quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

O jornal Diario de Los Poetas - de Buenos Aires

Eduardo Jopia

O Jornal DIARIO DE LOS POETAS, de Buenos Aires, publicará poesias de 18 (dezoito) autores santiaguenses e 18 (dezoito) autores argentinos. Entre os escritores estão: Lígia Rosso, Camila Jornada, Ilma Bernardi, Fernando Almeida, Auri Sudati entre outros.


A edição do Jornal será lançada no II Fórum Latino Americano de Literatura / IV Encontro de Escritores do MERCOSUL e contará com a presença de EDUARDO JOPIA, editor-chefe do jornal Diario de los Poetas e professor da Universidade de Buenos Aires (UBA). Ele será um dos palestrantes do evento.


O jornal possui uma grande qualidade, com as características do LETRAS SANTIAGUENSES.
Participe do Fórum!

Revista de Buenos Aires participará do Fórum de Literatura / Encontro de Escritores do MERCOSUL


Os editores da Revista Lamás Médula demonstraram o interesse em participar do Fórum de Literatura / Encontro de Escritores do MERCOSUL.
A atividade ocorrerá em Santiago, RS, nos dias 14 a 16 de janeiro de 2010 por apenas R$ 20,00 (vinte reais), pois não possui fins lucrativos. As VAGAS são LIMITADAS e já temos vários inscritos, principalmente de fora de Santiago. Para maiores informações acesse o endereço da Casa do Poeta - CLIQUE AQUI

A seguir, temos o texto da revista:


Lamás Médula es una revista digital que se puede leer, oír y ver en www.revistalamasmedula.com.ar ; también hay una versión en papel que se distribuye en kioscos y librerías de Argentina, aunque también circula por Chile, Brasil, México, Perú, Colombia, Estados Unidos y Europa (principalmente en España).
Solemos sacar la mayor cantidad posible de número digitales por año con videos de realización propia y grabaciones de audio también de realización propia; contamos además con un más que interesante archivo de voces con escritores leyendo sus obras.
De 2007 a la fecha nos han visitado en la web cerca de un millón de ciber-lectores y ya hemos sacado un número de la versión papel (cuya tapa adjuntamos); tenemos previsto editar otro en marzo.
Estamos muy interesados en participar del II FORO LATINO-AMERICANO DE LITERATURA Y IV ENCUENTRO DE ESCRITORES DEL MERCOSUR para hacer conocer la versión papel, a tal efecto necesitamos saber si es posible participar de tan importante encuentro.
Les enviamos un fuerte abrazo desde Buenos Aires.
Dirección REVISTA LAMÁS MÉDULA



Blog, novo livro e Férias


Depois de receber vários e-mails de amigos e, também, do grande escritor Oracy Dornelles - fiquei sabendo que um dos meus leitores mais assíduos estava preocupado com a baixa quantidade de postagens no meu blog.

===

Peço desculpas a todos os leitores, pelas poucas postagens.

===

Essa baixa produção está ocorrendo por três motivos:


1º Motivo - Estou trabalhando num novo livro - o que mais estou empolgado - com previsão de lançamento para o ano de 2011. Nessa obra, uma ficção, coloco alguns personagens "pitorescos" de Santiago, misturando-os a outros que não existem. Estou escrevendo entre duas a quatro horas por dia, justo o tempo que antes eu "blogueava". Portanto - isto não é uma despedida, mas um "tempo".


2º Motivo - Estou de férias na nossa amada Santiago e, acreditem, a internet da minha sogra é terrível! Nesse momento estou teclando de uma Lan House. A tendência é piorar, pois irei para a praia...


3º Motivo - A Casa do Poeta está tomando, também, grande parte do meu tempo e do tempo dos diretores. Estamos reorganizando a sede e nos preparando para o Encontro de Escritores do MERCOSUL.

====

Portanto, aos leitores amigos um grande abraço e um feliz ano novo!

