sábado, 27 de novembro de 2010

Resposta enviada ao escritor Jayme Piva


Caro escritor Jayme Piva,

Fiquei lisonjeado em receber a sua mensagem.

Ela massageou aquilo que todos nós chamamos de “ego”. O maior sonho de quem escreve - o amigo bem sabe disso – é receber um elogio sobre a obra criada. Penso que o segundo maior sonho é receber uma crítica sobre as letras produzidas.

Contudo, quando o elogio parte de uma pessoa do nível de Jayme Piva, com certeza as palavras ficarão encravadas na personalidade e acompanharão até o futuro longínquo.

Já li a sua obra “Os Seios de Joana”, antes mesmo da Feira do Livro, por indicação do amigo Márcio Brasil. Percorri todas as linhas, com sangue borbulhando, mais pela riqueza dos detalhes e conflitos psicológicos, do que pelo erotismo fascinante. Foram tantos momentos de entretenimento, cultura e intelectualidade que me levaram, junto do precursor Márcio, a defender o seu nome como patrono da nossa 12ª Feira do Livro de Santiago.

O melhor de tudo foi conhecê-lo pessoalmente, nos momentos de descontração na praça de alimentação, junto do Oracy, do João Lemes e família, dos diretores da Casa do Poeta, do Breno Serafini e tantos outros amigos. Julgo que Santiago vive um auge de cultura, sem precedentes. A sua contribuição é significativa para honrarmos o nosso epíteto, seja pelas suas obras construídas com esmero e, também, pela coluna semanal no Expresso Ilustrado, a qual acompanho como fonte de conhecimentos.

Grande Jayme Piva!

Fico arrepiado em relembrar os instantes da Feira! Nesse momento, enquanto redigo, escuto a Lígia Rosso, a Ilma Bernardes e o Sr Adaltro Albinelli – eles estão falando no programa Palavras e Ondas, da Rádio Central FM. O Sr. Noel Martinetto, um ouvinte que também conheci na Feira, contribuiu com um lindo pensamento, mais ou menos assim: “Deus está dormindo e o mundo é o seu sonho”.

Agradeço, de coração, que possamos fazer parte desse sonho e que – apesar do corre-corre da Feira – tivemos momentos agradáveis de cultura e lazer.

Encerro questionando: na Feira, você não ficou elétrico, captando tantas informações ao mesmo tempo?

Peço a Deus para que possamos viver inúmeros dias como esses!

Grande abraço, do fundo do coração!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...