a minha embriaguez de poesia e se pergunta:

louco?

Será que sou um louco?

Os inimigos não odeiam o meu cachorro...


Ah! Grandes árvores que me observam!

Árvores imensas, enfileiradas,

que ultrapassam o tempo

perenes;

decomponha esse mundano

num escritor

que embole as letras pela alma;

não um autor que componha:

para os homens,

como homens

com os homens.


E...

Se for possível,

Não me deixem.

Não, não estou autorizado a esquecer essas letras,

(Sem papel, caneta ou gravador)

O que resta é a dor do escritor;

uma corrente que prende,

um cachorro que é livre,

uma memória de amendoim,

e a vontade de que a poesia-paranóica

rompa a barreira do universo.


Passageiro.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Efeito Borboleta - Artigo Jornal Expresso Ilustrado - 21 Jan 2011

Abraços, sorrisos e novas amizades. Confraternização entre indivíduos de idiomas diferentes. A cultura sendo debatida durante três dias, entre cerca de 150 pessoas. O II Fórum Latino-Americano de Literatura / IV Encontro de Escritores do Mercosul foi um sucesso. A presença de participantes de diversos países (Argentina, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai) ressaltou a importância internacional do evento. Vários foram os fatos interessantes, dos quais cito alguns: a presença de uma escritora que ocupa uma cadeira da Academia Argentina de Letras, a declamação do repentista "Canarinho", as palestras, os livros e o documento oficial do Senado Federal da Argentina tornando os encontros de interesse do Mercosul. Contudo, o que mais se destacou durante toda a atividade cultural foi a sinergia entre povos distintos, na busca do conhecimento. A educação intercultural (bases diferentes) proporcionou uma aprendizagem significativa. O efeito borboleta já programou um encontro de escritores em Posadas (Argentina) e Encarnación (Paraguai) em junho de 2011; outro em Buenos Aires, em maio de 2012, após o de Santiago (janeiro de 2012). Por fim, destaco a frase dita pela Presidenta da Casa do Poeta de Santa Maria "Vivemos momentos de sonhos" e a do professor Eduardo Jopia, da Universidade de Buenos Aires "Santiago está sendo a cabeceira da cultura do Mercosul". Não é motivo de orgulho para o nosso município?

sábado, 22 de janeiro de 2011

De volta ao Colégio Militar de Santa Maria

Desfile no 7 de setembro


As férias estão acabando.

Segunda-feira, 24 de janeiro, volto ao trabalho no Colégio Militar de Santa Maria.

Estou empolgado com o retorno às atividades castrenses. Como dizemos "O avião já está na pista, pronto para decolar..."

Dentro de poucos minutos iremos para o "Coração do Rio Grande", as malas já estão no carro (digo as bagagens, rsrs)

Aos amigos de Santiago fica o abraço

e o prenúncio da saudade de nossa amada Terra dos Poetas.

Até mais!

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

União e trabalho


Estou feliz com a Casa do Poeta de Santiago.

A união demonstrada é avassaladora.

Estou com o Márcio Brasil, a Karla Pasini, a Lígia Rosso, o César Braga, a Tainã Steinmetz, o Vanderlei Machado, o Alessandro Reiffer, o Adilmo Lima, a Maristane Pedroso, o Rodrigo Neres, a Fátima e Nura Friedriczweski, a Michele Andres onde eles estiverem.

A Diretoria da Casa do Poeta possui pessoas positivas, que trabalham pela cultura.

Dentro de alguns dias estaremos anunciando uma nova DIRETORA da Casa do Poeta - aguardem!

Pensamento

Ainda para o Márcio Brasil e amigos da Casa do Poeta...

Na infância li uma frase do Leonardo da Vinci, que estava estampada numa história em quadrinhos do Pateta (o Pateta era o Leonardo da Vinci).

Até hoje não esqueci daquela frase, não sei por qual motivo.

Acho que era para lançá-la, neste momento:

"Paus e pedras podem quebrar os meus ossos, mas palavras não me atingem."

Leonardo da Vinci

Frase do Márcio Brasil

O Márcio disse uma frase interessante, ressalto-a no meu blog:

"Amigo de verdade não é aquele que separa uma briga sua, mas sim o que chega dando uma voadora."

Grande abraço ao Márcio Brasil.

PS: obviamente o Márcio não falava da violência física, mas sim do auxílio pela amizade. É uma metáfora que deve ficar, pois amigos necessitam de apoio, de vez em quando.