Vamos curtir a família e as férias!


Grande abraço

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Aforismo louco e impensado

Olharmos para o universo deverá ocorrer em menor quantia do que olharmos para nós mesmos. O universo é variado, a personalidade também. A diferença é que o universo viverá sem a nossa existência. Nós não viveremos sem a autenticidade de nós mesmos.

Giovani Pasini

Coluna para o Expresso Ilustrado - 24 Dez 2010 - Natal, crônica presente.

Então é natal! Os enfeites, os pinheiros, as luzes, a ceia, os presentes, as crianças, os sonhos, a felicidade - e a vida. Jesus simboliza o surgimento de uma esperança, dentro de uma manjedoura. O "bicho homem", nas suas variantes, ora acredita, outrora descrê. Os céticos dizem que o natal não passa de campanha publicitária capitalista. Pode ser. Só que não me interessa essa visão de adulto, fria, racionalista e monetária; opinião que exclui os sonhos do passado. As crianças são as principais difusoras do espírito de Natal, pois não possuem nosso olhar perdido. Para elas, independentemente de onde moram e quanto ganham, existe a magia natalina. Esse é o grande valor: os sorrisos carinhosos, a busca pelo trenó no céu, a paz de lindas músicas, a comemoração, os abraços afetuosos, o silêncio dos pensamentos infantis borbulhantes: a imaginação! Um tempo de fantasia, onde o mito se esconde em todos os cantos! Caro leitor, Papai Noel existe sim; nós é que não o enxergamos mais. As camadas protetoras ofuscaram a nossa vista e ficamos cegos com nossas cismas. Amnésias de ex-crianças que se esqueceram das molecagens e da criatividade. Mas há tempo! A vida é agora; perdoar-se também é agora. O ponto positivo de dezembro reside no fato de ser profícuo para reconstruirmos os caminhos e refletirmos as condutas. Pensarmos em nós, na família e em Deus. Papai Noel existe; ele pode estar aí, sentado, lendo este jornal.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Biografia


Extrato do Poema "Biografia" de Cecília Meireles - Livro Cecília de Bolso: uma antologia poética, P&PM, página 172.

Uma mensagem linda que fica para o amigo leitor:

Biografia

"Escreverás meu nome com todas as letras,
com todas as datas
- e não serei eu."

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Aforismo...


A literatura é como o oxigênio:
Temos um pouco no nosso pulmão,
mas a maior parte está no mundo.
Giovani Pasini

Cabeça e dedos...

A minha cabeça está mais rápida que meus dedos.
Digito bobagens...
===
Os pensamentos são bons, férteis e iluminados.
===
Só que os dedos estão cansados de digitar os outros trabalhos.
===
Qual a solução?
===
Acho que vou aprender a teclar com a língua.
===
Assim escreverei (e falarei) bobagens ao mesmo tempo.
===
A literatura é como o oxigênio:
Temos um pouco no nosso pulmão,
mas a maior parte está no mundo.
===
Taí...escrevi algo que gostei!

Cansaço, coisinhas, coitadismos e (desculpas?)...

O final de ano está chegando e estou cansado...
===
Ainda bem que dia 22 de dezembro, quarta-feira, começam as minhas férias.
===
As férias servirão para descansar, passear com a família, escrever e, também, para trabalhar na Casa do Poeta de Santiago...
===
Em janeiro, nos dias 14 a 16, teremos o II Fórum Latino-Americano de Literatura / IV Encontro de Escritores do MERCOSUL, aqui em Santiago, RS, na Câmara dos Vereadores. As inscrições estão abertas.
===
Um aviso ao leitor, temos que ter cuidado (repetindo) com o vício do coitadismo.
Para um ouvinte, a pior coisa é o excesso de reclamações partindo do interlocutor.
A partir de agora, estarei me policiando (tendo em vista o cansaço) para não cair novamente no erro do coitadismo.
Será que você é um "coitadista"?
É fácil perceber - basta utilizar os próprios ouvidos - e não alugar os dos outros.
===
PEÇO DESCULPAS AOS AMIGOS - NÃO ESTOU CONSEGUINDO DAR CONTA DOS INÚMEROS E-MAILS.
É que vou entrar em férias e tenho que deixar o meu trabalho - Exército - na mais perfeita ordem.
Por isso estou perdendo os cabelos - os que restam!
===
Um pensamento de Fernando Pessoa:
Nós nunca nos realizamos. Somos dois abismos - um poço fitando o céu.

