terça-feira, 29 de junho de 2010

Bolinhas Azuis - Artigo Jornal Expresso Ilustrado de 25 Jun 10

Há algum tempo fui ao Banco do Brasil, com o objetivo de sacar dinheiro. Na porta, uma senhora magra, idosa, pedia esmolas para os transeuntes, que entravam e saiam do local. No momento em que me aproximava, antes que ela pedisse algo, um rapaz saiu do estabelecimento e impediu, temporariamente, a minha passagem. Num relance, observei-o entregar uma nota de R$ 20,00, como donativo. Ao receber a quantia, os olhos da senhora brilharam, de forma magnífica. Ao ultrapassá-los, ouvi-o dizer: "É para a senhora comer algo...". Fiquei emocionado com a situação; uma bondade singular. Albert Einstein formulou um pensamento que inicia assim "A vida é como jogar uma bola na parede: se for jogada uma bola azul, ela voltará azul; se for jogada uma bola verde, ela voltará verde". Isso mesmo: se jogarmos uma bola forte, ela nunca voltará fraca.
A ordem natural da ação e reação; um resumo da "lei da atração" de que tantos falam. Caro leitor, olhe para a sua volta; veja os seus frutos. A vida não possui represas, diques, ou compartimentos (manhã, tarde e noite). Ela é fluxo corrente, continuidade de instantes e escolhas. A bondade do rapaz lhe trará um retorno de mesma qualidade. O melhor é que ele não espere por isso, pois, assim, os seus olhos brilharão iguais aos dela. Será, também, uma linda surpresa...

sábado, 26 de junho de 2010

Casa do Poeta de Santiago será responsável pela CULTURA em projeto internacional


Numa reunião que ocorreu no Centro de Integração Latino Americano (CILAM) em Santa Maria, RS, houve o acordo com a Casa do Poeta de Santiago para participar de um projeto internacional (Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai) de um CIRCUITO MISSIONEIRO JESUÍTICO que ligará todas as cidades missioneiras, desde Assunção, no Paraguai, até Buenos Aires, na Argentina. O circuito terá 1400 km, com inúmeros municípios, sendo que a sede da comissão que organizará todo o projeto será em Santa Maria, RS.
===
O projeto possuirá vários sub-projetos: Negócios, Turismo, Educação, Segurança, Cultura, entre outros.
===
A Casa do Poeta de Santiago é a entidade cultural que cuidará do sub-projeto CULTURA e entrará em contato com todos os líderes culturais dos municípios envolvidos.
===
O projeto CULTURAL montará uma relação de eventos culturais de todos os municípios que aderirem ao projeto.
===
Como Presidente da Casa, fico feliz com a confiança ao nosso trabalho, sendo que esta será mais uma responsabilidade que a Casa do Poeta cumprirá com felicidade.
Grande abraço!

Poema 3 - Vento

A calçada sente o toque
mesclado:
suaveforte

vento e morte
parecidos
na sorte
e na perenidade

ora empurra
outrora segura
conduz o corpo
de um lado para o outro

invisível
material
genial
irritante

vento voa ventania
virada viva veloz
vou e venho; voando
vendo a voz
vivendo o som
um assovio?

vertigem?
vida?
morte?

Vento Norte.

simplesmente...

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Palavras e Ondas terá a presença de Arlindo Disconzi e Márcio Brasil

Amanhã, às 14 horas, na Rádio Central FM (87,9) ocorrerá o programa PALAVRAS E ONDAS, da Casa do Poeta de Santiago.

Estaremos entrevistando o Dr. Arlindo Disconzi - fundador do Centro Cultural de Santiago e do Clube Amigos de Beethoven. O Dr. Disconzi é palestrante, escritor, ecologista e irá debater cultura com a Casa do Poeta.

Também entrevistaremos o jornalista e escritor Márcio Brasil, atual Vice-presidente da Casa do Poeta de Santiago e Jornalista do Expresso Ilustrado. O Márcio é um grande amigo e irá passar algumas de suas ideias sobre literatura.


Contamos com a sua audiência! Sintonize 87,9!
Você poderá ouvir o programa pela internet, clique AQUI

Participação no 397º Cafezinho Poético da Casa do Poeta de Santa Maria - CAPOSM

Na quarta passada tive a oportunidade de participar do 397º Cafezinho da CAPOSM, em Santa Maria. Esse é o quinto cafezinho que participo na CAPOSM.
===
Na oportunidade ocorreu a eleição da nova diretoria, para os anos de 2010 a 2012. Como fui aceito como associado, no dia 15 de junho de 2010, tive a oportunidade de participar da votação dos novos diretores.
===
É importantíssimo o intercâmbio dos escritores de Santiago com Santa Maria, sendo que várias foram as ideias que já colhi nesses cafezinhos que participei, tanto em relação ao ativismo cultural, quanto à aprendizagem da própria literatura.

Literatura é vida!



Auri Sudati

Tomando cafezinho e chá

Denise Reis

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Casa do Poeta de Santa Maria constrói Blog

A Casa do Poeta de Santa Maria, CAPOSM, construiu um BLOG para os leitores e escritores que quiserem publicar os textos.

