domingo, 16 de agosto de 2009

As flores do pessegueiro e a ameixeira amarela.


O fundo do meu pátio possui apenas uma árvore frutífera - a ameixeira amarela.
===
Entretanto, o pátio do vizinho completa o meu sítio (no fundo de casa).
Em terreno limítrofe, ele possui uma bergamoteira (tangerina), um pé de "tomate selvagem" e um pessegueiro.
===
O caro amigo vizinho autorizou que eu comesse as frutas dos pés de seu pátio.
Grande felicidade, pois pude rememorar os tempos da infância, no grande sítio de minha avó, lá na cidade de Sarandi, perto de Passo Fundo.
Como é engraçado...
Viajamos anos em segundos,
as recordações são reavivadas pelo gosto, pelo cheiro e pela cor.
Voltamos ao passado e reavivamos os avôs,
que gritam para termos cuidado ao subir na ameixeira.
===
Hoje, as flores do pessegueiro fizeram-se rosas.
Estão lindas, no reflexo do calor de domingo.
Em instantes retornei ao fundo do sítio de minha avó Ana Pasini, onde os vários pés de pessegueiros serviam de helicóptero para eu e meus dois primos (Rodrigo e Leonardo) brincarmos de "Guerrinha".
===
Lá perto, quase do lado, está o pé de ameixa.
A única árvore do meu pátio.
Grande amigo, o qual subo, relaxando das horas de trabalho,
onde eu como as pequenas frutas (sem lavar)
e faço "guerrinha" de sementes com o meu filho.
Rubem Alves declarou-se apaixonado por um ipê-roxo.
Eu sou por um pé de ameixa amarela...
===
Julgo que Deus criou o mundo para isso.
Para a beleza - a cor, o cheiro, o gosto, a dança, o som e o tato.
As lindas flores do pessegueiro
e os belos frutos da ameixeira amarela.
===
Enfim, acredito que os laços de carinho homem-planta
atravessam os tempos.
Aí está uma amizade sincera...

Um comentário:

  1. Adorei o texto por alguns instantes voltei à
    minha infância.Karla.

    ResponderExcluir

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...