Outros momentos do II Fórum Latino-Americano / IV Encontro de Escritores do MERCOSUL














quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Momentos do II Fórum Latino-Americano / IV Encontro de Escritores do MERCOSUL














II Fórum Latino-Americano / IV Encontro de Escritores do MERCOSUL


A cultura não é construída por um.

A literatura não pertence a elite ou ao povo. Tão pouco ao escritor A ou B.

A literatura é livre.

Escrever é um ato livre - a leitura que é seletiva.

O Encontro de Escritores do MERCOSUL foi um sucesso.

Santiago está de parabéns!

Agradeço aos atuais diretores e conselheiros da Casa do Poeta de Santiago.

O trabalho foi fantástico!

Aviso aos leitores

Em relação a discussão sobre a Casa do Poeta de Santiago, que veicula na internet, digo o seguinte:
- conheço o Márcio Brasil, considero-o como um irmão. Posso atestar sobre o seu caráter. Da mesma forma, tenho diversos amigos na Casa do Poeta e fora. Sei quem é quem, isso já basta.
- Em respeito à minha profissão, não ficarei tecendo comentários indevidos na internet. O meu blog não foi criado para isso, mas sim para falar sobre educação e cultura.
- Estou aguardando, imprimindo postagens (artigos) e tomarei as medidas cabíveis, quando for a hora, se for preciso.

Alma Guarani - Texto do Paraguai sobre Santiago e o Fórum

Agradecimento de uma escritora da Academia Argentina de Letras

Estimado Giovani:
Quiero con este mensaje expresarle mi profundo agradecimiento por todas las atenciones recibidas durante el Foro Latinoamericano,
extensivo a los integrantes de la Casa do Poeta y demás personas
que nos han hecho sentirnos "como en casa"
y pasar unos días muy agradables y productivos.
Deseo también extender mi agradecimiento a la Prefeitura Municipal do Santiago
por la distinción que me ha otorgado
de la que me siento orgullosa y deseosa de responder de algún modo
por lo cual quedo a disposición de todo aquello en lo que pudiera contribuir
y ser útiles a Uds.
Un saludo cordial y fraterno
olga zamboni

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

A Fonte - Marcel Durchamp - 1917


DADAÍSMO - Movimento de Vanguarda Europeia.

Ser ou não ser DADÁ?

w“Ser dadá é ser antidadá”


A obra foi atacada por um vândalo em 2005. O meliante tinha 77 anos e atacou a obra de arte com um martelo.
===
Não sei se sou DADÁ ou AntiDADÁ...

Abaporu - Tarsila do Amaral


Em tupi:
Aba = homem
Poru = que come

O movimento ANTROPOFAGIA (comer carne humana) surgiu na primeira geração modernista (1922-1930) e visava romper com as influências europeias.

São expressões desse movimento o Oswald Andrade, que escreveu o Manifesto Antoprófago (Tupy or not Tupy, that is the question).

A fase teve início com a Semana de Arte Moderna (1922) e possuiu uma variedade de Revistas e Manifestos.

Nessa fase - houve uma variedade de brigas e difamações.

Pensamento 4

Liberdade significa responsabilidade, por isso que é temida pela maioria das pessoas.
George Shaw

Pensamento 3

Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida.

Fernando Pessoa

Pensamento 2

"Demonstração de alta cultura é dizer as coisas mais profundas, de um modo simples".

Ralph Aldo Emerson

Pensamento

Um imbecil pode, por si só, levantar dez vezes mais problemas que dez sábios juntos não conseguiriam resolver.

Lênin

Exposição Rostos e Palavras presente na Casa do Poeta de Santiago


(Postagem de Lígia Rosso)

Depois de estar presente durante todo IV Encontro de Escritores do Mercosul realizado recentemente, a exposição 'Rostos e Palavras' estará presente até 15 de fevereiro na Casa do Poeta de Santiago. Cabe salientear que durante o II Fórum Latino-Americano de Literatura e IV Encontro dos Escritores do Mercosul o projeto 'Santiago do Boqueirão, seus poetas quem são?' da URI Santiago, em parceria com a Casa do Poeta, ofertou kits de livros para alguns palestrantes, ampliando assim a divulgação dos trabalhos já publicados.

Visão interessante sobre o Fórum - Breno Serafini

O Breno Serafini, um santiaguense que reside em Porto Alegre, apresenta uma visão interessante sobre o Fórum de Literatura.

Título -Aos que Fórum e aos que não Fórum

Quem deseja ler basta clicar: AQUI

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Momento feliz de minha vida...

Estou num grande momento de minha vida.

Tenho dois filhos lindos e amo a minha família. Tenho um cachorro Boxer que se chama Bartolomeu, do qual recebo abraços efusivos (como os de meus filhos).

