segunda-feira, 5 de outubro de 2009

A Voz dos Escritores - Entrevista Giovani Pasini

A Casa do Poeta de Santiago (www.casadopoetadesantiago.com.br) lançou, no dia 24 de agosto de 2009, o projeto "A Voz dos Escritores" que visa entrevistar escritores de Santiago e região, difundindo através da internet o seu trabalho e opiniões. Este projeto possui a intenção de lançar no blog do Giovani Pasini, no site e no orkut da Casa do Poeta de Santiago, todas as segundas-feiras, uma matéria sobre os autores locais, contribuindo, assim, com o epíteto "Santiago: Terra dos Poetas".

===

Já estamos aguardando as entrevistas da Sra Therezinha Lucas Tusi, do Sr Auri Sudati e da Sra Lise Fank.

Em virtude dessas três entrevistas estarem em fase de produção resolvemos lançar a do Presidente da Casa do Poeta de Santiago, o Sr. Carlos Giovani Delevati Pasini.

===

Se o leitor tiver alguma idéia, sugestões de entrevistados, poderá enviar para os seguintes e-mails:gpasini@ig.com.br e secretaria@casadopoetadesantiago.com.br.



O nosso sétimo entrevistado, como já foi informado, é o escritor CARLOS GIOVANI DELEVATI PASINI, 34 anos, natural de Santiago, RS. O Giovani Pasini é militar (Capitão do Exército), palestrante, colunista, além de ser o Presidente da Casa do Poeta de Santiago. Vamos para a sétima entrevista.



===



1. Você já possui algum trabalho (livro, textos, colunas etc.) publicado?
Sim, possuo.
Tenho seis livros publicados, listados a seguir, na ordem cronológica e com os seguintes títulos:
1- Corrida de Orientação: Esporte e Ferramenta Pedagógica para a Educação (2003)
2- Monólogo com Deus (2006)
3- Corrida de Orientação: Pedagogia, Técnica e Tática (2007)
4- Sob o Sol e um Céu Azul (2007)
5- A Segunda Revelação (2008)
6- A Arte Educativa. Sobre Pessoas e Educação (2008)

As duas obras de Corrida de Orientação foram as mais vendidas. Escrevi o primeiro livro do Brasil sobre esse esporte "Corrida Orientação: Esporte e Ferramenta Pedagógica para a Educação" (1), lançado pela Editora Excelsior de Minas Gerais. O outro (3), "Pedagogia, Técnica e Tática" está sendo bem vendido pela empresa de Santa Maria de nome Orientação.Net (www.orientacao.net).
As obras "Monólogo com Deus" (2) e "Sob o Sol e um Céu Azul" (4) possuem um sentido existencialista, talvez de auto-ajuda.
A obra "A segunda Revelação" (5) é uma ficçào sobre a possível volta de Jesus Cristo aqui no Brasil; e "A Arte Educativa"(6) trata sobre pedagogia e relações humanas, sendo que ela surgiu devido à pesquisa científica realizada durante a execução de um Mestrado em Educação.

Publico, ainda, alguns artigos na "Rotação Literária" do Jornal Expresso Ilustrado; recentemente fui convidado para ter uma coluna fixa no Jornal Pampa Regional e na Revista Lá Novittá que estará sendo lançada em outubro, na cidade de Santiago. No passado publiquei, também, artigos no Jornal Correio Regional.

Além disso, tenho um blog, cujo endereço é http://giovanipasini-educacao.blogspot.com/, onde lanço textos sobre vários assuntos.

2. Qual o seu próximo projeto? Algum livro que você está trabalhando? Qual será o tema?
Estou escrevendo, simultaneamente, dois livros.
O primeiro, cujo lançamento será em janeiro de 2010, trata de um tema difícil de escrever, o qual necessita de bastante pesquisa, mas que resolvi encarar: Deus e morte.
Esses temas eu investigo desde os dezessete anos, mas a motivação maior para produzir essa obra surgiu da dor insuportável que tive ao perder dois entes queridos, o meu pai - Acir José Pasini e o avô de minha esposa - Dirceu Amaral Amarante. A obra não busca solucionar o imutável e se trata apenas de um desabafo. Ela está sendo feita com grande amor, pois é reflexo do que eu sinto (e sentia) por esses dois grandes amigos.

