sábado, 27 de março de 2010

Renato Russo - o filósofo da minha geração


O Legião conduziu toda a minha adolescência...
+++
Mais que a minha, o grupo musical levou os sonhos de toda uma geração. Na verdade, julgo que suas músicas ultrapassam gerações.
+++
A literatura e a música possuem a capacidade de eternizar momentos, pensamentos e ideais.
+++
Somos perecíveis e não percebemos isso, ao menos até a primeira morte familiar, ou de pessoas próximas. Entretanto, o "cair na realidade", que o luto proporciona, dura pouco tempo. Depois voltamos a ilusão da eternidade...
+++
O Renato Russo, como Caio Fernando Abreu, era homossexual. No passado, essa condição era sinônimo de solidão e silêncio.
+++
A solidão proporciona o desenvolvimento - mais rápido - da introspecção, da filosofia e de um tipo de sabedoria.
+++
As palavras do Legião, dentro de sua música, completavam o vazio existencial de muitos humanos (onde me incluo).
+++
Enfim, o tempo passa...mas a eternidade da música fica.
+++
"Tenho andado distraído, impaciente e indeciso..."
+++
Renato Russo - parabéns pelos 50 anos (de vida)!

sexta-feira, 26 de março de 2010

Casa do Poeta de Santiago lançará I SEMANA LITERÁRIA


A Casa do Poeta de Santiago, Casa Caio Fernando Abreu, realizará no final de abril de 2010, a I SEMANA LITERÁRIA DE SANTIAGO, cujo tema será “A Literatura santiaguense no Século XXI”. O evento conta com o apoio da Prefeitura Municipal, da Secretaria Municipal de Educação e Cultura e da Câmara dos Vereadores de Santiago.
Inspirada na “Semana de Arte Moderna de 1922” a atividade cultural será organizada com cinco escritores (professores, jornalistas) palestrantes de fora da Casa e dois da diretoria da entidade. No local serão vendidos livros e haverá exposição de obras de autores santiaguenses. No cronograma existe a previsão de oficinas literárias com professores e escritores.
A I SEMANA LITERÁRIA DE SANTIAGO está em fase conclusiva de planejamentos, sendo que a divulgação efetiva começará na semana que vem.
A entrada será gratuita para quem apenas desejar assistir as palestras, ou frequentar as atividades. Será fornecido um certificado de 25 (vinte e cinco) horas para os participantes de toda a semana e o investimento servirá para gastos administrativos (R$ 10,00).
Estamos felizes e contamos com sua presença!

segunda-feira, 22 de março de 2010

Leonardo Boff no meu destino

Leonardo Boff

"Todo ponto de vista é a vista de um ponto"
===
Pensamento interessante de Leonardo Boff.
===
No lançamento do livro do Alessandro Reiffer, no sábado, dia 20 de março, recebi dois comentários fantásticos e uma notícia espetacular.
===
Os comentários partiram das Professoras Rosane Vontobel e Fátima Friedriczewski. Ouvi das duas educadoras que a minha escrita, no livro "A Espiral e o Caracol", parece com a de Leonardo Boff. Por coincidência, as duas me perguntaram se eu já havia lido o referido autor. Respondi que apenas o livro "A Águia e a Galinha" e que o supracitado pensamento eu carregava "no coração".
Agradeço as duas docentes por lerem o meu trabalho...
===
A notícia espetacular surgiu da Professora Rosane Vontobel. Ela disse que fez uma proposta, para os Acadêmicos de Letras da URI, de exercício de comparação de um extrato do meu livro com parte de uma obra de Boff.
===
Sempre achei que o mundo é uma confluência de pensamentos, com similaridade de idéias. Einstein criou a teoria das bolinhas azuis - se você joga bolinhas azuis na parede (universo), elas nunca voltarão vermelhas... Uma lei de "ação e reação" espiritual.
===
O ano de 2010 está sendo bastante promissor para a minha literatura.
===
Nada mais motivador que um elogio de um texto redigido. Os "tapas das palavras" que insistem em nos enlouquecer (momentaneamente ou não) e saltam do cérebro como se tivessem opinião própria.
===
As letras que apresentam uma tese - rebatidas pela anti-tese (antítese).
As ideias apoiadas no ponto de vista que é apenas a ótica de um ângulo "humanofinito". Voltamos para Leonardo Boff...
===
"Todo ponto de vista é a vista de um ponto"
===
Obrigado Deus, pela literatura...

