quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Artigo para o Jornal Pampa Regional - As esquinas de Santiago


Foto retirada da internet

Geralmente gosto de escrever sobre educação e cultura. Acho, caro leitor, assuntos desligados de interesses particulares. A educação e a cultura, quando vistos sob um ângulo apolítico, são de relevância imensurável e tratam do coletivo.

Entretanto, hoje falarei sobre a nossa “terrinha”: a cidade de Santiago. (No final sei que voltarei para a cultura...)

O primeiro aspecto que gostaria de ressaltar se refere à construção de casas e edifícios. Em nenhuma cidade da redondeza se constrói tanto e em tão pouco tempo. Sinais da evolução física (material) e estética. Quero dizer, a renovação predial está tornando o município mais bonito e aconchegante.

O segundo tópico: evoluímos no pensamento urbano, arrisco a dizer – moderno. Não somos mais uma localidade ilhada, no centro-oeste do quase fim do Brasil. Os jornais, a internet, a TV, as revistas – tudo contribuiu para a aproximação dos grandes centros. Atualmente, a produção artística (literária, pintura, música etc.) não está localizada apenas nos braços de uma elite. Na verdade é do povo! E nisso o nosso povo é bom, ou seja, hábil em contar histórias e forte de tradição.

O terceiro e último item deste artigo focaliza algo metafórico, um tanto poético: as esquinas de Santiago.

As esquinas de Santiago já não são mais as mesmas! Elas – dizem as boas línguas – elas já não possuem mais a depressão e a tristeza que tanto causavam retrocessos. Talvez, em parte, pelas evoluções supracitadas. O fato é que o marasmo resolveu abandonar os nossos pagos, indo para bem longe da “Terra dos Poetas”.

As esquinas de Santiago, largas, azuis nos seus paralelepípedos, estão em polvorosa com as promessas do futuro que surge nas nossas curvas. Felizes, elas escutam as palavras positivas que circulam pelas calçadas...

“- Sou de Santiago!” – Diz o transeunte ao visitante desconhecido. O ar está mais doce e a respiração mais leve. “-Sou de Santiago, tenho orgulho e amo esta cidade!”

O que antes gerava espanto, agora se torna eco: “Amo Santiago...Amo Santiago...Amo Santiago...”. Nossos corações batem mais forte ao ver uma geração vindoura, criativa, positiva e poética. Onde se lê “poética”, entenda-se uma sensação e não um conjunto de palavras.

As esquinas de Santiago estão ficando poéticas de sentimento! O que antes era fofoca está se transformando em poesia. As danças do conhecimento se esbarram nas atividades sociais, políticas e desportivas. A mudança da direção e do sentido transformou o nosso presente e deixam lastros de sucesso para o futuro...

Pense sobre isso!

E que possamos nos encontrar nas esquinas da vida e nos caminhos de Santiago!

4 comentários:

  1. Fiquei honrado com sua visita, colocarei o link de seu site em imagensfatos.blogspot.com nossos leitores e amigos com certeza apreciarão seu blog e sua invejável redação.

    Abraços

    Carlos Sousa

    ResponderExcluir
  2. Vim retribuir a visita e deixar votos de um bom fim de semana. _Vou linkar o teu blog lá na minha barraca.

    ResponderExcluir
  3. Oi Giovanni,
    Obrigada pela visita. Gostei muito de seu blog e voltarei sempre que puder. Depois de ler seu texto, confesso que fiquei com inveja (boa) de você, que vive em Santiago
    Visite também o meu particular:
    http://mariaescrevinhadora.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Ainda bem que o Brasil está crescendo de forma menos desigual. Viva a sua Santiago!

    Agradeço sua visita ao meu blog. O seu também é muito bem feito e dá vontade de acompanhar. E é o que farei a partir de agora.

    Abraços

    ResponderExcluir

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...