quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Avanço pelos "Blogueiros"



Santiago avança culturalmente. Arrisco a dizer, que isso acontece numa velocidade incrível.
O seu desenvolvimento literário e cultural ocorre por vários motivos, vou citar alguns:
1. O Epíteto "Terra dos Poetas";
2. A mudança de mentalidades em relação aos mais variados tipos de ensino (e de educação);
3. O trabalho do Prefeito Júlio Ruivo - que está muito bom;
4. O trabalho da Secretaria de Educação e Cultura que está muito bom.
5. A visualização que a educação e a cultura influem em vários outros fatores: saúde, segurança, qualidade de vida etc, etc, etc.
===
Entretanto, dentre eles, separo um:
6. O avanço cultural pela leitura de blogs, na internet.
A cultura dos blogs proporcionou a formação de um novo tipo de leitor - o leitor virtual - que não gosta tanto de livros, mas acompanha as notícias pelos artigos e cria uma opinião independente, acarretando na melhor formação da personalidade.
===
Um amigo me perguntou: "Tá bom, tu é a favor da leitura da internet e os "vc", "tb" e todas as outras gírias que acabam com o português?"
A resposta que dei foi a seguinte:
O ser humano busca simplificar as coisas, diminuir para dar praticidade. Foi assim com o "Vóis-mecê" que passou a ser "Você" e agora (teclando) escorrega para o "Vc".
Existe a gramática formal e a informal. A informal admite as variações lingüísticas e culturais. Afinal, a cultura varia com o espaço e o tempo.
- Espaço: as diferenças do gaúcho para o nordestino. Distâncias geográficas.
- Tempo: as mudanças que ocorrem com o passar do tempo. A linguagem de 1890 e de 2009.
===
Portanto, fico feliz com os blogs. Na parte da noite, em minha casa, percorro alguns como um "fofoqueiro autorizado". É muito bom observar as diferenças de personalidades... Umas introspectivas, outras egocêntricas, algumas humildes e umas solitárias. Análise psicológica e factual.
===
O que não devemos difundir é o plágio. Temos que referenciar o "Copiar e Colar", dizendo de que página nós buscamos determinado texto. É sinal de respeito e de credibilidade.
Muito importante.
===
Encerro este artigo pedindo a opinião particular do leitor. O que você acha?

3 comentários:

  1. Sou professora de Língua Portuguesa há 22 anos e discordo, veemente, da opinião de que a escrita pode ser feita da forma informal. Quando você autoriza o aluno a fazer isso, mesmo em casa, praticamente está fomentando a má redação. Ou você acha que o que eles escrevem na internet não reflete na sala de aula?
    Sou a prova de que isso ocorre. Parece, desculpe-me a sinceridade, que os neurônios dos alunos atrofiam, de uma forma que ficamos envergonhados com a redação de um aluno do ensino médio.
    Discordo da sua idéia.
    Mas gostei do tema.
    Ao menos forçou o raciocínio.
    De resto, os outros textos eu gostei.
    O blog é muito bom.
    Por opção - e não por covardia - que não irei me identificar.
    Até a próxima. Ah! Desculpe se te ofendi em algo.

    ResponderExcluir
  2. Concordo, parcialmente, com o que a professora anônima postou. O fato em vigor, que eu defendo, é a adequação ao momento em que se escreve ou fala.
    Quando você está em condições gramaticais, ou seja, possui a possibilidade de se adequar ao ambiente (verbal ou escrito), poderá utilizar da praticidade.Isso ocorre com adultos que já possuam o discernimento adequado.
    Portanto, tenho de concordar que a prática de conversação (verbal ou escrita) por um indivíduo não estruturado gramaticalmente pode realmente causar confusões.
    Acho que o caminho é o meio: adaptar-se ao mundo moderno, mas continuar cobrando a escrita (e fala) correta dentro da sala de aula.
    Pena que a leitora não se identificou!
    Sou muito grato!

    ResponderExcluir
  3. Não é comum observarmos uma professora chamar os alunos de "atrofiados".
    Quem sabe ao invés de colocar a culpa na internet, não resolve rever o seu modo de ensinar? Vários professores estão se modernizando com o passar do tempo, e usando cada vez mais a informática como ferramenta de ensino.
    Por fim, não é culpa da internet! Isso vem do aluno, e de como está sendo a sua aprendizagem com o professor!
    O professor que sabe passar para os alunos o jeito certo, com certeza a redação não será vergonhosa, como diz a anônima!
    Obs: Eu sou uma aluna, e estou torcendo para que você não seja a minha professora de português!

    ResponderExcluir

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...