Artigo para o Jornal Expresso Ilustrado - 17 Dez 2010 - 10 segundos: Livro de Márcio Brasil

O que posso dizer sobre "10 segundos"? São tantas coisas que seria capaz de escrever um livro sobre o próprio livro. Vou citar algumas: o Márcio desenvolveu uma literatura de entretenimento capaz de "construir um túnel" entre o leitor e a obra, que nos faz esquecer o mundo a nossa volta. Juremir Machado, colunista do Correio do Povo, disse que "a literatura do século XXI está calcada no entretenimento". O autor de "10 segundos" se apropria dessa característica com rara competência e em consonância com a contemporaneidade. Quem se atreve a "deslizar" por suas linhas consegue transitar pela emoção, compaixão, raiva, medo, diversão, saudosismo e tantos outros sentimentos que o ser humano experimenta. Além da diversão, que já é fato, existe em "10 segundos" uma mescla de existencialismo e intimismo, forçando-me a lançar, positivamente, à sua comparação a expoentes nacionais e internacionais, tais como: a epifania de Clarice Lispector, onde o personagem se depara com um episódio cotidiano e fica abalado, resultando numa mudança significativa na sua personalidade e vida; a capacidade de Caio Fernando Abreu, outro ilustre santiaguense, que perturba com questionamentos filosóficos e que algumas vezes rompe a falsa moralidade social, possuindo o dom de dizer muito, escrevendo pouco; e a maestria de Albert Camus, por exemplo, que indaga os problemas sociais de sua época, de forma inigualável.

127 anos de Santiago - Agenda de comemoração

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Textos da Camila Jornada - em homenagem aos dois anos da Casa do Poeta


Meu cardíaco pela Casa

De imediato, digo com todo o músculo que envolve esse meu coração e também com todas as células que fazem o transporte desse meu sangue, abro meu peito e respiro como se estivesse chegado despreparada de uma maratona, levanto meus braços e estico e alongo e arrebento com minhas articulações, tentando envolver a Casa do Poeta com um alargado de um abraço e que ela sinta o ritmo do compasso do meu coração e que se comova não somente com esse suingue, mas também que através desse meu cardíaco e dos meus poros eu consiga transpirar amor e misturar com o suor dos membros de quem a construir e a mantêm em pé, essa forte e bem estruturada e alicerçada e muito soletrada Casa do Poeta! Desejo que essa mansão sempre tenha alimento para os versos, hospedagem para os livros e vida aos nossos membros e que as janelas e portas continuem abertas para que os pingos de uma chuva e os raios de um Sol sempre tenham a oportunidade de conhecê-la e contribuir com alguma escrita...



A festa é na Casa!

Vamos lá,

parabenizar

a Rua e vizinhos e Escritores

Nossa Casa;

as letras e cultura e pensadores

os Poetas;

as linhas tortas e erradas e sem versos

Vamos lá,

cantar os parabéns

pra quem escreve

pra quem lê

pra quem mora

pra quem é visita

pra quem lustra

pra quem pisa

pra quem lança

e pra todos os membros

dessa Casa que afeta

os Poetas a quem encanta!

Vamos lá,

Parabéns pra Casa do Poeta!

trocar rimas;

continuar capítulo

limpar a Casa

abrir Porta;

Janela e Garagem:

estacionando um poema...

pilotando sem margem!