A Casa do Poeta de Santiago também possui um BLOG, onde os escritores e leitores podem ter acesso à uma boa leitura virtual.

Abaixo os dois endereços das Casas:

Casa do Poeta de Santiago: http://casadopoetadesantiago.blogspot.com/
Casa do Poeta de Santa Maria: http://poetacaposm.blogspot.com/

Acompanhe e participe enviando textos!

24° Cafezinho Poético foi um sucesso!

Sábado passado, dia 19 de junho, ocorreu o 24° Cafezinho Poético da Casa do Poeta de Santiago, que ocorreu no Grupo de Escoteiros Toutinegra, em Santiago. Na oportunidade, os participantes debateram a leitura de poesias e conversaram sobre José Saramago. Abaixo, duas fotos tiradas por Márcio Brasil:


quarta-feira, 23 de junho de 2010

Poema 2 - Poema sem fim

algoz
é o crítico
a sós

atroz
é o seu destino
feroz

fugaz
é sua passagem
entre nós

sem fim
é o caminho
de Oz

duas letras
um ponto
e a minha voz

critiCidadeSantiago
enlouquecida
na sua Terra

os preceitos
do poeta
não prosaico?

preconceito
funesto
parnasiano arcaico!

sem fundo
sem fundamento
sem fim

sozinho, sou-zinho
algoz é o crítico a sós
atroz é o seu destino feroz

e nós?
sem fim.
fim?

terça-feira, 22 de junho de 2010

A Valorização da cultura! - Artigo do Jornal Expresso Ilustrado de 18 Jun 10

A cultura santiaguense é valorizada pelos órgãos governamentais municipais. A Casa do Poeta de Santiago é apolítica. Como atual presidente da entidade, antes sou militar, com orgulho, e também sou apartidário. Por isso, fico tranquilo ao explanar a minha opinião. Não é de agora que a cultura de nosso município possui pessoas valorosas e que ocupam cargos públicos. Cito a Secretária de Educação e Cultura, Denise Flório Cardoso, e o Chefe do Departamento de Cultura Rodrigo Neres que, sistematicamente, apoiam as iniciativas coletivas, em prol do município, em parceria com instituições que se proponham a fomentar o conhecimento. A Câmara de Vereadores também possui (e possuiu) representantes à altura. Falo de Nelson Abreu que criou o projeto de lei "Terra dos Poetas". Recentemente, no dia 7 de junho, o vereador Davi Vernier teve a iniciativa de criar um projeto que, por unanimidade, transformou a Casa do Poeta numa entidade de "utilidade pública". Os nossos sinceros agradecimentos ao vereador e aos colegas de tribuna, que votaram com consenso. Existe uma literatura dentro de cada santiaguense; apenas temos que desenvolvê-la. A Casa do Poeta dá o valor à cultura, da mesma forma que a atual prefeitura e parlamento. O melhor modo de agradecer a eficiência é responder com o máximo de eficácia. Assim é que se constrói a prosperidade. Obrigado, Davi!

Poema 1 - De volta aos poemas

De volta aos poemas

Na adolescência os poemas choravam
e os versos sorriam feito a morte em plena ceifa.
As mensagens de amor eram escritas nas entrelinhas
da aprendizagem.

Por um motivo indefinível
do destino
o ramalhete de flores foi guardado
e as pétalas secaram.

A vida chegou de forma adulta
e o coração foi despedaçado na prosa
(poética)
detalhada.

Hoje, reinicia a revolta dos poemas
numa luta desvairada pelo conhecimento
de rememorar uma adolescência
e suavizar um pragmatismo.

Sei que Drummond está tão longe,
só que as pedras no caminho não preocupam
afinal
os olhos, entreabrindo devagar, não se fecham mais.

O dia 22 de junho de 2010 marca o reinício do poeta
que aspira, inspira e respira os poemas
e que sabe que a melhor letra
surge quando transpira
a vida.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Algumas fotos da I Semana Literária do Colégio Militar de Santa Maria

A Casa do Poeta de Santiago e a Casa do Poeta de Santa Maria apoiaram a realização da I Semana Literária do Colégio Militar de Santa Maria. O evento foi organizado pelo Colégio Militar de Santa Maria, com o apoio dessas duas entidades, mais o Centro de Integração latino-Americano.
No evento ocorreram quatro palestras com escritores e o debate literário de oito livros da literatura brasileira. Os alunos do terceirão foram fantásticos!


Abaixo, algumas fotos:




Escritor Auri Sudati





Mosar Costa - Presidente do Cilam


Escritora Haydée Hostin Lima

Passeios passados

A forma de relaxar a cabeça, que realizo, é passear com o meu cachorro.
===
A natureza me acalma.
===
Por vezes, no passeio, paro de andar e encosto-me em alguma árvore.
Esse ato é um rito costumeiro.
Converso com a planta, como se ela pudesse entender.
===
As conversas são as mais variadas, normais (anormais).
Mas, principalmente, peço que ela converse com o meu anjo da guarda e que sirva como uma "antena" para Deus.
===
Esse ato serve como um hábito filosófico e teológico.
Filosoficamente (amador), eu repenso as ações e reações ocorridas no dia e na semana. Faz bem para o corpo.
Teologicamente (amador), eu converso com o meu Deus e repenso as ações e reações ocorridas no dia e na semana. Faz bem para a alma.
===
Os passeios passados.
Os passos para a paz.
A verdadeira vida...
O real presente de Deus Presente.

