segunda-feira, 10 de maio de 2010

Novos livros - Nova alma!

Acabo de chegar do supermercado Nacional, aqui em Santa Maria.
===
Junto aos caixas do supermercado encontrei quatro livros.
A famosa "coleção de bolso" (Pocket) da L&PM.
Cada um custou o preço de R$ 9,90 (nove reais e noventa centavos).
Um preço irrisório, se comparado com a qualidade.
===
O primeiro deles, pelo qual começarei a leitura é "A Arte de Escrever" de Schopenhauer. Na verdade, já fiz a leitura diagonal desse livro, no passado, mas ele se perdeu meio a tantos outros. Confesso que esqueci.
===
O segundo é "Fernando Pessoa - Poesias". Sempre gostei das poesias do multifacetado Fernando Pessoa. Só que a motivação para reler suas obras surgiram da paixão que a Lígia Rosso e o Alessandro Reiffer demonstraram durante os cafezinhos. Uma excelente aprendizagem.
===
O terceiro é "Manuel Bandeira de bolso - Antologia Poética", que comprei devido à admiração que tenho pelas obras e pelo caráter do escritor. Quem conhece a vida do Mário de Andrade sabe da regularidade de seus propósitos...
===
O quarto e último, não menos importante, é o "Cem sonetos de Amor" de Pablo Neruda. Esse escritor chileno foi prêmio Nobel de literatura. Na verdade, eu li apenas "Confesso que Vivi", desse mesmo autor. Só que essa autobiografia é um dos meus livros de cabeceira. Espero gostar de seus sonetos.
===
Dentro de minha construção como pessoa e escritor estou pensando em voltar a escrever poesias.
===
Comecei a escrever pelas poesias, aos 12 anos de idade. Todas elas estão aqui, comigo. Parei com 20 e nunca publiquei.

===
Acho, sinceramente, que posso escrever o que eu quiser, da forma que quiser, quando quiser. Talvez assim eu aprenda mais e mais...
Quem sabe, um dia, eu seja um bom escritor?
===
Afinal, ninguém nasce um mestre na escrita.
Quem pensa que sabe tudo das palavras não passa de um mero ignorante.
Sim, ignorante.
Deveria lembrar de Sócrates: "Só sei que nada sei!"
Ignora, também, que a "obra prima" sempre será o próximo trabalho.
Que a maior desorientação do ego consiste em se achar melhor que os outros!
Arrogância destrutiva, de quem critica as iniciativas de incentivo à produção textual...por mais simples que seja!
A crítica aos outros trabalhos constroi o próprio ego. O incentivo à escrita constroi o ego e a personalidade dos outros. Uma boa troca!
===
Bem,
encerro esse devaneio,
com uma simples pergunta:
você já viu um fim sem um começo?

3 comentários:

  1. Verdade! Que egocentrismo achar que pode ser um grande escritor fazendo como quer do modo que quer! Releia a biografia de Neruda, leia muito Drummond. Talvez, depois de muito queimar os neurônios finalmente perceba que mesmo para rabiscar versos livres precisa de estudo.Maior arrogância é pensar que não precisa abrir um livro e de dedicação para aprender algo.

    ResponderExcluir
  2. Todo humano possui ego.
    Entretanto, a coragem e a covardia não estão juntas no mesmo caráter.

    Em nenhum momento de minha vida eu disse que não se deveria abrir um livro. Pelo contrário! Estou lutando, principalmente junto aos meus alunos, para que a nossa população abra mais os livros e leia grandes obras.

    Aliado a isso sou favorável a qualquer leitura!

    A Casa do Poeta de Santiago proporciona o desenvolvimento das pessoas, por intermédio do debate, onde apoiamos as nossas discussões em releituras de textos de autores santiaguenses e de fora.

    Anônimo, o que você faz?

    Primeiro, se sua opinião fosse de caráter, não seria anônima.

    Pergunto-me por qual motivo deixo essa opção no meu blog?
    Respondo (a mim mesmo) que é para conhecer a parte mais obscura de algumas pessoas - características baseadas na covardia.

    Temos que ouvir todas as opiniões. Mesmo aquelas que não seriam colocadas se houvesse a identificação...

    Portanto, mantenho (e manterei) essa opção.

    A literatura é liberdade.
    Bem como a disciplina.
    Você cultua se quer!
    Att.

    PS: Você pode ir participar de um cafezinho. Só que lá terá que falar o nome...

    ResponderExcluir
  3. Novamente vc , ai ai ai ainda não aprendeu interpretar textos, já está ficando feio seu anônimo, vc pode dizer em que momento o Giovani citou que não era a favor de abrir um livro, rs se ele é o maior defensor da leitura , inclusive nos cafezinhos, aliás, que vc está convidado (a), ao invés de perder tempo nessa sua luta solitária, pela ironia, arrogância e jamais pelo verdadeiro sentido da Literatura.

    ResponderExcluir

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...