Vamos lá,

abrir o coração também!

Palavras da Fátima Friedricweski - 2 anos da Casa do Poeta


Neste dia 13 de dezembro de 2010, a Casa do Poeta de Santiago Caio Fernando Abreu completou dois anos de existência, sendo um espaço democrático e acolhedor para todas as manifestações da arte da escrita em Santiago.
Apesar do tremendo acúmulo de trabalho que tenho tido nos últimos meses, não poderia deixar de me manifestar a respeito desta data, porque basta ver o que foi feito pela Casa do Poeta em dois anos apenas, para perceber e entender seu imenso valor para a cultura de Santiago.
Sinto-a como uma entidade agregadora, de valores, de parcerias, de amigos. É disto que precisamos.
Dentro das comemorações de seu aniversário, a Casa do Poeta promove o lançamento do livro "10 segundos" do meu amigo Márcio Brasil no dia 17 de dezembro de 2010.
Como todos sabem, o jovem Márcio Brasil foi o pioneiro em relação aos blogs, abrindo esse universo para todos nós.
Parabéns, Casa do Poeta de Santiago !
Parabéns, Márcio Brasil !

Palavras do VANDERLEI MACHADO - Casa do Poeta - 2 anos


A CASA DO POETA ESTÁ DE ANIVERSÁRIO e quem ganha o presente somos todos nós.
VIDA LONGA A CASA DO POETA DE SANTIAGO!

Homenagem de Breno Serafini para a Casa do Poeta de Santiago - 2 anos


Nãonecessariamentenessaordemordemnessanecessariamentenão…

giovanimarciocésarjanicetainávanderleialessandrorodrigolígialuizpaulokarla

Um abração procêis:

“sonho que se sonha só/ é só um sonho que se sonha só/ mas sonho que se sonha junto/ é realidade” (Raulzito/ P. Coelho)

Parabéns pelos dois anos de sonho e realidade!!!

Lígia Rosso faz homenagem para a Casa do Poeta de Santiago


NESTA SEGUNDA-FEIRA, DIA 13 DE DEZEMBRO DE 2010, A CASA DO POETA DE SANTIAGO COMPLETA 02 ANOS! DEIXO REGISTRADO AQUI NO BLOG MINHA GRATIDÃO E CARINHO PELA CASA E A TUDO QUE ELA REPRESENTA PARA CADA DIRETOR, PARTICIPANTE E PARA A NOSSA TERRA DOS POETAS...FAZER PARTE DESSA HISTÓRIA DESDE OS COMEÇO É MOTIVO DE IMENSA E VERDADEIRA ALEGRIA PARA MINHA ALMA. PRECISO FAZER UM AGRADECIMENTO ESPECIAL PARA O MEU IRMÃO-AMIGO, GIOVANI PASINI, POR TER ME INCENTIVADO E DESAFIADO A FUNDAR A CASA JUNTO COM ELE E MAIS ALGUNS POUCOS QUE ACREDITAVAM NA IDEIA, LÁ NAQUELES ÁRDUOS MESES DE 2008. VIU SÓ GIOVANI NO QUE DEU A NOSSA PERSISTÊNCIA? GRAÇAS A DEUS!! BUENO...DESEJO PARA A NOSSA CASA DO POETA MUITOS E MUITOS ANOS DE VIDA, POESIA E ALEGRIAS! MINHA SINCERA HOMENAGEM A TODOS OS DIRETORES DA CASA E A TODOS QUE VISLUMBRAM NESSA INICIATIVA UM PASSO DE AVANÇO PARA A CULTURA SANTIAGUENSE.

Quem quiser ler o texto no blog da LÍGIA - CLIQUE AQUI

Convite lançamento de livro do Márcio Brasil!