domingo, 20 de junho de 2010

Falta de Educação

A sinceridade é bem diferente da falta de educação.
Na primeira existe o respeito a individualidade do próximo. Na segunda, ocorre o extrapolar de limites de civilidade que não deveriam ser transpostos.
===
A melhor resposta para a falta de educação e o desrespeito é o silêncio.
===
Alguns podem dizer que é covardia.
Entretanto, penso que pode ser sabedoria.
===
O caminho mais civilizado é o silêncio e a distância.
Afastar quem causa um desgaste emocional desnecessário na sua vida.
Subliminar, mas eficiente.
===
Por fim, repito, falta de educação nunca foi sinônimo de sinceridade...

sábado, 19 de junho de 2010

"Eugoísta" - Não é um poema - É um desacato desvairado

Quanto mais o tempo passa,
mais segundos eu ganho,
mais amigos eu conheço,
mais felicidades eu tenho,
mais debates eu participo,
mais abraços eu recebo,

mais segundos eu perco,
mais inimigos eu possuo,
mais tristezas eu reconheço,
mais imposições eu percebo,
mais empurrões eu sinto,
mais instantes eu ganho,
quanto mais o tempo passa.

Eugoísmo racionalista, pensado.
Passado.
Presente.
Futuro.
Humano, apenas humano.
Complicado.

Aquele medo que escondemos
debaixo de ideias filosopermanentes
incoerentes
pueris
bairristas
egoístas
perenes
fortes.

A morte.
Eugoísmo de um "Eu".

Em homenagem a Saramago.

Morte de Saramago

O livro "Ensaio sobre a cegueira", de José Saramago, é um grande livro da Língua Portuguesa.
===
Para falar a verdade, essa foi a única obra que li de Saramago.
Uma cegueira que se multiplica, difunde, de forma incontrolável, partindo de um único homem e contagiando todos que estão na sua volta.
===
Saramago possuía uma doutrina claramente Marxista e, ontem, ao assistir a repetição de sua entrevista no canal "Globo News", na net, fiquei emocionado. A morte é um ponto de inflexão. Tanto para os que vão, mas principalmente para os que ficam.
===
O "Ensaio sobre a Cegueira" termina com o mundo inteiro cego, bárbaro, mas com memórias. Um livro filosófico, único.
===
Como o livro, Saramago foi único. O polêmico e filosófico Saramago. Combatia qualquer tipo de censura. O representante da Língua Portuguesa no Prêmio Nobel de Literatura.
===
O tempo passa e a morte chega. Único fato que é certo, na vida de todos.
Pelo grande livro que li e por tantos outros que não o fiz, Saramago tornou-se imortal. A imortalidade das letras...
===
A seguir, um pensamento de Saramago sobre INSPIRAÇÃO:
"Eu não sei o que é a inspiração. Mas também a verdade é que às vezes nós usamos conceitos que nunca paramos para examinar. Vamos lá a ver: imaginemos que eu estou pensando determinado tema e vou andando, no desenvolvimento do raciocínio sobre esse tema, até chegar a uma certa conclusão. Isto pode ser descrito, posso descrever os diversos passos desse trajeto, mas também pode acontecer que a razão, em certos momentos, avance por saltos; ela pode, sem deixar de ser razão, avançar tão rapidamente que eu não perceba, ou só me perceba quando ela tiver chegado ao ponto a que, em circunstâncias diferentes, só chegaria depois de ter passado por todas essas fases."

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Escute o programa Palavras e Ondas!

Todos os sábados, a partir das 14 horas, na Rádio Central FM (87,9).
O programa deste sábado entrevistará o Professor Noé Oliveira Machado, Presidente do Grupo de Escoteiros Toutinegra e grande difusor da cultura.
Também teremos a presença da jovem Júlia Trombini, a primeira Presidenta do Interact Terra dos Poetas.
A sua participação irá abrilhantar o programa da Casa do Poetas!
===
Participe, também, do 24° cafezinho poético da Casa do Poeta de Santiago (aberto ao público):
Local: Grupo de Escoteiros Toutinegra (ao lado do Ginasião)
Data: 19 de junho (sábado)
Horas: 20h00min!

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Perfeito - Artigo Jornal Expresso Ilustrado - 11 de junho de 2010

Neste sábado, 12 de junho, será comemorado o Dia dos namorados. Vou dedicar o presente artigo a esse assunto. Entretanto, o farei de modo incomum. Quero que as minhas palavras envolvam, carinhosamente, aqueles que possuem o verdadeiro amor. Não me refiro à paixão, que coloca o outro nas alturas, sobre um altar cristalino, dentro de uma perfeição irreal e passageira. A paixão é a doença da razão. Algumas pessoas se apaixonam várias vezes na vida. Então, o raciocínio fica lento e as ações se tornam rápidas. Contudo, a principal razão destas letras é outra. Trata de homenagear aquele sentimento transcendente, perene, capaz de atravessar as décadas. O cálice que impulsiona o companheirismo diário; a representação imaginária da outra metade de um coração. Amar, caro leitor, é bem mais do que cair nos cantos e encantos de outra pessoa. Amar significa a junção de almas com o olhar num único objetivo: a vida. Dia dos namorados. Dizem, os bons amantes, que existe amor até nos conflitos; que há a beleza até nos piores defeitos. Tolerância, amizade e devotamento. Quem ama deseja que o outro dure mais; seja mais feliz. É capaz de defender aquela vida com a própria. O amor é assim: eterno, amigo e imperfeito. Não é perfeito?
Em homenagem à Karla Dornelles Pasini