sábado, 20 de março de 2010

Pensamento besta

Sócrates disse: "Só sei que nada sei".
===
Eu digo: "Só sei que nada sei e o pouco que sei, já esqueci..."

sexta-feira, 19 de março de 2010

Artigo para o jornal Expresso Ilustrado - 12 Mar 10 - Tempo Suave

A banda Legião Urbana cantou, na canção Tempo Perdido, Todos os dias quando acordo; não tenho mais o tempo que passou; mas tenho muito tempo; temos todo o tempo do mundo...” Uma estrofe interessante e filosófica. No final de semana passado completei 35 anos. Um fato corriqueiro, que não deveria ser colocado num artigo. Exceto pelo fato da surpresa inesquecível que recebi dos amigos. A vida é assim, prega peças e nos deixa sem ação. Muitas vezes choramos, escondidos ou não. No caso específico, chorei de felicidade, devido a grande quantidade de pessoas que minha esposa reuniu no Bar Flashback. Aos que participaram do evento, obrigado por tudo. Contudo, minutos antes, já havia me emocionado, no cafezinho poético (aberto ao público) que ocorrera no Centro Cultural. Um poema que o César Braga escrevera para o meu pai. Nesses poucos anos consegui perceber que a vida se baseia em emoções – alegrias e tristezas – e que o racionalismo apenas fornece a estrutura básica para todo o conteúdo afetivo. Quero dizer, qualquer título, honraria, ou mesmo retorno financeiro, são subjugados e colocados a segundo plano, quando comparados ao amor. Pena que alguns humanos não percebam isso. Caio Fernando Abreu escreveu “O tempo que temos, se estamos atentos, será sempre exato.” A vida, com amor, possui um tempo melhor aproveitado. Encerro o artigo com a continuação da música supracitada, onde Renato Russo exclama “Não tenho medo do escuro, mas deixe as luzes acesas, agora”. Ainda bem que temos o carinho e a amizade, que nos tiram de qualquer escuridão...

quinta-feira, 18 de março de 2010

A formatura em Letras foi fantástica...

No dia 12 de março de 2010, sexta-feira, alcançei a graduação de Licenciatura em Lingua Portuguesa e respectivas literaturas (Curso de Letras), pela Universidade Norte do Paraná - Pólo de Santiago.
===
O curso foi fantástico e a formatura divina... O Márcio Brasil escreveu sobre o evento. (clique aqui)
===
A maior felicidade é poder ser professor de Língua Portuguesa, Literatura, Redação e poder aplicar (e adquirir) conhecimentos. Atualmente dou aula de literatura para o fantástico 3° ano do Colégio Militar de Santa Maria (clique aqui)
===
O Exército e a literatura fazem parte de minha vida profissional e pessoal. Sou grato a Deus pela oportunidade de dar aula...
===
Na minha opinião, a profissão de professor (educador) é a mais importante do mundo!