Adoro o Exército Brasileiro,
profissão que abracei, na qual estou há 20 (vinte) anos e que ficarei até a aposentadoria. Atividade que sigo o exemplo da figura de meu pai (Sargento Pasini).

Ainda, profissionalmente, quero ressaltar que trabalho no Colégio Militar de Santa Maria, onde atuo como educador - vago pela vida dos escritores brasileiros, na literatura, tentando auxiliar na vida de meus alunos. Se pudesse, ficaria mais 100 (cem) anos nessa função.

Complementando tudo isso, realizo atividades voluntárias, numa agremiação cultural sem fins lucrativos, com um grupo que trabalha positivamente pela literatura (como tantos outros grupos de Santiago).

O que falta para a minha vida? Quais as minhas ambições?

Para ser perfeito, o que falta?
O que falta?

Como eu disse:
estou num grande momento de minha vida.

Poderia dizer que quero escrever o livro que seja a "obra prima", mas isso se torna tão pequeno, quando vejo os olhos dos meus filhos. Não sou um pai perfeito, longe disso, apenas busco ser igual ao que me criou - com exemplos de honra e honestidade.

Grande abraço aos leitores...

Gilete no fundo do poço - Artigo do Expresso Ilustrado - 14 Jan 2010

A praia estava quase deserta, devido à chuva miúda, que importunava os transeuntes. O homem andava pela areia, sozinho e pensativo. Analisava as ondas revoltosas que batiam na costa litorânea, sob um céu acinzentado. O clima estava parecido com os seus pensamentos. De repente, percebeu um pequeno cachorro de raça indefinida. O animal ameaçava entrar na água; então latia e voltava. Repetia o gesto várias vezes, executando saltos, ainda que esporadicamente. O caminhante ficou observando a cena, imerso, até escutar uma voz: "- Ele fica latindo todo o dia que chove, pois o dono morreu afogado, quando surfava." Era uma senhora gorda, atarracada, que passou pelo local, rapidamente, sem ao menos parar. Em segundos, o homem estava acompanhado apenas do cachorro, da chuva e das ondas agitadas do Atlântico. Recordou-se de ter visto algo parecido em algum filme, talvez num livro. Poderia ser mentira, quem sabe uma lenda urbana - mas parecia realidade - afinal, o cachorro estava desesperado. Pensativo, o homem sentou na areia fina e ficou olhando o canino por quase duas horas. O mais intrigante é que, tão logo o chuvisco cessou, o animal parou a sua tarefa e foi embora. O que restou foi aquele indigente, que permaneceu sentado na praia. Ele olhava para o mar de São Francisco do Sul, sentindo-se pequeno, como uma gilete caída no fundo do poço. O mesmo poço que descrevera, certa feita, Caio Fernando Abreu.

Amenidades - Artigo Jornal Expresso Ilustrado - 7 Jan 10



Na segunda, 3 de janeiro, foi inaugurada a "Estação do Conhecimento", na antiga estação ferroviária. Os envolvidos estão de parabéns, pela grandiosidade do projeto, pois a nossa cidade pode sentir orgulho e receber bem os visitantes; além disso, os nossos poetas consagrados têm uma arquitetura que dignifica a relevância de sua obra. Fica o convite para o leitor realizar uma visita, levando os parentes até o local.
No evento, os participantes puderam ouvir histórias de fatos ocorridos quando o transporte ainda era ativo e sobre a importância da estação para a transformação de Santiago, que iniciou com a construção da "parada de trens".
Na infância, há pouco mais de duas décadas, a minha geração usou aquele espaço como um grande "palco de brincadeiras". Saíamos do Apolinário e escalávamos os trens e as torres (proibidas). Até que, certo dia, o guarda ferroviário foi falar com o meu pai e fiquei mais de uma semana sem sair de casa. A ampliação da nossa localidade ocorreu, também, pela chegada das unidades do Exército. É sempre importante lembrarmos esse fato: integração com a sociedade e favorecimento econômico significativo.
**********
Cabe destacar, ainda, o II Fórum Latino-Americano de Literatura / IV Encontro de Escritores do MERCOSUL que ocorrerá nos dias 14 a 16 de janeiro, na Câmara dos Vereadores. É uma oportunidade única de adquirir cultura. Ajude-nos a divulgar!

