quinta-feira, 1 de julho de 2010

Poema 4 A docência - A doce vida

Os olhos novos
iluminados de vida.

A aprendizagem a flor da pele.
Entender, esquecer
compreender, esquecer
duvidar, entender
esquecer até da pergunta!

Os olhos novos
iluminados de vida.

Uma viagem de volta
ao tempo
das incertezas
e das esperanças.

Discência.
Pujança para sobreviver
ao cansaço
que irá se transformar em saudade.

Juventude.
Um pequeno ponto
coberto de possibilidades
por todos os lados.

Dúvidas,
dívidas,
dias.

Deus nasceu adolescente
e ficou criança.
Saiu da aula e voltou
aos parquinhos...

Docência.
Momento inesquecível
de aprender a voltar
a ser aluno.

A velhice se afasta
quando toca o sinal
e a aula recomeça.

Existe um mundo
inimaginável
dentro de uma caixa de giz.

A única pressa
é a do aluno
que sabe que o professor é chato.

Adeus?
Não.
Apenas uma despedida
até a outra prova,
até bater a sineta,
até chegar à próxima escola...

De volta para a vida.


Escrito em homenagem ao 3º ano do Colégio Militar de Santa Maria

2 comentários:

  1. Que legal! Obrigado pela dedicatória!

    ResponderExcluir
  2. Como disse o Al Guerra, obrigada pela dedicatória.
    Sooor, muito obrigada por esse tempo de aula, com certeza todos aprendemos muito com o senhor, e não só sobre literaratura, mas sobre a vida. Espero que quando eu estiver frente a uma classe de alunos, lecionando, consiga passar a emoção que o senhor nos passou. E conquistar o carinho dos alunos como o senhor conquistou (:

    ResponderExcluir

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...