sábado, 15 de maio de 2010

A escrita é intensidade (ensaio de um ensaio)

Assisti, na TV Senado, uma entrevista com o escritor angolano Ondjaki, uma das maiores revelações da literatura, daquele país.
===
Durante a entrevista ele anunciou:
"A escrita é intensidade..."
===
Acredito, sinceramente, que todos possuem o direito de escrever.
A qualidade na escrita,
como afirmou a patronesse de honra da Casa do Poeta, Dona Therezinha Lucas Tusi,
deve ser sempre buscada.
===
Concordo com eles - Ondjaki e Dona Therezinha.
A escrita é intensidade e a qualidade deve ser buscada.
===
A intensidade e a qualidade devem estar atreladas.
Se houver apenas uma intenção qualitativa, palavras rebuscadas,
sem o contato com a intensidade,
o texto será um fracasso.
Intelectual, mas fracassado.
Diferente das obras (intensas) da Dona Therezinha,
produção de alta qualidade e emoção.
===
Do outro lado,
se apenas tiver intensidade,
paixão,
poderá apenas representar o sentimento individual,
nada universal.
===
Entretanto,
todos que possuem a conquista (e a dádiva) da escrita
atingiram o direito de escrever.
Falo dos alfabetizados...
===
Por outro lado,
leia quem quiser.
Só que a história demonstra
que a escrita é superior ao tempo e ao "status".
Aquelas atitudes exclusivistas:
"- São inexperientes, não deveriam escrever!"
Repito, leia se quiser.
O ato de ler é individual, particular e seletivo.
Só leio o que quero.
E você?
===
Algumas vezes, em Santingrado (não foi erro de digitação)
(Santigrado é uma cidade do front oriental, do leste, onde existem inúmeros combates)
Algumas vezes, em Santingrado,
confundimos a Peripatéia com atitudes patéticas.
Por causa da cegueira intelectual
caímos na ignorância
e esquecemos que a experiência só surge com a prática!
===
A escrita não é minha, não é sua, não é do outro.
A escrita é do universo. Metade escritor, metade leitor.
===
A leitura - essa sim - é apenas sua!
Leia se quiser.
Ah! Se você ler, repito o pensamento, deixe de ser apocalíptico e exclusivista.
O universo não é só seu. A escrita não é só nossa.
===
Na verdade, lamento informar - eu e você - somos insignificantes grãos de areia...
===
O amor (criador) é que acaba com qualquer rancor
(e dor)
talvez você consiga acabar com a minha língua,
mas os pensamentos serão livres...
Leonardo Da Vinci disse:
"Paus e pedras podem quebrar os meus ossos, mas palavras não me atingem."
===
A escrita é intensidade.
A escrita nasce do amor, da essência, de Deus, do universo e da alma.
Já a qualidade, essa deve ser buscada. O suor e o sangue.
A leitura de livros, blogs, revistas, jornais (etc) deve ser praticada.
Algum escritor (acho que Carlos Drummond) disse algo no sentido de que "um texto tem que ser reescrito várias vezes, para que pareça uma obra original e momentânea".
===
Esse texto não foi reescrito.
Entretanto, nasceu intenso.
Lá do fundo do coração!
===
Leia se quiser...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...