Convite para lançamento do livro da Nelsi Guerra


Clique na figura que ela aumenta

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Mensagem da Professora Rosane, sobre aniversário da Casa do Poeta


Estimado Pasini! Olá, já diz um velho provérbio que "transformação é uma porta que se abre por dentro", você soube abrir essa marvilhosa porta da transformação com sua persistência, sua coragem, suas asas de anjo do bem, forjadas no fogo da dureza da construção diária da vida, quando criou a Casa do Poeta de Santiago, quando com ousadia reverteu o paradigma do preconceito e deu a ela a marca de Caio Fernando Abreu, quando com tenacidade foi agregando tantos diferentes para abrigar nesse espaço, quando com respeito aos saberes de tantos, trouxe inúmeros para seu lado para valorizar. Isto é para os grandes líderes que é o que você é.
Neste aniversário de 2 anos da Casa do Poeta, meu reconhecimento pelo seu abnegado trabalho em prol de tão nobre causa "o direito a literatura é de todos", meu reconhecimento a sua diretoria que tem sabido ser parceira e lhe auxiliar a concretizar sonhos tão grandiosos que são coletivos, meu carinhoso abraço.

Com estima Rosane Vontobel Rodrigues

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

13 de dezembro de 2010 - aniversário de 2 anos da Casa do Poeta de Santiago - Pequeno histórico

Em meados do ano de 2008, fui convidado pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Santiago, para comparecer numa reunião sobre a Feira do Livro daquele ano.

===

Na referida reunião, após um debate acerca do nome a ser patrono / patronesse da Feira, (discussão levantada por Oracy Dornelles sobre como havia sido a escolha), o professor Renato Polga disse o seguinte: “Vocês escritores não se reúnem! Vocês deveriam ter um local e se reunir!”

===

Como eu já havia participado de apenas uma reunião da Casa do Poeta de Canoas, pensei: “será que Santiago não tem Casa do Poeta?”

===

A partir daí, passei a buscar aliados, que teriam de ser cinco (junto comigo), pelos estatutos das Casas do Poeta, para fundar a de Santiago:

- Carlos Giovani Delevati Pasini

- Domingos César Braga

- Lígia Rosso

- Lucas Pereira Figueira

- Maristane Couto Pedroso.

===

A primeira diretoria – Diretoria Provisória por um ano (13 dez 2008/ 13 dez 2009) foi composta por:

- Presidente: Giovani Pasini

- Vice Presidente: Lígia Rosso

- Secretária – Lúcia Bianchini

- Secretária Adjunto – Rosane Vontobel Rodrigues

- Tesoureiro – Alessandro Reiffer

- Tesoureiro Adjunto – César Braga

- Diretor de Cultura e Literatura – Márcio Brasil

- Diretor de História e Memória – Tide Lima

- Diretor de Eventos: Jones Diniz

- Diretor de Marketing: Lucas Figueira

- Diretora de Patrimônio: Karla Pasini

- Diretora Jurídica: Maristane Couto Pedroso

===

Um dos principais feitos da primeira diretoria foi a criação jurídica (CNPJ), ainda no primeiro ano de fundação, o que é difícil ocorrer numa agremiação nova.

===

A segunda diretoria, eleita por dois anos (13 dez 2009 – 13 dez 2011) é a seguinte:

- Presidente: Giovani Pasini

- Vice Presidente: Márcio Brasil

- Secretária – Janice Trombini

- Secretária Adjunto – Tainá Steinmetz

- Diretor Administrativo – César Braga

- Tesoureiro – José Adilmo de Lima

- Tesoureiro Adjunto – Vanderlei Machado

- Diretor de Cultura e Literatura – Alessandro Reiffer

- Diretor de História e Memória – Rodrigo Neres

- Diretor de Eventos: Lígia Rosso

- Diretor de Marketing: Luiz Paulo Milani

- Diretora de Patrimônio: Karla Pasini

- Diretora Jurídica: Maristane Couto Pedroso

===

O principal feito dessa diretoria foi a criação da sede da Casa do Poeta de Santiago, na Rua Silveira Martins, 1432.

