terça-feira, 25 de maio de 2010

Postagem para o escritor Froilam de Oliveira

Acabo de ler a postagem do Froilam de Oliveira.
Resolvi dar uma resposta imediata, apesar de não ser esse o meu perfil.
Estou escrevendo como Presidente da Casa do Poeta de Santiago e, também, como indivíduo que esteve presente em todo o evento.
Também não gosto de tratar sobre coisas negativas. Parece que descemos um degrau, na existência, quando fazemos isso. Só que, como chefe da Casa, seria uma fuga de responsabilidade deixar de tratar sobre o assunto.
===
Primeiramente, gostaria de iniciar dizendo que algo (que falamos ou escrevemos) pode ser encarado como "maledicência", quando não estamos presentes no local e, quando não citamos o nome de quem efetuou um determinado fato (tampouco detalhes). Portanto, ao indicar que foi "debochado por um dos membros da Casa do Poeta Brasileiro de Santiago, organizadora do evento", sem estar presente, sem citar nomes, o Froilam demonstra, claramente, que pretende denegrir o nome de toda uma entidade, a qual presido, e onde percebo um grande esforço por parte dos diretores e associados, em atividade não remunerada, para desenvolver a cultura.
===
Em segundo lugar, o Froilam de Oliveira está acostumado a fazer críticas. Entretanto, deve desenvolver a capacidade de ouví-las.
Julgo que não ouve deboche algum. Tampouco desrespeito ou desmoralização.Estou sendo imparcial. O que ocorreu, por parte dos palestrantes, foi uma defesa de opinião (tese), ainda com a abertura da oportunidade de debates (antítese). Algo que construiu o conhecimento. Todos os presentes puderam defender a sua opinião (os presentes!) e sair com o próprio conceito reforçado.
===
Em terceiro lugar, Froilam de Oliveira, você mesmo apresentou a sua opinião, contrapondo parte da proposta da Casa (literatura santiaguense) e foi respeitado. Agora, o leitor tem o direito de achar o que quiser e se expressar, desde que não use palavras de baixo calão. Quero dizer, um leitor de meus livros ou coluna pode deixar de gostar do que escrevo, ou não?
===
Em quarto lugar, os diretores são livres para fazer o que quiser (são humanos, você sabia?). Se tiver problema com algum, vá resolver com ele! Apresente, também, o nome e as testemunhas para o fato.
Froilam de Oliveira, não fique denegrindo um evento que foi maravilhoso, com oportunidade de crescimento individual, com diversos momentos de aprendizagens, inclusive a sua palestra (observe a postagem anterior). Quem sabe você conversa com algum participante que esteve em todas as palestras...
===
Escrevi um artigo para o jornal Expresso Ilustrado, do dia 28 de maio de 2010. Fiz isso antes de ler a postagem do Froilam. Não costumo adiantar os meus artigos. Deixo que saiam, antes, no Jornal Expresso. Entretanto, ele será a próxima postagem desse blog. Os leitores irão entender o que quero dizer. Afinal, qualquer gênero textual (verbal ou não verbal) é importante!
===
Froilam de Oliveira, não acabe com o respeito que eu sinto por você.

3 comentários:

  1. Concordo plenamente! O Froilam só sabe falar mal dos outros, no mundo só ele é o correto, ele é o mais inteligente, o que de fato está longe de ser! Só sabe difamar o que os outros fazem, ao invés de cuidar da sua vida, das suas BOBAGEIRAS, só tem tempo para intrigas alheias. Tenho pena desse pobre homem!

    ResponderExcluir
  2. Uma pena...gostaria tanto de saber a opinião dele sobre a I Semana Literária de Santiago, sobre a evolução da Casa do Poeta, sobre a construção de uma identidade cultural, enfim. Haveria tantas coisas boas a serem ditas e incentivadas. Ele teria tanto a contribuir, a questionar, a ajudar, a sugerir...nada disso ele escreveu no blog. Pena que só tenha colocado essa crítica sobre o evento e nada mais.

    Tenho certeza de que ele poderia ter apontado muito mais erros que foram cometidos. Poderia também ter identificado as limitações, as deficiências, as dificuldades todas de uma entidade recente, de uns poucos colaboradores que se atrevem a tentar promover um evento cultural em que abre espaço para leitores e escritores apresentarem suas ideias. E, que bom, foi um evento de múltiplos pensamentos: com pessoas que defenderam todos os gêneros e todas as artes. E foram ouvidas. E foram respeitadas.

    Uma pena. Ele poderia ter contribuido muito, já que é um mestre do conhecimento e que merece todo o nosso respeito e consideração. Fica pra próxima...

    ResponderExcluir
  3. Julgo ter sido um grande evento,proveitoso, com grandes palestras, e é isso que deve ficar, vamos deixar pra lá as coisas negativas, acho que são poucas perto de tantos pontos positivos, como eu sempre digo, já pensou se tudo isso não existisse, se todos lutassem juntos pelo verdadeiro sentido da Literatura, da cultura, enfim, seria bom né, paz amigos.

    ResponderExcluir

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...