Postagem do Márcio Brasil - Casa do Poeta terá um Museu Musical

Breno Serafini Palestrando no Fórum de Literatura

Breno Serafini recebendo o diploma de amigo da Casa do Poeta

Postagem do Márcio Brasil:

"Em breve, Santiago ganhará um novo espaço cultural, dentro das dependências da Casa do Poeta de Santiago. Trata-se do Museu da Música, que apresentará um acervo com centenas de LPs do melhor da Música Popular Brasileira. Há discos raros de Cazuza, Gal Costa, Tetê Espíndola, Vitor Ramil, Bebeto Alves, Legião Urbana, Caetano Veloso, Tom Jobim e muito mais. O material foi doado pelo escritor Breno Serafini, que mora em Porto Alegre e há poucos meses lançou seu livro Mosaico Laico na Casa do Poeta de Santiago, fazendo questão de fazer isso em sua terra-natal. Ele também esteve participando do Fórum de Literatura, onde foi um dos palestrantes.

O Breno é um sujeito cheio de ideias e foi o principal articulador para a vinda do Santiago (Neltair Abreu) a nossa cidade, por ocasião da Feira do Livro, atendendo a solicitação feita pela Casa do Poeta. Além de um excelente poeta, ele é também admirador de Oracy Dornelles e lembra que tem um tio, o Hyran Camargo, que é um dos melhores amigos do Oracy. E, sendo assim, o Breno sugeriu que a Casa do Poeta crie uma linha de publicações que leve um selo homenageando o maior poeta de nossa cidade, que agora também faz parte da entidade."
===
A postagem do Márcio Brasil foi muito feliz. O Breno recebeu o certificado de AMIGO DA CASA DO POETA DE SANTIAGO por haver prestado (e ainda presta) grandes serviços à nossa entidade. Agora mesmo recebi um e-mail (eu o Márcio e a Lígia) com uma relação de ideias para melhorar a nossa Casa. Uma forma construtiva de produzir e ser útil.
O apoio do Breno está sendo bastante importante. Mais importante é a amizade que estamos construindo, dentro da Casa.
===
O MUSEU MUSICAL será lançado ainda neste primeiro semestre, na Casa do Poeta, numa atividade especial. O local possui uma vitrola sedida pelo MUSEU DAS COMUNICAÇÕES da URI Santiago e conta com inúmeros discos de vinil doados por BRENO SERAFINI. Quem quiser seguir o belo exemplo do BRENO, poderá efetuar a doação na própria Casa do Poeta. Os discos são catalogados e podem ser ouvidos por qualquer pessoa, devido ao acesso público. Quem visitar a Casa do Poeta escutará sempre um dos discos tocando. Uma conquista fantástica, graças ao trabalho coletivo e a superação do individual. Parabéns, Breno!
===
A ideia do Breno em relação ao Oracy (selo) reforça o pensamento que surge dentro da Casa do Poeta, em criar um espaço destinado ao Oracy - que, possivelmente, após Assembleia Geral, se tornará um dos três patronos (honra) previstos no estatuto da Casa do Poeta (Perpétuo, Honra e Gestão).

Diário de Santa Maria - Fórum de Literatura - Leia o texto na íntegra



Leia o texto na íntegra - retirado do DIÁRIO DE SANTA MARIA

LITERATURA

Diferentes idiomas em Santiago

Terra dos Poetas sediará eventos literários que reúnem participantes do Mercosul

A cidade de Santiago é conhecida como a Terra dos Poetas. E não é para menos. A designação não vem do nada, já que no município nasceram diversos escritores importantes, entre eles, Caio Fernando Abreu. E, para referendar o título, a comunidade aposta em algumas iniciativas bem interessantes ligadas à literatura. São os casos do 2º Fórum Latino-Americano de Literatura Contemporânea e o 4º Encontro de Escritores do Mercosul, que ocorrem de amanhã até domingo.

Promovidos pela Casa do Poeta de Santiago, com apoio do do Centro de Integração Latino-Americano (Cilam, com sede em Santa Maria) e do Projeto Santiago do Boqueirão: Seus Poetas quem são?, da URI campus Santiago, os eventos têm o objetivo de reunir leitores e autores do Brasil e países vizinhos. As atividades serão na Câmara de Vereadores de Santiago, e as inscrições podem ser feitas no local até amanhã.

– Queremos divulgar e fomentar e literatura. Além disso, nas edições anteriores, a questão da integração também foi algo fantástico – destaca Carlos Giovani Delevati Pasini, presidente da Casa do Poeta de Santiago.

Para este ano, a troca de experiências deve continuar com força. Aproveitando a realização da Copa Santiago, torneio de futebol juvenil que conta com a participação de pessoas de outros países, a organização dos eventos literários já confirmou representantes da Argentina, Paraguai e Uruguai (confira quadro ao lado).

