segunda-feira, 26 de julho de 2010

Coluna para o Jornal Expresso Ilustrado - 23 de julho de 2010 - Festa das Letras

Este artigo complementa o que escrevi na semana passada e esclarece alguns pontos. A Feira do Livro de Santiago sempre foi organizada com bastante empenho pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura, Prefeitura e algumas entidades. O avanço de suas qualidades, nos últimos anos, foi significativo. A ideia que se pretende passar é a da necessidade de um maior engajamento da sociedade, em prol da facilitação do processo, fornecendo parcerias à SMEC. Para isso, é imperativo que se tenha o efetivo envolvimento da população. Além disso, há a carência de uma maior movimentação do público, durante o evento. Assim é que a Casa do Poeta se movimenta, com o espírito construtivo, que todos devemos ter. Sou santiaguense, com muito orgulho. Em 2002, quando estava em Minas Gerais, trouxe a minha esposa grávida, para o meu filho nascer aqui. Também nasci e morrerei nesses pagos, pois amo essa cidade. É natural a projeção de sonhos para o local que temos afeto e visualizamos um futuro. O debate é válido quando possui metas positivas. Dentro dessa clareza de propósitos, é imprescindível que a "Terra dos Poetas" prestigie a sua Feira, de alguma forma. Assim contribuiremos, efetivamente, para o fortalecimento do epíteto que já dignifica a região. Um crescimento coletivo, nunca individual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...