sábado, 7 de março de 2009

Em defesa da criação da Secretaria de Cultura de Santiago

Ao acompanhar a discussão que ocorre em alguns blogs santiaguenses, sobre a criação da Secretaria da Cultura, gostaria de expressar minha opinião.
A competência da professora Denise Flório Cardoso é indiscutível, o que é comprovado pelo tempo que conduz a Secretária Municipal de Educação e Cultura. A aprovação de seu trabalho é notória junto à população e, especialmente, nas escolas municipais, entre os professores.
Entretanto, Santiago já não é mais uma simples cidade, como outra qualquer do interior. Ela é definida como a “Terra dos Poetas”, por intermédio de uma lei municipal (se não me engano de 1998), epíteto cultural que já está sendo reconhecido e passa a ficar arraigado em nosso senso comum, principalmente nos mais novos.
Grandes municípios, como Porto Alegre, Goiânia, Campinas, São Leopoldo e até mesmo a quase vizinha Santa Maria já possuem tal secretariado. Em Santiago criar uma Secretaria da Cultura já se torna uma necessidade! Sou a favor de sua criação por vários motivos:
- Primeiramente, dois assuntos tão importantes e de extrema carga de trabalho não podem ficar centralizados em uma só pessoa, por mais competente e eficiente que ela seja. A não ser que se coloque um dos assuntos em segundo plano.
- Isso por que as necessidades da educação são notórias, fortes, urgentes, por si só já dominam toda a atenção da secretaria.
- A cultura de Santiago, por ser diferente, também necessita uma atenção especial, totalmente específica, com verbas próprias para o incentivo à publicação de livros e de criação de mais eventos que divulguem a nossa cidade para todo o Rio Grande do Sul e até mesmo o Brasil.
- A criação de uma secretaria específica facilitaria a busca de investimentos dos governos estadual e federal, além de uma atenção maior para o provimento de patrocínios de empresas públicas e privadas, também a facilitação para uma sensibilização financeira por parte das pessoas físicas.
Portanto, o fato em discussão não deve ser a eficiência e a eficácia do indivíduo “A” ou “B” no governo municipal, mas sim que a criação de uma Secretaria da Cultura traria avanços inimagináveis para a história de Santiago. Afinal, queremos ser realmente a verdadeira “Terra dos Poetas”?

2 comentários:

  1. É necessária a criação da Secretaria de Cultura. Mas precisa ser feito com cuidado, principalmente em relação a outros aspectos. O que é mais importante: cultura ou saúde?

    ResponderExcluir
  2. Eu sou a favor!
    Precisamos de verba para o lançamento de livros de poesia!
    Não é fácil publicar um livro no Brasil...

    ResponderExcluir

Obrigado por deixar o seu comentário neste blog.
Agradeço o tempo investido nesta comunicação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...