O segundo é uma ficção que envolve um cientista, a cidade de Santiago e fatos inusitados. Estou bastante empolgado com esse, em virtude dos personagens possuírem uma personalidade marcante e que se construíram com alguns fatos reais e outros imaginários. Com certeza esse livro será publicado, também, no ano de 2010.


3. Com quantos anos você começou a escrever? Por qual motivo?
Foi em Porto Alegre no ano de 1989, quando eu tinha 14 anos.
Eu tive uma professora de Literatura, de nome Vera, que me incentivou bastante na produção de textos. Além dela, a minha Tia Enelva era a leitora assídua e motivadora.
Comecei escrevendo em um caderno de redação e, depois, pedi para que o meu pai pagasse um curso de datilografia (máquina de escrever) e passei a fazer poesias, na parte da tarde, quando voltava do Colégio Militar.
Até hoje tenho guardado as poesias que escrevi, sendo que nunca as publiquei.
Penso que se alguém escreve algo é para os outros lerem. Pretendo um dia lançá-las, mas ainda não.

4. Quais o(s) escritor(es) que você gosta e aconselha aos leitores desta reportagem?
Primeiramente, gostaria de dizer que qualquer leitura é importante. Sou um leitor assíduo e acredito que até a leitura de gibis (ou revistinhas) é fundamental.
Temos que buscar a nossa interpretação de textos e motivar os novos leitores, em qualquer momento.
Existem inúmeros autores do qual gosto. Entretanto, vou sugerir alguns, sem ordem de preferência, de três formas - outros países, brasileiros e de nossa Santiago.

De outros países: Dale Carnegie, Gabriel Garcia Marquez, Pablo Neruda, Jean-Yves Leloup e Will Durant (entre outros).
Do Brasil: Lya Luft, Rubem Alves, Augusto Cury, Paulo Freire, Érico Veríssimo, Carlos Drumond de Andrade, Vinicius de Moraes, Mário Quintana e Lair Ribeiro (entre outros).
De Santiago: Caio Fernando Abreu, Alessandro Reiffer, Ayda Bochi Brum, Therezinha Lucas Tusi, Lise Maria Fank, Froilam de Oliveira, Márcio Brasil, Lígia Rosso, Monique Soares e Marcus Vinicius Manzoni (entre outros).

5. Como surgiu a ideia da fundação da Casa do Poeta de Santiago?
No meio do ano de 2008, a Secretaria de Educação e Cultura de Santiago me convidou para participar de uma reunião, no centro cultural de Santiago, sobre a Feira do Livro. Lá, o professor Renato Polga disse que os autores de Santiago deveriam promover um local para encontro de escritores e leitores.
Como eu já havia participado de uma entidade de leitores e escritores lá em Porto Alegre, no ano de 1997, resolvi criar um projeto de fundação da Casa do Poeta de Santiago.
Juntamos forças com grandes amigos como a Lígia Rosso, o Márcio Brasil, a Maristane Pedroso, o César Braga, Jones Diniz, Alessandro Reiffer, Lúcia Bianchini, Tide Lima, Rosane Vontobel, Lise Fank e Lucas Figueira, entre outras pessoas.
A Casa do Poeta de Santiago foi fundada em 13 de dezembro de 2008, sendo a Casa de número 72 , de todo o Brasil. Contamos, à época, com o apoio do Presidente da Casa do Poeta Brasileiro, o Sr. Joaquim Moncks, com sede em Porto Alegre, RS.
Apesar de nova, está bastante ativa com a execução de 13 (treze) cafezinhos poéticos, uma Maratona Cultural, um concurso literário para lançamento de Antologia, o projeto A Voz dos Escritores e estamos organizando o I Fórum Latino Americano de Literatura / II Encontro de Escritores do MERCOSUL, para 22 a 24 de janeiro de 2010.
Estamos felizes, pois a Casa está se solidificando cada vez mais. O leitor pode acessar o site: www.casadopoetadesantiago.com.br e verificar os trabalhos.