Volta ao passado – A inspiração para promover o fórum e o encontro de escritores veio lá da década de 90. Mais precisamente de 1995, quando foi realizado o 1º Encontro de Escritores do Mercosul. De lá até janeiro de 2010, a proposta ficou engavetada. No começo do ano passado, a Casa do Poeta de Santiago aprimorou o projeto e realizou 1º Fórum Latino-Americano de Literatura e o 2º Encontro de Escritores do Mercosul. O primeiro é sempre feito em Santiago. Já o segundo tem edições intercaladas entre a cidade gaúcha e alguma outra dentro do Mercosul.

Na programação, há palestras, debates e lançamentos de livros. Para Carlos Giovani, além de permitir o contato entre escritores e amantes da leitura vindos de lugares diferentes, os eventos servem de vitrine para quem não tem espaço para mostrar sua produção:

– É importante pela questão motivadora de novos autores. As pessoas que vêm de fora, antes, eram só argentinos, uruguaios e paraguaios. Agora, são nossos amigos.

MAIS
Patrono
O patrono perpétuo da Casa do Poeta de Santiago, e que dá o nome à entidade, é o escritor Caio Fernando Abreu. Ele nasceu em Santiago e foi um escritor reconhecido nacional e internacionalmente em função dos textos intimistas e de sua participação em vários periódicos nacionais.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Orgulho para Santiago!

Um evento cultural de sucesso:
orgulho para Santiago!

II Fórum Latino-Americano de Literatura Contemporânea
IV Encontro de Escritores do MERCOSUL



Sucesso do aniversário de 2 anos da Casa do Poeta

Foto histórica - alguns dos participantes

Jantar de Confraternização

A Casa do Poeta de Santiago completou 2 (dois) anos de fundação, no dia 13 de dezembro de 2010.
===
No dia 13 de janeiro de 2011, quinta-feira, foi realizada uma festa de confraternização, na churrascaria Gaúcha.
===
No evento tivemos a participação de diretores, amigos e do ilustre escritor Oracy Dornelles.
Lá conheci o Batista, amigo do Oracy, que demonstrou grande simpatia.
===
Inúmeros são os escritores santiaguenses que são associados na Casa do Poeta, dos quais cito: o próprio Oracy Dornelles, Teresinha Lucas Tusi, Lise Fank, Fátima Friedriczweski, Márcio Brasil, Alessandro Reiffer, Breno Serafini, Lígia Rosso, Auri Sudati, Camila Jornada, Ayda Bochi, entre outros. Convidamos TODOS os escritores a participarem conosco, das atividades.
===
Essas fotos são históricas.

Sucesso 6 - Posadas (Argentina) e Encarnación (Paraguai)

A Casa do Poeta de Santiago já marcou a assinatura de Cartas de Interesse de Parceria com entidades dos muncípios de Posadas (Argentina) e Encarnación (Paraguai).
===
Tais documentos serão assinados no V Encontro de Escritores do MERCOSUL, que ocorrerá nos dois municípios (limítrofes), no mês de junho de 2011.
===
Esses documentos irão difundir, ainda mais, o nosso epíteto.

Sucesso 5 - Senado Federal da Argentina

A Direção Geral de Cultura, do Senado Federal da Argentina, enviou um documento oficial declarando o II Fórum Latino-Americano de Literatura / IV Encontro de Escritores do MERCOSUL de interesse regional do MERCOSUL.
===
Tal documento foi direcionado, nominalmente, ao Presidente da Casa do Poeta de Santiago e será remetido aos governos municipal, estadual e federal.
===
Um documento como esse abre novas portas para a cultura municipal. A Casa do Poeta de Santiago irá tomar todas as medidas para difundir o nosso epíteto.

Sucesso 4 - Interesse do Instituto de Formação Docente de Virasoro, Argentina

Gerardo Alderete - Professor de história e vereador de Governador Virasoro

Foto do documento oficial

O Reitor do Instituto de Formación Docente, de Gobernador Virasoro, Argentina, enviou uma Carta de Interesse, para a investigação nos Encontros de Escritores do MERCOSUL. Essa carta de interesse propicia que ocorram intercâmbios de pesquisa.

Sucesso 3 - Interesse Acadêmico da Universidade Buenos Aires

Sr. Eduardo Jopia - docente da UBA


O conselho diretivo da Universidade de Buenos Aires (UBA), Argentina, decidiu outorgar o II Fórum Latino-Americano de Literatura / IV Encontro de Escritores do MERCOSUL e todos os outros encontros, como atividades culturais de interesse acadêmico. Tal documento favorece a presença de universitários argentinos, nas próximas edições da atividade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...