quarta-feira, 17 de março de 2010

Big Brother Blogueiro - BBB 2010


Um comentário geral e particular ao mesmo tempo...
===
Não tenho nada que ver com a história. Na verdade já estou me odiando por escrever isso. Acho que, na realidade, não tenho nada para redigir.
===
A vida moderna trouxe um novo tipo de novela - traições, fofocas, brigas e próximos capítulos - a novela "internáutica". Aquela que busca ibope pelas discussões e brigas, por postagens e mais postagens, em defesa da própria moral, inteligência e preceitos.
===
Existem até mesmo as cenas do próximo capítulo...
===
Não estou criticando, pois cada um faz o que quer de sua vida. Entretanto, a tristeza me assola quando leio certas coisas.
===
Aqui vai um elogio particular: o blog da Lígia Rosso é surpreendentemente romântico, apolítico e sonhador. Textos adoráveis!
===
Intrigas dão ibope, mas estragam a construção literária real.
===
Tenho fé que isso seja apenas uma tendência televisiva, um tipo de BBB virtual, onde seres humanos são influenciados por paredões, votações, ataques, defesas, teses, antíteses e, infelizmente, bobagens. Big Brother Bobagens. Big Brother Blogueiro.
===
Queria conhecer - fisicamente - o Renato Russo e o Caio Fernando Abreu.
Gosto de ler o que escreveram e adoraria ouvir (e ver) os seus pensamentos.
===
O redemoinho das bobagens, besteiras e babaquices (BBB) travam as nossas mentes.
Temos que ter cuidado...

Texto feito para a leitura de orador Turma de Letras da UNOPAR 2009 - Santiago, RS

Em nome dos Acadêmicos da Turma de Formandos do Curso de Letras – Habilitação: Licenciatura em Língua Portuguesa e Respectivas Literaturas da Universidade Norte do Paraná (UNOPAR – Pólo Santiago) do segundo semestre de 2009, Turma Caio Fernando Abreu, apresento os nossos sinceros agradecimentos por terem nos honrado com a sua presença neste momento tão especial de nossas vidas.
Por qual motivo escolhemos o Curso de Licenciatura em Língua Portuguesa e Respectivas Literaturas, mais conhecido como Curso de Letras? Várias foram as perguntas que nos fizeram: “Letras? Tantas faculdades, mas logo Letras? Ser professor de Literatura, Redação ou Língua Portuguesa – você está doido!”
A grande importância da realização desta colação de grau não se baseia somente nas dificuldades, alegrias, conhecimentos e amizades que construímos durante o curso, mas, também, no enérgico fortalecimento de uma esperança que, no nosso amado Brasil, um dia, a vocação do professor seja valorizada de acordo com a sua importância.
Daniela, Emília, Franciele, Giovani, Ivoni, Joseane, e Maristane - sete profissionais que irão batalhar nesta guerra sadia que é a docência. Como educadores, nós teremos o nobre dever de ajudar a mudar o mundo – isso mesmo – manter erguida a bandeira, acreditar que podemos “Educar para transformar” e assim mudar para melhor o nosso mundo. A modificação da sociedade começará pela influência intelectiva e positiva que teremos sobre o aluno; os exemplos que daremos aos vários discentes que irão passar por nossa vida. Não repassaremos simples conhecimentos – ajudaremos a construir pessoas. Este é o maior motivo de realizarmos a licenciatura. A razão que enaltece o valor do presente diploma. A vida alterando as vidas – o ápice desta colação de grau.
Caros amigos, o término de nosso curso representa a conclusão de mais uma jornada. E esta etapa foi atingida não somente por nós, cada um dos formandos. Nossa formatura é também o momento de reflexão e vários agradecimentos àqueles que contribuíram para o nosso sucesso.
Gostaríamos de agradecer, primeiramente, ao Deus Todo Poderoso, por ter nos dado a possibilidade de viver, aprender, sorrir, chorar, brigar, fazer as pazes e, principalmente, sonhar.
Aos nossos pais, pela educação exemplar e o ombro amigo nos momentos mais difíceis.
Aos nossos cônjuges e companheiros o reconhecimento pela paciência, apoio e compreensão nos momentos em que estivemos ausentes, mesmo quando estudávamos em casa.
Aos filhos, razão maior de nossa existência, o agradecimento por serem o incentivo para continuarmos em todas as nossas atividades.
Agradecemos, também, aos professores e funcionários da UNOPAR, em especial à Karin, Nara e Carol por terem doado o seu conhecimento e amizade, sem medir esforços para obter o sucesso na maior qualidade do ensino.
Diz um provérbio francês que uma criança é um anjo, cujas asas diminuem na medida em que suas pernas crescem. Crescemos e viramos anjos de uma asa só. Hoje, após esta formatura, continuaremos apenas com uma asa. A diferença é que durante o curso aprendemos a nos abraçar e, em conjunto, alçamos vôo. Perto do céu infinito erguemos a vista e não vemos mais fronteiras.
Caio Fernando Abreu, patrono de nossa turma, escreveu que “O tempo que temos, se estamos atentos, será sempre exato.” E diz ainda, que “eu me pergunto se viver não será essa espécie de ciranda de sentimentos que se sucedem e se sucedem e deixam sempre sede no fim."
Vamos embora da Universidade com mais sede do que chegamos. Sede de conhecimento, amizade e de um futuro brilhante. Caras amigas formandas: hoje estamos no topo da glória. Da nossa glória de sermos professores! Sejamos felizes!