quarta-feira, 16 de junho de 2010

24º Cafezinho Poético será no Grupo de Escoteiros Toutinegra


Está acertado para o próximo sábado, 19 de junho de 2010, às 20h00min, o 24º Cafezinho Poético Itinerante.
===
O cafezinho ocorrerá na sede do Grupo de Escoteiros Toutinegra, próximo ao Ginásio Municipal de Santiago (Ginasião).
O cafezinho acaba de ser acertado com o Professor Noé Oliveira Machado, presidente daquela entidade.
===
A atividade cultural é aberta ao público. Todos estão convidados!
===
No mesmo dia, na Rádio Central FM (87,9),no programa PALAVRAS E ONDAS, às 14h00min, o Professor Noé Oliveira falará sobre cultura e escotismo.
Também teremos a entrevista com a jovem Júlia Trombini, Presidente do Interact Club Terra dos Poetas.

terça-feira, 15 de junho de 2010

Existe uma literatura santiaguense

Existe uma literatura santiaguense.
Da mesma forma há uma literatura brasileira.
===
Negar isso é desconsiderar uma das características marcantes de toda a literatura: o regionalismo.
O que seria do macro sem o micro?
===
Caro leitor, desde o nascimento vivemos em compartimentações sociais.
Casa, vila, cidade, estado, país...
Não?
===
Dentro dessa ideia, existe uma literatura "pasiniana" (egocentrismo?), dentro de meu corpo e de minha residência (ou consciência?). (Qual a morada da alma?). Qual a casa?
No meu bairro, Maria Alice Gomes, em Santiago, mora o Dr Disconzi o Rodrigo Vontobel e tantos outros literatos. Ah! Não posso esquecer-me da mãe do Rodrigo: a professora Rosane Vontobel. Na "Terra dos Poetas" a Rosane é mais do que literata. Ela é "liderata" - lidera com uma enorme bandeira construtiva, criativa e produtiva. (Viva!)
Em Santiago, temos: o Reiffer, o Oracy, o Brasil, a Rosso, a Tusi, a Fank e tantos outros.
===
Existe literatura santiaguense. Por vezes é regional, outras tantas é universal.
Algumas vezes é pessoal, intimista e saudosa.
Estou errado ao tentar defini-la.
O que ela foi- é - e será o destino irá dizer.
===
Entretanto, afirmo o que ela não pode ser: perigosa, perdedora e invejosa.
===
Não concorda?

Egocentrismo e as orelhas

As orelhas e o egocentrismo são muito parecidos.
Nós só conseguimos enxergar os dos outros.
===
A não ser que alguém ou alguma coisa nos sirva de espelho...
Ainda assim será o reflexo e não a imagem propriamente dita.

Santo Capuccino - Texto do Aluno Guilherme Guerra, do Colégio Militar de Santa Maria

Santo capuccino

Guilherme Bizzi Guerra


João e Joana. Fruto de um capuccino. Inverno chuvoso em Veneza. Viagem de férias sem lembrar as altas despesas do hotel.

- Ciao, un capuccino per favore! – falou um João alegre no café do hotel.

- Ragazzo, un capuccino! – uma linda moça no banco ao lado.

João, estupefato. Joana, admirada.

- Piacere, Joana – ao mesmo tempo em que João se apresentava.

- Capuccino?

- Uma das sete maravilhas do mundo, na minha lista.

- Va bene con te? – João encabulado.

- Tudo ótimo.

Joana vira-se para pegar o seu capuccino. João fica impressionado (“Mas ela é brasileira”).

- hmm... viagem al lavoro? – pergunta João com seu italiano pouco usado.

- Férias.

- Abençoadas férias – esquece das poucas palavras em italiano que sabe. E se ela é italiana?

- Brasiliani?

- Do Rio Grande do Sul – brilham os olhos de Joana ao falar de sua terra.

- Sou de Canoas – fala João querendo continuar a conversa. Está cada vez mais admirado pela moça do capuccino.

- Nossa, sou de Porto Alegre. Vizinho?

- De alguns quilômetros – ri João e Joana dá gostosas gargalhadas.

Conversam sobre a Itália, Veneza, Rio Grande do Sul, filmes, músicas, livros, culinária (paixão de ambos)... Os mesmos gostos. Até a famosa pasta italiana ao queijo.

- E a pasta ao queijo? – Pergunta uma Joana muito interessada no ragazzo de Canoas.

- Com vinho muito melhor.

- Estou no 214 – informa Joana após o último gole de seu capuccino.

- 306

- Vinte horas, te espero – sussura Joana no ouvido de João.

Joana sai em direção aos elevadores.