===

As duas diretorias possuem grandes feitos:

- 27 cafezinhos poéticos – com público variável.

- I Fórum Latino-Americano de Literatura / Encontro de Escritores do MERCOSUL

- I Semana Literária

- I Curso de Poesia

- I Maratona Cultural

- I Antologia – Poesia, contos e crônicas

- I Concurso Literário

- temos o programa de rádio, com apoio da Central FM.

- temos uma sede onde há a venda de livros, consulta a livros e venda de obras de arte

- somos representantes – delegados regionais do Centro de Integração Latino-Americana

- temos um convênio de parceria “eterna” com o “Projeto Santiago do Boqueirão: seus poetas quem são?”

- assinaremos, no II Fórum / IV Encontro um convênio com a SELA – Sociedade de Escritores Latino-Americanos – onde a Casa do Poeta será a primeira representante brasileira na entidade.

- e tantas outras atividades que agora eu esqueci...

===

A nossa força existe, pois recebemos o apoio de tantos amigos (João Lemes e família , Gilberto e Odete , Fátima e Nuraciara, Rose e Camila, Breno Serafini, Adriana Madrid, Fernando Almeida, Grupo Imagem, Activa contabilidade, Éldrio Machado e Drica, Prefeitura Municipal, Câmara dos Vereadores e tantos outros) que contribuíram para essa pequena história, tão intensa.

===

Esses dois anos viraram duzentos.

Nós, que participamos da Casa do Poeta, brincamos da seguinte forma:

- Existe o (a) ........................... antes da Casa do Poeta e o (a) .............................. depois da Casa do Poeta.

Exemplo: Existe o Giovani Pasini antes da Casa do Poeta (a.CP) e o Giovani Pasini depois da Casa do Poeta (d.CP).

===

Temos erros.

Somos humanos.

Contudo, estamos fazendo o máximo, dentro de nossa capacidade. O máximo, para pessoas que possuem trabalho e investem tempo pessoal para a cultura, de forma gratuita.

===

Nesses dois anos tivemos muitas felicidades.

Pouquíssimas tristezas.

===

Na verdade, penso que a Casa do Poeta de Santiago, mesmo se acabasse hoje, já teria cumprido a sua finalidade.

===

Entretanto, ao inverso, o que desejamos é “VIDA LONGA A CASA DO POETA”

Um feliz aniversário! Muitos anos de vida.

===

PS: No próximo aniversário da Casa, não serei mais o seu Presidente.

Fico feliz com isso, sinceramente.

A democracia é sábia, os estatutos também.

===

Salve Caio Fernando Abreu!

Salve a Casa do Poeta de Santiago!

Cronograma de comemoração dos 2 anos da Casa do Poeta de Santiago

clique na figura que ela aumenta

Convite lançamento de livro do Márcio Brasil!


Caros amigos!

Nesta sexta, dia 17 de dezembro, às 20h30min, ocorrerá o lançamento do livro do amigo Márcio Brasil.

Local será diferente - em frente da pracinha de brinquedos, do lado da pastelaria, em Santiago, RS.

A obra "10 segundos" é uma excelente coletânea de contos do autor, jornalista do Jornal Expresso Ilustrado.

Tive a oportunidade de ser um dos primeiros a ter contato com os contos de "10 segundos".
O leitor que adquirir a obra não irá se arrepender. Quem gosta de filmes, de entretenimento, esse é o livro ideal, pois o autor nos "conduz" como num filme (vários filmes) emocionante.

Contamos com a sua presença!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Programa de Rádio da Casa do Poeta debaterá sobre TEATRO santiaguense

Sábado, 10 de dezembro de 2010, às 14 horas, na Rádio Central FM (87,9) ocorrerá o programa PALAVRAS E ONDAS, da Casa do Poeta de Santiago.
===
O assunto em pauta será o TEATRO SANTIAGUENSE.
Entrevistadores: Lígia Rosso e Rodrigo Neres
Entrevistados / debatedores:
Angela Genro - Grupo Dom de Semblantes
Renato Polga - Grupo Artemágika

Dilnei Chagas - Ator santiaguense.