segunda-feira, 15 de março de 2010

Artigo Expresso Ilustrado - 12 de março de 2010 - Perfume de Mulher

Em homenagem ao dia internacional da mulher

Cleópatra. Maria, mãe de Jesus. Joana D’arc. Anita Garibaldi. Tarsila do Amaral. Cecília Meireles. Maria Quitéria. Chiquinha Gonzaga. Madre Teresa. Irmã Dulce. Algumas das líderes especiais a quem tanto admiro. Heroínas que mudaram, de forma explícita, a história do nosso mundo. Entretanto, penso que a biografia mundial deve muito mais a todas as mulheres. De forma suave e maternal, elas conduzem o dia-a-dia de nossa existência. As grandes decisões, quando originadas de um homem, usualmente possuíram as delicadas influências femininas. Não é à toa que a palavra “Sophia”, que origina o termo “sabedoria”, tenha sua origem como um vocábulo feminino. O racionalismo científico rende-se aos seus encantos. A matemática, por exemplo, determina que entre dois pontos, os quais formam uma reta, existem infinitos pontos. Entre os dois olhos, que definem uma mulher, estão intermináveis poderes. Um universo de possibilidades e mistérios; a força da própria vida. O melhor perfume de uma mulher sai pelos seus lábios, do fundo do pulmão. São aquelas palavras idealistas, envolventes, motivadoras e, por vezes, perturbadoras. As fragrâncias que a transformam, numa alquimia indecifrável, nas figuras de mãe, amiga e amante. O aroma eterno, absoluto e apaixonante. Simplesmente, mulher. Perfume de mulher.

quinta-feira, 11 de março de 2010

Convite para o lançamento do livro do Alessandro Reiffer


Convite especial da Casa do Poeta de Santiago!
Vamos valorizar a cultura!
Os parabéns ao amigo Alessandro. Estamos ansiosos com a obra.
Esperamos o público santiaguense no dia 20 de março!


terça-feira, 9 de março de 2010

Artigo para o Expresso Ilustrado - 05 Mar 10 - Leitura e Releitura


Entenda este artigo como uma partilha de emoções. Para alguém passar a gostar de ler é necessário a liberdade de opção. Nós temos a oportunidade da escolha e depende de cada um. Leia somente se quiser. Entretanto, como defensor do hábito, escreverei algo favorável. Cada livro que leio e coloco na estante, parece um troféu obtido numa luta imaginária, de uma vida fictícia e de um mundo (re)criado. Junto com o autor das páginas sentidas, divido as sensações. Pelas letras eu já chorei, sorri e gritei. Aprendi com a maestria do Oracy Dornelles e senti a leveza da alma da Therezinha Lucas Tusi. Observei os sonhos da Lise Fank e me espantei com a criatividade do Alessandro Reiffer. Fiquei desesperado com os contos dramáticos do Márcio Brasil e emocionado com a linguagem poética da Lígia Rosso. Tirei ensinamentos da história de vida do João Lemes e vibrei com o conhecimento transmitido pela professora Ayda Bochi Brum. Antes de todos e de tudo, debati ideias com os pensamentos do Caio Fernando Abreu. Colhi muito do que eles e tantos outros escreveram; também doei bastante de mim, a cada vírgula recebida. A dádiva da vida; o aumento e a diminuição dos batimentos cardíacos, o estalar dos olhos. O encontro com a sabedoria, desenhada em códigos, num simples pedaço de papel. A verdadeira massagem cerebral feita pela leitura. Caro leitor, divida comigo essa vitória, leia o que puder...

segunda-feira, 8 de março de 2010

Ajuda ao grande amigo Nequinho!

