quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Poema de Breno Serafini que irá lançar livro na Casa do Poeta de Santiago

O poeta ao piano

O poeta ao piano

Sabe que o amor é belo

Ao anoitecer.

O poeta ao piano

Sabe que o amor é belo

Ao amanhecer.

E eu – que não sou poeta,

nem tenho piano –

Gasto as letras

Num pedaço de canção

Ou de poema

Que expresse um pouco

Dessa busca de teu corpo

Em plena madrugada

Um comentário:

  1. Um lindo poema! Ao piano, ou sem ele, para ser-se poeta basta uma coisa simples: deixar que a caneta, ou mesmo as teclas dum qualquer computador sirva de 'by pass' para o que te vai na alma.

    ResponderExcluir

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...