===
Convido o leitor a escutar a sua entrevista. Contamos com a sua audiência!
Sintonize 87,9!
Você poderá ouvir o programa pela internet, clique AQUI


quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Reestruturação das massas - em defesa da liberdade de escrever.

Reestruturação das massas

O alemão Walter Benjamin defende, de forma magnífica, que o relacionamento das “massas” com a arte, dota-se de um instrumento eficaz de renovação das estruturas sociais. Portanto, a arte serve para modificar, positivamente, um povo. A cidade de Santiago está transformada e isso é fato. As letras não pertencem a alguns, mas fazem parte da vida de qualquer cidadão que saiba ler e escrever.

Entenda-se, a escrita é livre; a leitura que é seletiva. (Você só terminará esse artigo se quiser!).

As obras literárias produzidas em nosso município são positivas, dentro de suas diferenças. Melhor ainda, elas são livres para serem construídas, pois romperam o obstáculo “arcaico” de que não teriam condições de terem nascido. Uma estatística imaginária: se a cada 100 escritores que iniciam, surge um Caio Fernando Abreu, ou um Oracy Dornelles; por que não incentivar 200?

Alguns dizem que o escritor deve estar “letrado” antes de redigir um conto – besteira pura. A vida não possui ensaios; ela é agora. A construção intelectual ocorre durante toda a existência, numa escada que sobe (e também desce).

Não fique nervoso se você errar uma vírgula, ponto, exclamação, ou mesmo uma palavra. A melhor aprendizagem surge com o engano. Não se preocupe com isso, pois ocorre(u) com todos os escritores, inclusive Machado de Assis. Preocupe-se, sim, em desenvolver o seu dom: na pintura, dança, música (....) e escrita. Alguém irá apreciar a sua arte. O resto é uma tolice passageira.

Em homenagem à professora Rosane Vontobel, seguidora de Walter Benjamin.

Artigo para o Jornal Expresso Ilustrado - 3 Dez 2010 - Crônica, latidos e garnisés

Por que os cachorros pequenos latem mais? Por que possuem latidos num tom alto? Eles têm que impor o seu espaço e definir uma presença. Dizem (as más línguas) que a mesma técnica é utilizada por alguns: mulheres, políticos, religiosos, escritores e outros tantos. Pode ser, mas o assunto não é esse. Lembro que o vira-lata mais saltitante que conheci era uma garnisé - sem nome. Por volta dos 12 anos, resolvi criar galinhas garnisés no fundo do pátio. Era a moda entre os jovens alunos do Apolinário. Como eu vendia picolés, consegui dinheiro para comprar alguns pintinhos - e foi o que fiz. Comprei uns oito, machos e fêmeas. Desses, num mistério enigmático, alguns morreram esmagados, na garagem. Entretanto, um galo e duas galinhas vingaram. Durante mais de ano cuidei deles e, particularmente, adquiri um amor especial por uma garnisé que era saltitante e mansinha. Como? Sei lá. No chão pulava de um lado para o outro e no colo adormecia. O fato seguinte é que fui matriculado no Colégio Militar de Porto Alegre e tive que sair de Santiago. E a garnisé sem nome? Pequena, marrom e enérgica! Proibi que minha família a cozinhasse. Doei para a vizinha, para não vê-la morrer. Fui severamente questionado: "O que tu acha que ela vai fazer com a galinha?". Não importava. Sem observar o fim da galinácea, ela ficaria "cachorreando" na memória, pelo resto de minha vida. A garnisé que era um "poodle" e que um dia virou crônica. Afinal, todos nós gostamos de quem saltita pelo mundo, mas que adormece quando se aconchega no nosso afago.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...