domingo, 26 de abril de 2009

LUTO - PAI - ACIR JOSÉ PASINI - 20/04/2009

PAI...

Foste o homem forte, batalhador,
incansável
e sábio nas decisões.

Foste o meu primeiro amigo,
que voltaste à infância
na garupa de cavalo, fictícia.

Foste o braço forte,
ao erguer-me rumo ao céu
e a mão amiga
ao juntar-me da caída.

Foste o farol na tempestades
de minha adolescência;
o espelho no qual refleti
a construção de minha personalidade.
Pai,
fizeste desta criança um homem!

Hoje, na dor da despedida,
no " até mais!",
os meus olhos permanecem marejados,
pela dor e a tristeza
de uma separação apenas física.

Pai,
Sei que estás feliz!
Quero, neste instante, inrromper as barreiras do tempo,
- para o passado ou para o futuro -
livrar-me das intempéries da vida mundana,
para afirmar que sua MISSÃO FOI CUMPRIDA e,
apenas para dizer:
TE AMO, PAI!
Vai com o bom Deus...

Um comentário:

  1. Fiquei emocionado ao ler o poema.
    Meus pêsames...

    ResponderExcluir

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...