sábado, 13 de fevereiro de 2010

Artigo para o jornal Expresso Ilustrado - 12 Fev 10 - A maior vila de Santiago




Estou longe de Santiago há mais de uma semana. Quando este artigo for publicado estarei retornando para casa, onde passarei o carnaval. Serão quase quinze dias distante. Ainda lembro as palavras do Márcio Brasil “Pasini, você vai para Santa Maria; lá é a maior vila de Santiago.” O ditado era devido à quantidade expressiva de santiaguenses que moravam perto da “Boca do Monte”. Realmente, no primeiro dia já avistava um rosto conhecido e foi no Colégio Militar, local onde passei a trabalhar. Fiquei feliz com a recepção do Altair e confesso que estou onde sonhei servir. Quero dizer, o sistema de educação do Exército sempre foi o que mais me motivou. Entretanto, já sinto falta do Boqueirão. As recordações da “Terra dos Poetas”, meu berço querido, retornam à mente, a todo instante. Sei que estou perto, apenas 150 km. Só que ao passear com o meu cachorro, pelas ruas de Santa Maria, minhas reflexões insistem em ficar aí, junto ao meu lar. Penso no calçadão decorado, nos pampas arredondados e nos bosques esparsos. Recordo, também, do chimarrão na Praça da Matriz, do sorriso largo dos conterrâneos e do bate-papo com os amigos. Pena que a distância da “maior vila de Santiago” não permita, no mínimo, uma visita diária. Vou ter que me contentar com algumas viagens em fins-de-semana e feriados. O que posso sugerir, caro leitor, é que olhe para os lados e analise o magnífico lugar onde mora. Não existe local no mundo melhor do que a terra natal. A minha é esplêndida, incomparável e singular. Fique feliz, pois quando estiver lendo essa coluna, é quase certo que esteja pisando na poeira que mais adoro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...