- Santo capuccino! – Exclama João, pressentindo que seriam as suas melhores férias.

domingo, 13 de junho de 2010

Casa do Poeta de Santiago promove evento em Santa Maria


A Casa do Poeta de Santiago está organizando a I SEMANA LITERÁRIA DO COLÉGIO MILITAR DE SANTA MARIA.
===
O evento ocorrerá de 14 a 17 de junho de 2010 (Segunda a Quinta) e contará com o apoio da Casa do Poeta de Santa Maria (CAPOSM) e do Centro de Integração Latino-Americana (CILAM).
===
Os alunos do Colégio Militar receberam o encargo de montar a apresentação de livros da literatura brasileira, que será explanado para um auditório com mais de 100 pessoas.
===
Veja a programação:

Segunda, 14 de junho de 2010

Palestra de Carlos Giovani Delevati Pasini - Presidente da Casa do Poeta de Santiago.
Tema: "A importância da leitura para a lógica da vida"

1. Apresentação do Grupo 1 de alunos - Livro "Memórias Póstumas de Brás Cubas - Machado de Assis"
2. Apresentação do Grupo 2 de alunos - Livro "Contos Gauchescos - Simões Lopes Neto"

Terça, 15 de junho de 2010
Palestra de Auri Antônio Sudati - Presidente da Casa do Poeta de Santa Maria.
Tema: "A leitura e a criação literária infanto-juvenil"

1. Apresentação do Grupo 3 "Morte e vida Severina - João Cabral de Melo Neto"
2. Apresentação do Grupo 4 "Terras do Sem Fim - Jorge Amado"


Quarta, 16 de junho de 2010
Palestra de Mosar Gonçalves da Costa - Presidente do CILAM
Tema: "A cultura e a literatura - integração na América Latina"

1. Apresentação do Grupo 5 "Macunaíma - Mário de Andrade"
2. Apresentação do Grupo 6 "Um Centauro no Jardim - Moacir Scliar"

Quinta, 17 de junho de 2010
Palestra de Haydée Hostin Lima - Vice-Presidente da Casa do Poeta de Santa Maria
Tema: "Conversa sobre literatura"

1. Apresentação do Grupo 7 "Os Ratos - Dyonélio Machado"
2. Apresentação do Grupo 8 "Laços de Família - Clarice Lispector"
===
Ficamos felizes com o empenho dos alunos. Eles estão dedicando boa parte de seu tempo para a montagem das palestras.
Viva a literatura brasileira!

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Ego, Egocentrismo e Alter Ego

Tenho uma péssima notícia para dar ao leitor (amigo ou não): todos nós somos egocentristas.
Discorda?
Então, vamos lá:
- Meu carro - Meu apartamento - Minha opinião - Meu pensamento - Eu acho - Eu discordo - Eu sou humilde - Eu tenho autocrítica - Meus sonhos - Minha escrita - eu...eu...meu...meu...
===
O egocentrismo faz parte do ser humano.
A grande diferença é o domínio do egocentrismo destrutivo, vulgarmente chamado de inveja.
Quando alguém diz o seguinte: o meu trabalho é melhor que o seu, pois o seu não tem condições artísticas de ser publicado..." Isso não é egocentrismo?
Quando um crítico fala: "Capas bonitas, mas sem valor algum..." Isso não é egocentrismo?
===
Todo humano quer vencer na vida. Ser diferente da massa. Até mesmo os que dizem que não querem, já estão sendo diferentes e, portanto, possuem egocentrismo.
"Eu sou humilde, sou autocrítico" -- Mártir do "auto-amor".
===
Caro leitor, veja isso como uma opinião. Eu também tenho egocentrismo (graça a Deus!). Tenho erros. Só que sou feliz. Isso basta.
===
Se não gostar de mim, tudo bem. Pense no Alter Ego.
===
Julgo que um escritor escreve (ou deveria escrever) com o "Alter Ego".
O Alter Ego é o Outro Eu.
Na literatura, arte grandiosa, a maior importância ultrapassa o individual. Não importa o que o escritor pensa, mas sim o que o leitor acha. Isso mesmo: a escrita não é somente de quem redige, mas, principalmente, de quem lê.
===
Fernando Pessoa e seus heterônimos (Alguns: Alberto Caeiro, Álvaro de Campos e Ricardo Reis) comprovam a importância do OUTRO EU.
Simplificando: o heterônimo é um personagem criado, com todas as características físicas e psicológicas (data e local de nascimento), além de história de vida.
===
Bom, importa a nossa "Persona"?
É claro que sim.
A literatura é um mundo paralelo: lindo, grandioso e imaginário.
O Alter Ego necessita do Ego para produzir.
Portanto, quem se julga ANORMAL
(ou é anormal louco)
ou não passa de um poço de egocentrismo.

Ok.
Eu sei.
Ser um poço de egocentrismo é uma coisa normal.
===
Portanto, volta-se ao início:
(crítico-destruidor-anormal)
você é feliz com isso?
===
Se for, parabéns pela sua normalidade...

Ego, Alter Ego e Egocentrismo

Vou ao mercado - por ordem da patroa (fazer o quê, amanhã é dia dos namorados) - e depois irei postar algo sobre o título.

Bobagem: É Ego, ou É Gol?

