terça-feira, 6 de julho de 2010

Coluna do Expresso Ilustrado (Giovani Pasini) - 2 de julho - Assaltos lá e aqui

Qual a semelhança entre o bandeirinha do jogo Inglaterra x Alemanha e a onda de assaltos em Santiago? Nada? Alguns dirão que a resposta se encontra na subtração do adquirido pelo trabalho. Outros, que a comparação é desnorteada. Na verdade, também acho que é. Futebol é futebol; crime é crime. Entretanto, o gol anulado da Inglaterra foi um crime. Concordo com o Nelson Rodrigues, a Fifa e o Juremir Machado. Sou contra informatizar a arbitragem. Diz o Juremir "O bandeirinha é um cão sarnento. Se erra, leva chute e cusparadas. Se acerta, ninguém o nota. A possibilidade do erro faz do futebol uma arte maior". Os árbitros carregam o mundo nas costas. A bola corre; o bandeirinha olha para o atacante, vê o movimento dos zagueiros e tem um segundo para decidir. Depois, a discussão é válida, os erros também, desde que não sejam intencionais. A linha do impedimento e a linha debaixo das traves; traços e destroços. Assunto pra semana e desculpa para a derrota. O fato é que debatendo os jogos, certos ou errados, esquecemos as contas presentes, as brigas reais e os verdadeiros roubos. Isso é bom: de quatro em quatro anos. Pela ótica do torcedor sempre existirá, lá e aqui, uma quadrilha com apito e flanelinhas, pronta para ser o alvo dos tradicionais "desabafos". Já faz parte do protocolo e da alma da torcida. Enfim, ainda bem que na Liga santiaguense de futebol não existe o "replay".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...