No dia 13 de março de 2010, próximo sábado, ocorrerá um jantar beneficente no CTG "Os Tropeiros", com o objetivo de ajudar o tratamento médico do vereador Nelson Peraça Abreu. Os ingressos estão à venda ao preço de R$ 15,00 em vários pontos de Santiago, como a Ótica Bella, a Câmara de Vereadores (Davi Vernier), a Rádio Santiago, a Rádio Verdes Pampas e a Delegacia de Polícia Civil.
===
O Nelson Peraça Abreu, grande Nequinho, é um amigo e defensor da cultura local. A Casa do Poeta de Santiago estará presente no evento, honrando o companheirismo para esse grande homem.
===
Convidamos a todos para participarem do evento!

domingo, 7 de março de 2010

Lançamento do livro "A Espiral e o Caracol" - FOTOS: MÁRCIO BRASIL E TAINÃ STEINMETZ

No dia 05 de março de 2010, no Centro Cultural de Santiago, lançei o meu sétimo livro intitulado "A Espiral e o Caracol".

A presença do público foi fantástica!

Uma noite inesquecível, que ficará guardada na memória e dentro do coração.

Agradeço a presença de todos...

Muito obrigado.

Mesa de autoridades (esquerda p/ direita): Márcio Brasil, Giovani Pasini, Rodrigo Neres, Rosane Vontobel e Valdir Amaral Pinto


Público fantástico!

Márcio Brasil apresentando a obra.

Amanda, Karla, eu, Dudu, Kamilla e Bete


Eu e a profe Nara

Eu e a Professora Rosane Vontobel

Eu, a Professora Kyria e sua filha adorável


Eu e o professor Ronaldo
Eu, o Arami, a Rosane, a Janice, a Maristane, o Ronaldo, a Lise Fank e outros amigos.

Eu e a amiga Maristane Pedroso


quarta-feira, 3 de março de 2010

Artigo para o Jornal Expresso Ilustrado - 26 Fev 2010 - GLADIADORES


Volto a escrever sobre e para educadores. Os professores são profissionais essenciais para o futuro da sociedade e precisam ser valorizados. Não me refiro a dinheiro, simples acessório. Existe algo mais importante - o reconhecimento da sociedade. O que me fez pensar sobre isso foi uma cena do filme "Gladiador", onde o protagonista, o General Romano Máximus afirma para os seus soldados, antes de uma batalha "O que faremos na vida ecoará na eternidade!". O que um educador faz na vida ecoa na nossa eternidade. Os bons professores ensinam aos alunos a serem lutadores poderosos, sem deixar para trás os valores e a ética. Uso esse artigo, portanto, para convidar os pais e professores para uma reflexão. Os primeiros devem parabenizar, diariamente, os docentes que empregam a própria "alma" para cuidar de nossos filhos. Tudo na vida é uma questão de compreensão. Os segundos, mestres, a quem me dirijo mais particularmente, devem buscar "revisitar" os fundamentos básicos da boa pedagogia, ou seja, relembrar o que é óbvio: temos que preparar o aluno para a vida e não somente repassar o conteúdo. Durante o longa-metragem o General Máximus utiliza, também, a seguinte expressão "Força e honra!". Já estamos atrasados (educadores e sociedade) em reconhecer a força e a honra que está por trás do nobre ofício de ser um educador. A vida é uma só e deve ecoar na eternidade.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...