Orgulho Gay

Piada do Pretinho Básico:

Domingo passado teve a Parada do "Orgulho Gay".
Domingo que vem vamos fazer a Parada da "Humildade Hetero".

Trocadilho engraçado...

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Aforismo 006 - De onde vem, não sei!

"A casa da alma é o corpo. As janelas são os olhos: vidros transparentes por onde enxergamos o passeio da alma, dentro de seu abrigo".

Escute o Programa da Casa do Poeta de Santiago!

O programa PALAVRAS E ONDAS do dia 12 de junho (sábado) estará interessante. O César Braga, em substituição da Lígia Rosso, irá entrevistar a escritora santiaguense ILMA BERNARDI.

Foto da escritora Ilma Bernardi
===
Logo após será a vez do presidente do Rotaract Club Terra dos Poetas, uma entidade cultural, sem fins lucrativos, que executa atividades culturais e que é uma grande parceira da Casa do Poeta.

Componentes do Rotaract Club Terra dos Poetas
===
O programa da Casa do Poeta de Santiago - na Rádio Central FM 87,9 - vai ao ar todos os sábados, das 14h00min até às 15h00min.

Contamos com a sua participação!


Quatro Estações - Ilma Bernardi

Como o tempo,
tenho fases
e em quatro estações
me reparto.

Sou a Primavera
de inocência, o início.

Sou o Verão
de amores e paixões sem princípios

Sou o Outono
de partidas
e indefinidas solidões.

Sou o Inverno
de experiências, de memórias.
do ciclo, o fim da história.

Pensam que acabo aí?
Não. Começo tudo de novo:
Primavera
Verão
Outono
Inverno

(Ilma S. Bernardi)

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Cafezinho Poético da Caposm (Casa do Poeta de Santa Maria)

Acabo de chegar da Casa do Poeta de Santa Maria. Participei do Cafezinho Poético de Número 396.
===
As letras e as pessoas são fascinantes. Transitamos pelas palavras e acompanhamos o universo criativo da mente humana.
===
É tão bom sair da realidade e compartilhar as almas dos outros.
===
A beleza do "alter Ego" - do outro ego - desenvolve a própria aprendizagem.
===
A ironia pode ser uma ferramenta útil, mas é destrutiva.
Apenas o amor - e a dúvida - é que constroem as belezas da alma.
===
Parabéns para a Casa do Poeta de Santa Maria...
Um viva, para a grande vida!

Divulgue seu trabalho no blog da Casa do Poeta de Santiago!


Quer ter seus textos publicados aqui no blog da Casa do Poeta?

Envie um e-mail com seu poema/conto/crônica, etc, para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados:

- Nome completo:
- Foto:
- Blog (se tiver):
- E-mail para contato:
- Cidade/Estado:

E aguarde a publicação!



Autocrítica?

"Autocrítica? Só se for a crítica a algum automóvel..."

Será?

terça-feira, 8 de junho de 2010

Casa do Poeta de Santiago é entidade de utilidade pública!

Na última sessão, do dia 07 de junho, segunda- feira, a Câmara dos Vereadores do Município de Santiago aprovou, por unanimidade, o projeto de lei que concede o título de entidade de utilidade pública para a Casa do Poeta de Santiago.
===
A iniciativa partiu do Exmo. Sr Davi Vernier, Presidente da Câmara, que reconheceu o trabalho da instituição em prol do desenvolvimento cultural de Santiago e a difusão do epíteto "Terra dos Poetas".
===
Com a aprovação do referido projeto, a Casa do Poeta de Santiago poderá receber auxílio financeiro do poder público a fim de desenvolver suas ações culturais, além de obter isenções fiscais e tarifárias.
===
Agradecemos a confiança do Vereador Davi Vernier e, principalmente, o reconhecimento ao trabalho sério e voluntário de todos os diretores da entidade cultural.
Parabéns Santiago!

segunda-feira, 7 de junho de 2010

A ação reativa - algumas ideias coletadas pela vida.

Toda ação possui uma reação.
===
Toda reação produz outra ação (re-reação).
===
A vida é feita de escolhas.
===
As escolhas são ações coordenadas pelos pensamentos.
===
Toda escolha pode ser mudada. A ação reativa e decisiva.
===
As palavras jogadas ao vento não retornam à boca.
===
O perdão é um ato divino. Nem sempre somos divinos. Portanto, existem atos imperdoáveis.
===
Os humanos transitam pela gangorra da bondade e da maldade.
===
Do Grande Sertão: Veredas "Se o Diabo existe - é homem, humano. Travessia".
===
Risadoterapia: relaxo rindo da cara de alguns idiotas.
===
Idiotaterapia: ajudo, fazendo que outros utilizem da risadoterapia.
===
A beleza é subjetiva. Entretanto, a feiura é objetiva.

No meio do Caminho - Carlos Drummond de Andrade

No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra.

