sábado, 19 de junho de 2010

"Eugoísta" - Não é um poema - É um desacato desvairado

Quanto mais o tempo passa,
mais segundos eu ganho,
mais amigos eu conheço,
mais felicidades eu tenho,
mais debates eu participo,
mais abraços eu recebo,

mais segundos eu perco,
mais inimigos eu possuo,
mais tristezas eu reconheço,
mais imposições eu percebo,
mais empurrões eu sinto,
mais instantes eu ganho,
quanto mais o tempo passa.

Eugoísmo racionalista, pensado.
Passado.
Presente.
Futuro.
Humano, apenas humano.
Complicado.

Aquele medo que escondemos
debaixo de ideias filosopermanentes
incoerentes
pueris
bairristas
egoístas
perenes
fortes.

A morte.
Eugoísmo de um "Eu".

Em homenagem a Saramago.

Um comentário:

  1. Pasini: foi uma honra eu ter estado junto aos teus alunos lá no Col. Militar. adorei os guris e gurias, aplicados, interessados, joviais e atentos à poesia. Ganhei muito "palestrando'. E gostei do teu poema em homenagem ao grande escritor falecido. abraços Haydée

    ResponderExcluir

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...