6. De onde surgiu a ideia da criação do I Fórum Latino-Americano de Literatura / II Encontro de Escritores do MERCOSUL?
A ideia partiu do professor Noé Machado, após o contato com o escritor argentino Eduardo Galeano. O professor Noé me chamou, dizendo que confiava na Casa do Poeta de Santiago para realizar o intercâmbio com o Eduardo Galeano, com o objetivo de retomar o encontro de escritores, sendo que o primeiro havia ocorrido no final da década de noventa.
Posteriormente, entramos em contato com o Centro de Integração Latino-Americano (CILAM), de Santa Maria, onde fizemos uma parceria e tivemos a idéia de realizar o Fórum sempre atrelado à Copa Santiago de Futebol, pois esta envolve outros países da América Latina.
A atividade terá escritores (confirmado) da Argentina, do Brasil e do Uruguai. Estamos felizes com as várias parcerias que estamos formando, tais como: Prefeitura Municipal de Santiago, Câmara Municipal de Vereadores de Santiago, Exército Brasileiro, UNIPAMPA (São Borja), CILAM (Santa Maria), Casa do Poeta Brasileiro (Porto Alegre), Centro Cultural de Santiago, Ponto Cópias, entre outros.

7. Utilize este espaço para falar o que quiser para os leitores da reportagem:
Esta entrevista é, na verdade, uma "auto-entrevista".
Surgiu da necessidade de lançarmos um escritor toda a segunda. Teremos, na sequência, Therezinha Lucas Tusi, Auri Sudati e Lise Fank, entrevistas que ainda estão em produção.
O projeto A Voz dos Escritores realiza o arquivo histórico de todas as entrevistas concedidas pelos escritores da região. Consulte a pasta "Recanto dos Escritores" no site da Casa do Poeta.
===
Gostaria de dizer, ainda, que a literatura faz parte de minha vida e que pretendo, futuramente, ser reconhecido nacionalmente por minhas palavras. Contudo, esse reconhecimento poderá ser póstumo, não há o mínimo problema. Agora, não há escritor que escreva para deixar o seu texto engavetado. No mínimo leva as suas palavras para amigos e parentes.
Se você busca ser escritor, não se preocupe com os julgamentos iniciais e os preconceitos, pois a escrita é fruto de grande persistência, amor e dedicação.
Os críticos (alguns muito próximos) irão tentar destruir o seu trabalho, desmerecendo a sua iniciativa.
Esqueça aqueles que mandam você desistir. Escute os que contribuem para a sua evolução.
A sua eficácia dependerá de seu esforço e do seu amor pela literatura.
===
Por fim, agradeço a Deus, por todas as aprendizagens que tive durante a minha vida, até agora, e por todas que ainda terei.Acredito que somos o reflexo de nosso maior sonho. Os sonhos é que movimentam as iniciativas da sociedade e modificam o mundo.
Eu sonho (e desejo) ser um grande escritor.
Vamos à luta!

8. Como o leitor pode entrar em contato com você (e-mail, blog, site etc.)?
E-mail – gpasini@ig.com.br

Blog - http://giovanipasini-educacao.blogspot.com/
Será um prazer receber os comentários.
Julgo que o feedback é importante para qualquer comunicação. Afinal, ninguém conversa com a parede...
Obrigado aos leitores e à Casa do Poeta.
Até mais!


3 comentários:

  1. Pabens pela entrevista.

    Já assisti uma palestra dele.

    É muito boa.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns, principalmente pela Casa do Poeta, que é um grande incentivo à literatura em nossa cidade :)

    ResponderExcluir
  3. Parabéns,eu te admiro muito,você é inteligente,tudo que escreve é gostoso de ler,é fascinante,suas palestras são maravilhosas.Parabéns, também pela Casa do Poeta,que você tanto se dedica.

    ResponderExcluir

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...