(Carlos Drummond de Andrade)

===
As dificuldades da vida são apenas pequenas pedras no caminho.
Precisamos ter apenas: saúde, paz e felicidade!
O resto é consequência...

sábado, 5 de junho de 2010

Imagens de alguns programas PALAVRAS E ONDAS - Central FM

O programa da Casa do Poeta de Santiago, PALAVRAS E ONDAS, está tendo uma ótima audiência e excelente participação dos ouvintes. Ele ocorre aos sábados, das 14 às 15:00h.
===
Nos quatro primeiros programas ouvimos a escritora Therezinha Lucas Tusi, César Braga (Monster Of Metal), o jornalista João Lemes (Expresso Ilustrado), o Rodrigo Neres (cultura), o Andrei, de novo o Rodrigo Neres e a Taíse (amigos da biblioteca).
===
No sábado que vem, 11 de junho, será a vez de entrevistar a escritora Ilma Bernardi e, no mesmo programa, os jovens do Rotaract Club Terra dos Poetas.
Participe da Rádio Central FM, telefone 3251 5577.


Qual a importância de ler? "Palavras e Ondas - Central FM"

O programa da Casa do Poeta de Santiago, PALAVRAS E ONDAS, que veicula na Rádio Central FM - 87,9, aos sábados, das 14 às 15h00min, trouxe um debate importantíssimo sobre "A importância da leitura".
===
Os participantes resolveram prolongar o DEBATE LITERÁRIO pela internet, por intermédio dos blogs. Como fazer um jovem gostar de ler?
===
A seguir lançarei algumas ideias:
1. Ler gibi é importante para adquirir o hábito da leitura.
2. Devemos associar a leitura a coisas divertidas.
3. Ler deve ser um prazer e não uma obrigação!
4. Qualquer leitura é importante para a evolução da pessoa; desde Harry Potter até Machado de Assis.
5. Contar histórias incentiva a busca do hábito da leitura.
6. Os pais (e família) devem dar o exemplo. Não adianta dizer que ler é importante e não executar isso!
7. Na história da humanidade, o momento que mais se lê é agora! Entretanto, a leitura não é somente quantidade, mas qualidade! A internet favoreceu a leitura, mas cuidado: tenha a atenção na excelência do que você lê!
8. A leitura é assim: você inicia um livro e desiste. Inicia outro e desiste. Inicia o terceiro e desiste. No quarto, consegue terminar. Depois disso, nunca mais abandona o hábito da leitura.
9. Dica simples: é importante começar pelo livro mais simples e mais fino. O tamanho do texto também influencia na desistência.
10. É importante dizer que a leitura cria um mundo imaginário. A criança pode imaginar tudo o que está lendo. É diferente de simplesmente ver um programa de TV. No livro o mundo é construído pela própria criança!
===
E você leitor: qual a sua sugestão???

Aforismo 004 - De onde vem, não sei

A tristeza é tão importante quanto a felicidade. Uma completa a outra. A segunda só existe por causa da primeira...
Portanto, sejamos felizes (e, algumas vezes, tristes).

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Aforismo 003 - De onde vem, não sei!

"A fofoca é uma mentira repassada como verdade por vários mentirosos. Se a fofoca for uma verdade? Ainda, assim, eles permanecem fofoqueiros..."

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Convite para o 23º Cafezinho Poético Itinerante!

A Casa do Poeta de Santiago convida a todos para participarem do 23º Cafezinho Poético Itinerante!
A Casa levará cultura para o ILHA BELA SHOPPING (em Santiago, RS), no dia 4 de junho de 2010 (sexta), às 19h00min.
Todos estão convidados!
Vamos ler um pouco de poesia e de textos.
Contamos com sua presença!
Foto de um cafezinho poético

LEITURA É VIDA!

Todos felizes...

O mais importante da vida é que todos sejamos felizes...
===
Cada um do seu jeito e da sua forma.
===
Alguns, sendo anônimos ou mesquinhos.
===
Outros quietos e introspectivos.
===
Outros, ainda, falantes e expansivos.
===
Cada um é o que é. Lair Ribeiro disse que "Nós não vemos o mundo como ele é, nós vemos o mundo como nós somos".
===
Eu gosto de livros, de blogs, de meus filhos, esposa, família.
===
Gosto, também, de inventar algumas atividades (confesso que adoro assistir palestras). Cada louco com sua mania.
===
O importante é que sou feliz.
===
Pensarei sobre isso.
===
Ah! E sobre o comentário, perdi o meu sono... (rs)

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Quebra-cabeça!

Os quebra-cabeças a seguir são poemas construídos pelas Alunas Jéssica Aparecida e Mauriene, do Terceiro ano do Colégio Militar. Cabe ressaltar que cada uma delas foi escrevendo dois versos de cada poema, até ele se completar.
===
As duas alunas estão de parabéns pelo empenho na escrita!
Continuem a estudar e praticar, para atingir o melhor de si!
===
Fico feliz com trabalhos como esses...
===

Quebra-cabeça 1: Sonhos

Imagens sucessivas de nossa mente.
Historias... Ambições...
Talvez premonições...
Transmite o que se sente.

Aventuras impensáveis!
Sentimentos indescritíveis.

Criam novos caminhos
Através do que vimos,
Ouvimos ou sentimos...
Num mundo totalmente novo.

Levada pelo Morfeu,
A um mundo que é meu;
Sentimentos do meu inconsciente,
Inconseqüentes... Completamente meus.

Meu novo universo,
Mais belo que o verso.
Onde minhas almejadas ambições se realizam
Naturalmente, em uma dança livre e inconsciente.


Quebra-cabeça 2: Fome

Corroendo está
em todo lugar.
Um profundo buraco se forma
Mente e corpo a desejar

Quando poderei me saciar?
Quando irei me acalmar?
Há uma horrível fera dentro de mim
E ela quer se libertar

Consome o homem
A dor da fome
Essa horrível metamorfose do ser
Apto a tudo para sobreviver

Mas a fome permanece
E o ser adoece
O anjo da morte vem te buscar
E dessa triste realidade, te levar

A nossa fome acaba
Mas o mundo não desaba
Continua com seu rumo tedioso.
E a presença daquela singela alma
Que antes acesa, agora se apaga.


Quebra-cabeça 3: Ilusão

Dimensão irreal
Ou vida fatal?
O certo e errado são enganados
Os sentidos, simplesmente apagados

Trivial ou não
Sem saber a solução
A mente entra em conflito
E tudo parece o infinito

Racional ou surreal,
Qual a realidade mundial?
Estranho ou não
Tudo é completamente uma ilusão...

Imaginar e questionar
Para um mundo mudar.
Criar-se novas ilusões
Novas verdades e soluções

Mentiras escondem verdades
Verdades omitem mentiras
A misteriosa nevoa, encobre sua mente
Encobre o seu meio e o que sobra é o receio

Tão complexa quanto à vida
Cada vez mais iludida
Na eterna dança das ilusões
Sejam verdadeiras ou apenas enganações.

terça-feira, 1 de junho de 2010

Machado de Assis é amigo de Paulo Coelho - Parte II

Escrever é um ato livre, basta o conhecimento das letras. A leitura que é seletiva. Você só lerá o que quiser. Para ser um escritor, basta papel e caneta, ou um computador. Como todo ofício, para chegar a ser bom, é necessário bastante trabalho. Entretanto, observamos textos de jovens que impressionam bem mais do que as “engenharias” de catedráticos. Cito o texto “Perfeito”, de Julia Trombini, do último Rotação Literária. Ela possui apenas 13 anos, muito caráter e um lindo dom que aflora. Portanto, penso que poesia é algo a mais que conhecer a gramática, ou regras estilísticas. Em minha opinião, quem escreve uma carta de amor já é um poeta. A poética não é forma, ou fôrma; tampouco é somente letra; ela está nos quadros, na dança, na música e em vários recôncavos da alma. Ela é sentimento e inspiração; talvez o amor. Carlos Drummond já afiançava que para ser um poeta, somente era preciso redigir com ritmo e metáfora. A única função, de alguns críticos, é a de destruir sonhos. Penso que é melhor incentivarmos cem novos escritores, para que se crie outro Caio Fernando Abreu, do que apagarmos a chama de um único artista. A pior vulgarização é a exclusão de qualquer obra, da possibilidade de leitura. Alguém já viu um fim sem um começo? Temos que estar do lado dos novos leitores e escritores; nunca na sua frente. Enfim, ler é vida; se resume em eternos instantes, num mundo paralelo. Local onde Machado de Assis é amigo de Paulo Coelho...

João Cabral de Melo Neto - O Rio (1953) EXTRATO - Morte e Vida Severina (1956) EXTRATO

"Para os bichos e rios
nascer já é caminhar."


Do livro "Morte e Vida Severina e Outros Poemas" - Editora Nova Fronteira.
===
João Cabral de Melo Neto é conhecido como o "Engenheiro da Escrita". Ele defende que escrever é muito mais transpiração do que inspiração.
Ele fez parte da Terceira Geração Modernista, conhecida como "Pós-modernismo" ou "Neo-Parnasianismo"; fase caracterizada pela revalorização da forma (métrica, rima etc.).
===
O seu lançamento como escritor ocorreu em 1942, com o livro A Pedra do Sono. Escreveu, ainda, O Engenheiro (1945), Psicologia da Composição (1947), obras que ressalta a necessidade da "construção adequada" de um texto. No livro Psicologia da Composição defende a escrita feita de forma racional.
===
A grande obra é justamente "Morte e Vida Severina" - um AUTO (peça teatral de origem medieval e popular), construído em redondilha maior (sete sílabas poéticas), que conta o itinerário do retirante nordestino rumo á capital.
===
Estou ministrando essa aula para o terceirão do Colégio Militar!
===
A seguir, um extrato que inicia o Auto Morte e Vida Severina:

"— O meu nome é Severino,
como não tenho outro de pia.
Como há muitos Severinos,
que é santo de romaria,
deram então de me chamar
Severino de Maria;
como há muitos Severinos
com mães chamadas Maria,
fiquei sendo o da Maria
do finado Zacarias.
Mas isso ainda diz pouco:
há muitos na freguesia,
por causa de um coronel
que se chamou Zacarias
e que foi o mais antigo
senhor desta sesmaria.
Como então dizer quem fala
ora a Vossas Senhorias?
Vejamos: é o Severino
da Maria do Zacarias,
lá da serra da Costela,
limites da Paraíba."

Aforismo 002 - De onde vem, não sei.

A tranquilidade é a mãe da sabedoria.

Aforismo 001 - De onde vem, não sei.

O ódio é a morte da compreensão.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...